Radar traz Cyrela (CYRE3), Cury (CURY), Lavvi (LAVV3) e Hapvida (HAPV3)

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

O radar corporativo destaca a divulgação das prévias operacionais do terceiro trimestre de Cyrela (CYRE3), Cury (CURY), Even (EVEN3) e Melnick (MELK3).

A Lavvi Empreendimentos Imobiliários (LAVV3) aprovou a distribuição de dividendos de R$ 120 milhões.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Já o volume de energia distribuída da EDP Brasil (ENBR3) apresentou aumento de 4,2% no terceiro trimestre de 2021.

Enquanto a Hapvida (HAPV3) comunicou que sua subsidiária Ultra Som Serviços Médicos comprou a Viventi Hospital Asa Sul pelo valor de R$ 22,0 milhões.

Por fim, o Banco Fibra comprou créditos de transações comerciais da CSN (CSNA3) junto a seus clientes, sem qualquer coobrigação da CSN pela liquidação de referidos créditos.

Veja mais destaques do radar corporativo:

Cias Abertas

AES Brasil (AESB3) conclui projeto de balcão para compra e venda de energia

A AES Brasil (AESB3) em parceria com a Fohat Corporation concluiu o projeto de balcão organizado para compra e venda de energia. De acordo com O Estado de S.Paulo, o balcão será organizado em blockchain e permite que as operações sejam feitas em ambiente digital.

EDP Brasil (ENBR3) tem novo diretor presidente

A EDP Brasil (ENBR3) tem novo diretor presidente. A indicação de João Manuel Veríssimo Marques da Cruz tomou posse na reunião realizada no último dia 13. Ele terá mandato unificado com o restante da diretoria da companhia, até 31 de dezembro do ano que vem.

Tigre Participações elege membro do conselho

A Tigre Participações elegeu Luiz Fernando Sanzogo Giorgi como novo membro do conselho de administração. Ele terá mandato de um ano no conselho.

Terra Santa (LAND3) elege novo diretor Administrativo e Jurídico

A Terra Santa (LAND3) elegeu seu novo diretor Administrativo e Jurídico. Cesar Henrique Gallo do Prado passa a ocupar o cargo. Ele é formado em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie; e possui oito anos de experiência no agronegócio.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) vende contratos para Banco Fibra

O Banco Fibra comprou créditos de transações comerciais da CSN (CSNA3) junto a seus clientes, sem qualquer coobrigação da CSN pela liquidação de referidos créditos.

O valor total dos créditos envolvidos na transação foi de R$ 201,1 milhões. O prazo médio de vencimento é de 14 dias.

Grupo Mateus (GMAT3) inaugura 5 lojas em setembro

O Grupo Mateus (GMAT3) informou que inaugurou 5 lojas ao longo do mês passado. Com as inaugurações de setembro, o Grupo encerrou o mês com 189 lojas em operação, sendo 57 de varejo, 40 de atacarejo e 92 de eletro.

Por estado, são 110 lojas no Maranhão, 65 no Pará, 12 no Piauí e 2 no Ceará.

Atualmente, a empresa é a quarta maior empresa de varejo alimentar do país, com operações no varejo de supermercados, atacarejo, atacado, móveis e eletrodomésticos, e-commerce, indústria de panificação e central de fatiamento e posicionamento.

Banestes (BEES3;BEES4) informa contratação de assessor financeiro

A Banestes (BEES3;BEES4) anunciou a contratação do Banco Genial como assessor financeiro.

Segundo o banco, o objetivo é buscar parceiros comerciais que possam potencializar a atuação nos negócios da Banestes Seguros.

Livetech da Bahia Indústria (LVTC3) comunica contratação de diretor de operações

A Livetech da Bahia (LVTC3) comunicou a contratação de Marcelo Rezende para ocupar o cargo de Diretor de Operações.

A criação do novo cargo e a eleição de Rezende têm como objetivo auxiliar no projeto de expansão da empresa.

Prévia operacional

Cyrela (CYRE3) tem queda nas vendas

A Cyrela (CYRE3) divulgou nesta quarta-feira (13) a prévia de seus resultados operacionais do 3º trimestre de 2021.

As vendas líquidas contratadas neste trimestre somaram R$ 1,366 milhões, valor 20% inferior ao registrado no 3T20 (R$ 1,712 milhões). 

Cury atinge R$ 2 bi em vendas e lançamentos

A Cury Construtora (CURY3), que atua nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e em Campinas, divulgou uma prévia de seus resultados operacionais do terceiro trimestre de 2021 (3T21) em comparação ao mesmo trimestre do exercício anterior (3T20) e, eventualmente, ao segundo trimestre de 2021 (2T21). 

A Cury alcança o VGV (vendas contratadas brutas) de R$ 682,4 milhões no 3T21, crescimento de 66,3% ante o 3T20.

Melnik tem queda na venda de estoque em relação ao ano passado

A Melnik (MELK3), construtora e incorporadora focada na região Sul, informou seus dados preliminares relativos ao 3T21.

As vendas brutas e líquidas correntes, referentes ao período, somaram respectivamente R$ 108 milhões e R$ 99 milhões.

As vendas de estoque chegaram a R$ 74 milhões este ano contra R$ 121 milhões no ano anterior; as vendas de lançamentos também caíram.

Even tem queda nos números do 3T21

As vendas líquidas da Even Construtora (EVEN3) totalizaram R$ 329 milhões (R$ 277 milhões % Even), um número menor em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 480 milhões).

A VSO consolidada do trimestre foi de 11%, sendo 18% a VSO de lançamentos.

Os distratos totalizaram R$70 milhões, sendo R$ 54 milhões % Even, representando 16%  das vendas brutas. Este valor também está em queda em relação ao ano passado (R$ 88 milhões).

Moura Dubeux Engenharia (MDNE3) apresenta resultados para o 3T21

A Moura Dubeux Engenharia (MDNE3) comunicou a prévia dos resultados operacionais obtidos no 3T21.

Os lançamentos da companhia totalizaram R$ 336 milhões no 3T21. Nos 9M21 os lançamentos somaram R$ 928 milhões e R$ 1,4 bilhão nos últimos doze meses (UDM).

Em relação as vendas e adesões líquidas foram totalizados R$ 343 milhões, aumento de 10,6% em relação ao 3T20.

GetNinjas (NINJ3) divulga prévia operacional 3T21

O GetNinjas (NINJ3) informou a prévia operacional do terceiro trimestre de 2021 (3T21).

Já em relação aos clientes (CLIs), no 3T21 houve um avanço de1 7% no número de pedidos solicitados (1.362.762) em relação ao 3T20.

Nos últimos 12 meses encerrados em 30 de setembro de 2021, o número de profissionais ativos cresceu 89% em relação ao mesmo período de 2020, totalizando 205.067 profissionais.

O GetNinjas divulgará os resultados do 3T21 no dia 8 de novembro, após o fechamento do mercado.

EDP (ENBR3) tem alta no volume de energia vendida

A EDP Brasil (ENBR3) divulgou nesta quarta as  informações referentes ao mercado de energia elétrica do terceiro trimestre de 2021 e do acumulado dos nove meses  de  2021.

O volume de energia distribuída apresentou aumento de 4,2% no trimestre, sendo 3,8% na EDP São Paulo e 5,0% na EDP Espírito Santo.

No acumulado, o volume de energia distribuída cresceu 8,0%, (8,2% na EDP SP e 7,9% na EDP ES).

Aquisições e Fusões

Log-In anuncia aquisição de dois navios porta-containers

A Log-In (LOGN3) firmou acordo de compra de dois navios porta-containers, que serão construídos no estaleiro chinês Zhoushan Changhong International Shipyard Co..

O valor da transação foi US$42,6 milhões para cada embarcação.

Os navios contam com capacidade de 3.158 TEUs (Twenty-foot  Equivalent  Unit) cada um.

Hapvida (HAPV3) adquire Hospital Viventi

A Hapvida (HAPV3) comunicou que sua subsidiária Ultra Som Serviços Médicos acabou de realizar a compra da Viventi Hospital Asa Sul. O preço de aquisição foi de R$ 22,0 milhões.

O hospital terá capacidade para até 114 leitos e contará com centro cirúrgico, serviço de quimioterapia e hemodinâmica, e unidade de diagnóstico.

Além disso, foi celebrada, com o proprietário do imóvel em que se encontra o hospital Viventi, uma promessa de compra e venda do imóvel. A propriedade possui cerca de 6,6 mil metros quadrados de área construída e será adquirida pela Hapvida por R$ 200 milhões

Emissões

Kora Saúde (KRSA3) estuda fazer nova oferta de ações

A Kora Saúde (KRSA3) estuda fazer uma nova oferta de ações, de acordo com o Valor Econômico. A ideia é custear o plano de expansão da companhia. A projeção é que a nova oferta seja realizada no ano que vem, dependendo das oportunidades de investimentos. Em sua IPO, a companhia captou R$ 800 milhões. A empresa pretende manter seu ritmo de aquisições elevado nos próximos 10 a 15 anos.

Banco Mercantil do Brasil (BMEB3; BMEB4) aprova desdobramento e grupamento de ações

O Banco Mercantil do Brasil (BMEB3; BMEB4) aprovou nesta quarta-feira (13) a proposta de grupamento e desdobramento simultâneos da totalidade das ações de emissão do Banco, incluindo as ações ordinárias e preferenciais.

Segundo o banco, serão feitos grupos de 100 ações para uma ação da mesma espécie e, cada ação será desdobrada em 200 ações da mesma  espécie, sem alteração no valor do capital social atual do Banco. 

As operações pretendem ajustar a base acionária do Banco, que atualmente é composta  por um grande número de acionistas que possuem participações inferiores ao lote padrão de 100 ações.

As operações propostas serão aplicadas a todos os acionistas do Banco, abrangendo tanto as ações ordinárias quanto as ações preferenciais.

Direcional (DIRR3) aprova emissão debêntures

A Direcional Engenharia (DIRR3) realizou a  8ª  emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações de 100 mil debêntures, com valor nominal unitário de R$1 mil, perfazendo o montante total de R$100 milhões

A emissão será realizada em série única, sendo que as debêntures terão prazo de vencimento de cinco anos, contados da Data de Emissão, vencendo em 15 de outubro de 2026.

Os recursos obtidos com a emissão serão destinados para o reforço de capital de giro da Direcional.

Santo Antônio Energia realiza pagamentos da remuneração da 3ª emissão

A Santo Antônio Energia comunicou que realizará o pagamento de juros remuneratórios referentes às 1ª e 2ª séries da 3ª emissão de debêntures da companhia.

O pagamento da 1ª série da 3ª Emissão será de R$ 225,860241 por debênture. Já na 2ª série da 3ª Emissão, terá juros um montante de R$ 565,574018 por debênture.

Proventos

Lavvi (LAVV3) aprova distribuição de dividendos

A Lavvi Empreendimentos Imobiliários (LAVV3) divulgou a aprovação da distribuição de dividendos de R$ 120 milhões.

A companhia divulgou ainda que foram mais de R$ 2,7 bilhões em VGV potencial de áreas adquiridas desde o IPO, culminando em um land bank que hoje supera os R$ 4,2 bilhões.

IPO

Madero adia IPO para 2022

A Madero decidiu adiar seu IPO para o próximo ano, de acordo com matéria do jornal O Estado de S.Paulo. A rede de restaurantes observou momento desfavorável da conjuntura econômica e pressão de credores para a operação. A empresa esperava movimentar entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhões e usaria pelo menos 50% do valor para pagar dívidas.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo