Radar traz Notre Dame (GNDI3), Gafisa (GFSA3), Petrobras (PETR4) e Vale (VALE3)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Crédito da imagem: Reprodução/Internet

No Radar Corporativo desta quarta-feira (17) destaque para a sequência da safra de balanços, operações de fusões e aquisições, emissões e proventos.

A Notre Dame (GNDI3) registrou lucro líquido de R$ 155,2 milhões no quarto trimestre de 2020, crescimento de 18,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, mas abaixo do consenso.

Já a Gafisa (GFSA3) reportou lucro líquido de R$ 28,9 milhões no quarto trimestre do ano passado, retração de 38,3% na comparação com mesmo trimestre de 2019.

Operar Vendido, Shoppings, Tendências e muito mais, confira a agenda de hoje no FII Summit

Enquanto isso, na Petrobras (PETR3 PETR4), o Comitê de Pessoas da companhia aprovou a indicação de Joaquim Silva e Luna para os cargos de Conselheiro de Administração e de Presidente da companhia.

Por sua vez, a BR Distribuidora (BRDT3) informou que o novo presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior, tomou posse nesta terça.

A Vale (VALE3) iniciou, de forma gradual, a operação da planta filtragem de rejeitos do Complexo Vargem Grande, com investimentos de US$ 2,3 bilhões entre 2020 e 2024.

O BTG Pactual (BPAC11) comunicou a aquisição de 100% do capital social do Kinvo Tecnologia da Informação, pelo valor de R$ 72 milhões.

A Rede d’Or (RDOR3) concluiu a aquisição de 100% do Hospital Central de Guaianases, na zona leste de São Paulo (SP).

Já a Blau Farmacêutica (BLAU3) definiu a faixa indicativa de seu IPO entre R$ 44,60 e R$ 50,60. Considerando ponto médio da faixa de preço (R$ 47,60), a companhia deve movimentar R$ 2,134 bilhões.

No mais, a BRMalls (BRML3) aprovou a emissão de debêntures no valor de R$ 400 milhões.

Por fim, anunciaram proventos Itaú Unibanco (ITUB4), Romi (ROMI3) e Banco Inter (BIDI11).

Veja todos os destaques

O que você verá neste artigo:

Balanços

Gafisa (GFSA3): lucro líquido cai 38,3%, para R$ 28,9 milhões

A Gafisa (GFSA3) reportou lucro líquido de R$ 28,9 milhões no quarto trimestre do ano passado, retração de 38,3% na comparação com mesmo trimestre de 2019.

A receita cresceu 5 vezes no período, para R$ 579,9 milhões.

Gafisa (GFSA3) está otimista com 2021

No mais, a construtora espera crescimento de receita em 2021, em função do aumento projetado de lançamentos e vendas, além do avanço de obras.

Isso porque, segundo o vice-presidente de finanças e gestão, Ian Andrade, como os lançamentos de R$ 900 milhões em 2020, foram concentrados a partir do fim do terceiro trimestre, a companhia ainda tem muito resultado a reconhecer.

3R Petroleum (RRRP3) tem prejuízo líquido de R$ 147,5 milhões no 4TRI

A 3R Petroleum (RRRP3) reportou um prejuízo líquido de R$ 147,54 milhões no quarto trimestre de 2020, contra prejuízo operacional de R$ 142 milhões no mesmo período de 2019.

Notre Dame (GNDI3) tem alta de 18,1% no lucro no 4TRI

A Notre Dame (GNDI3) registrou lucro líquido de R$ 155,2 milhões no quarto trimestre de 2020, crescimento de 18,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A receita atingiu R$ 2,81 bilhões no período, redução de 22,1%.

D1000 (DMVF3) lucra R$ 18 milhões no 4TRI20, alta de 78%

A D1000 (DMVF3) lucrou R$ 18 milhões no quarto trimestre de 2020, valor maior do que os R$ 10,1 milhões do mesmo período de 2019. O crescimento foi de 78% no comparativo.

No acumulado do ano, a dona de Drogasmil, Farmalife, Drogarias Tamoio e Drogaria Rosário reverteu o prejuízo de 2019. A empresa teve lucro líquido de R$ 120 mil no ano passado contra prejuízo de R$ 7,5 milhões em 2019.

Profarma (PFRM3) lucra R$ 27,7 milhões no 4TRI, alta de 43%

A Profarma (PFRM3) reportou um lucro líquido de R$ 27,7 milhões no quarto trimestre de 2020. A cifra representa uma alta de 43% sobre o lucro do mesmo período de 2019.

No acumulado de 2020, o lucro líquido avançou 336,9% para R$ 52,3 milhões.

Helbor (HBOR3) reverte prejuízo e lucra R$ 26,2 mi no 4TRI

Helbor (HBOR3) registrou lucro líquido de R$ 26,2 milhões no quarto trimestre de 2020, revertendo o prejuízo do mesmo período de 2019.

A receita totalizou R$ 212,6 milhões no trimestre, queda de 52,7% na comparação ano a ano.

Companhias abertas 

Petrobras (PETR4): Aneel aprova revogação da outorga de usina na Bahia

A Petrobras (PETR4) informou nesta terça (16) que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou a revogação da outorga da Usina TermoCamaçari, que fica no estado da Bahia.

Segundo comunicado da companhia, a Petrobras está em negociação com a Proquigel Química, empresa integrante do Grupo Unigel, para o arrendamento da unidade.

Petrobras (PETR4) Comitê de Pessoas aprova indicação de Silva e Luna

O Comitê de Pessoas da Petrobras (PETR4) aprovou nesta terça (16) a indicação de Joaquim Silva e Luna para os cargos de Conselheiro de Administração e de Presidente da companhia.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou em fevereiro a demissão do presidente da estatal, Roberto Castello Branco, e nomeou para o cargo o general Joaquim Silva e Luna, que estava na direção de Itaipu.

Luna precisa agora ser aprovado Assembleia Geral Extraordinária da empresa do próximo dia 12 de abril.

Petrobras: Boletim de Voto a Distância

A Petrobras informa que reapresentou hoje os boletins de voto a distância de suas Assembleias Geral Extraordinária de 12 de abril (AGE) e Geral Ordinária de 14de abril de 2021 (AGO) com as seguintes alterações:

Boletim de voto a distância -AGE de 12 de abril terá a inclusão do candidato Marcelo Gasparino da Silva, indicado pelos acionistas minoritários para a eleição de membro do Conselho de Administração com adoção do processo de voto múltiplo.

Petrobras: indicação para o Conselho Fiscal

A Petrobras informou que recebeu indicação de acionistas detentores de ações preferenciais de candidatos para o Conselho Fiscal, cuja eleição ocorrerá na Assembleia Geral Ordinária de 14de abril de 2021.

Os candidatos indicados pelos acionistas FIA Dinâmica Energia e Banclass FIA são:

– Michele da Silva Gonsales Torres para Membro do Conselho Fiscal pelos acionistas preferencialistas (titular)

– Antonio Emílio Bastos de Aguiar Freire para Membro do Conselho Fiscal pelos acionistas preferencialistas (suplente)

BR Distribuidora (BBDT3): novo presidente

A BR Distribuidora BRDT3) informou que o novo presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior, tomou posse nesta terça.

Segundo a BR, Wilson Ferreira Junior possui 40 anos de experiência no setor de energia.

Sanepar (SAPR11): Agência reguladora não decide sobre revisão tarifária

A Sanepar (SAPR11) informou que a Agência reguladora (AGEPAR) não decidiu sobre a revisão tarifária.

Sabesp (SBSP3): proibição de cortes de fornecimento

A Sabesp (SBSP3) anunciou nesta terça (16) a prorrogação, de 31 de março para 30 de abril, a proibição de cortes de fornecimento para clientes comerciais.

Minerva (BEEF3) vai criar joint venture com a americana Amyris

A Minerva (BEEF3) celebrou nesta terça (16) um memorando de entendimentos com a Amyris, tendo por objetivo a constituição de sociedade comum (joint venture) voltada ao desenvolvimento de produtos diversos.

A Minerva deve aportar um investimento inicial de US$ 5 milhões, disponibilizar seus canais de distribuição e acesso ao mercado e desenvolver toda a estratégia de go-to-market da JV. A Companhia terá uma participação inicial de 60% no capital total da joint venture.

Taesa (TAEE11) indica candidatos a membro do conselho fiscal

A Taesa (TAEE11) comunicou a indicação dos nomes de Murici dos Santos para ocupar cargo de membro efetivo do Conselho Fiscal da Companhia. Renato Venicio da Silva foi indicado para ocupar o cargo de suplente.

Foi indicado ainda o nome de Marcello Joaquim Pacheco para ocupara a vaga de membro do conselho fiscal, com Alberto Jorge Oliveira da Costa, como suplente.

Vale (VALE3) inicia operação em MG

A Vale (VALE3) comunicou que iniciou, de forma gradual, a operação da planta filtragem de rejeitos do Complexo Vargem Grande, sendo esta a primeira de quatro plantas de filtragem que serão instaladas nas operações da Vale, em Minas Gerais.

Segundo a companhia, a operação totaliza US$ 2,3 bilhões de investimentos entre 2020 e 2024.

Além de reduzir a necessidade de utilização de barragens, o início da operação permitirá uma melhora da qualidade média do portfólio de produtos da Vale com o uso do processamento a úmido no site.

Vale defende indicações para o conselho

A Vale respondeu ontem publicamente à carta aberta que havia sido divulgada na semana passada por um grupo de acionistas com ressalvas aos nomes apresentados pela empresa para concorrer às vagas no conselho de administração da mineradora. As informações são do Valor.

A Vale defendeu que os candidatos indicados reúnem diferentes competências e experiências nacionais e internacionais, inclusive como CEOs e em áreas como finanças, inovação, sustentabilidade e ESG.

Brasil Brokers (BBRK3): CVM condena ex-executivos da empresa por infrações

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou nesta terça-feira (16) os ex-executivos da Brasil Brokers (BBRK3) Claudio Kawa Hermolin e Hebert Ferreira Braz Junior.

Eles deverão pagar multa individual de R$ 170 mil por infrações na elaboração das demonstrações financeiras da empresa no exercício social de 2018.

Fusões e aquisições

BTG Pactual (BPAC11) compra plataforma digital Kinvo Tecnologia por R$ 72 mi

O BTG Pactual (BPAC11) comunicou a aquisição de 100% do capital social do Kinvo Tecnologia da Informação, pelo valor de R$ 72 milhões.

O Kinvo é uma fintech com mais de 700 mil usuários, que somam mais de R$ 100 bilhões em investimentos cadastrados e apresenta acesso de mais de 5 mil usuários por minuto.

Rede d’Or (RDOR3) conclui aquisição de 100% de hospitam em Guaianases

A Rede d’Or (RDOR3) comunicou que, por meio de sua afiliada Hospitais Integrados da Gávea, concluiu a aquisição de 100% do Hospital Central de Guaianases, localizado na zona leste do município de São Paulo, Estado de São Paulo.

Ânima (ANIM3) e Laureate esperam aval do Cade para negociação em abril

O grupo Ânima Educação (ANIM3) está na expectativa de receber em abril o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a finalização da compra dos ativos da norte-americana Laureate no Brasil em meados de abril. As informações são do Estadão/Broadcast.

A perspectiva é de que o Cade aprove a negociação sem a exigência de grandes empecilhos. Ou seja, abrindo o caminho para a fase da integração dos negócios, após acirrada disputa no mercado de educação local.

Soma (SOMA3) anuncia incorporação por Ações da ByNV

O grupo de moda Soma (SOMA3) anunciou a incorporação por ações da ByNV Comércio Varejista.

Assim, foi concretizada a compra de 53.900 ações de emissão da NV e a incorporação por parte da Soma da totalidade das ações de emissão da NV remanescentes após a compra e venda.

Grandes companhias devem investir mais em 2021

Grandes empresas com ações em bolsa planejam elevar os investimentos neste ano, repondo em parte o que deixaram de investir nem 2020, segundo apuração do Valor.

Entre elas estão Petrobras, Vale, Suzano, Braskem, TIM, Renner e Hering.

Pacheco e Lira apoiam privatização da Eletrobras (ELET6)

A proposta de capitalização da Eletrobras, apresentada pela gestão Bolsonaro na forma de uma medida provisória, tem o apoio dos presidentes do e da Câmara. Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Arthur Lira (PPAL) avaliaram como razoável o modelo que prevê uma redução da participação da União na estatal por meio da emissão de novas ações vendidas no mercado.

Eletrobras (ELET6) tem 6 nomes para assumir o comando da estatal

A comissão interna de nomeação do novo presidente da Eletrobras tem trabalhado com a consultoria de
recrutamento Korn Ferry e já chegou a uma lista de cerca de seis nomes – metade nomes de mercado e metade de dentro da companhia, conforme informou o Valor.

Cosan (CSAN3) acredita que não terá mudanças drásticas na Petrobras (PETR4)

Em face das incertezas sobre a nova gestão da Petrobras, o presidente do grupo Cosan, Luís Henrique Guimarães, disse confiar na continuidade da venda de ativos da Petrobras (PETR4) e que o alinhamento dos derivados aos preços internacionais será mantido, sem que a estatal seja usada para fazer subsídios. A notícia é do Valor.

BRF (BRFS3) pode aumentar exportações para o Canadá

A BRF (BRFS3) comunicou ontem (16) que suas unidades localizadas em Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso, foram habilitadas pelo governo do Canadá a exportar asas de frango para o país.

Vendas de computador  superam expectativas, diz Positivo (POSI3)

Um ano após o início da pandemia, o volume de pedidos segue em ritmo acelerado para a Positivo (POSI3). “A demanda continua muito forte e supera nossas projeções toda semana”, afirmou Hélio Rotenberg, CEO da Positivo, ao Valor.

IPOs

Blau Farmacêutica (BLAU3) define faixa de preço de IPO

A Blau Farmacêutica (BLAU3) definiu a faixa indicativa de preço entre R$ 44,60 e R$ 50,60. Considerando ponto médio da faixa de preço (R$ 47,60), a companhia deve movimentar R$ 2,134 bilhões.

Emissões e dívidas 

BRMalls (BRML3) aprova debêntures

A BRMalls (BRML3) aprovou a emissão de debêntures no valor de R$ 400 milhões.

A 9ª emissão de debêntures perpétuas simples serão objeto de distribuição pública, com esforços restritos de distribuição.

Serão emitidas 40.000 debêntures da BRMalls, no valor unitário de R$ 10 mil.

Proventos

Itaú (ITUB4) paga juros sobre o capital próprio

O Conselho de administração do Itaú Unibanco (ITUB4) aprovou o pagamento, até 31 de dezembro de 2021, de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 0,05064 por ação.

Os referidos proventos aos acionistas têm como base de cálculo a posição acionária final registrada no dia 25 de março de 2021.

Romi (ROMI3) aprova JCP

A Romi (ROMI3) comunicou a distribuição de juros sobre o capital próprio a serem imputados aos dividendos obrigatórios do exercício de 2021, no montante bruto de R$ 11 milhões (R$ 0,15 por ação).

O pagamento será realizado no dia 28 de abril aos acionistas inscritos nos registros da Companhia em 22 de março.

Banco Inter (BIDI11) aprova JCP

O conselho de administração do Banco Inter (BIDI11) aprovou o pagamento aos acionistas de juros sobre o capital próprio no valor bruto total de R$ 10.372.984,77, equivalentes a R$ 0,013589821por ação ordinária e preferencial (R$ 0,040769462 por Unit). Há ainda retenção de 15% a título de Imposto de Renda retido na fonte.

O pagamento dos juros sobre o capital próprio será efetuado em 30 de março a quem tiver os papéis até 19 de março.

Monteiro Aranha (MOAR3) paga dividendos e JCP

A Monteiro Aranha (MOAR3) anunciou o pagamento de dividendos de R$ 40 milhões e JCP (Juros Sobre Capital Próprio) de R$ 10 milhões.

O JCP é de R$ 0,816 por ação. Enquanto que os dividendos são de R$ 3,26 por ação aos acionistas que detém ações da empresa até 19 de março.

O pagamento será realizado a partir de 1º de abril.

Mudança acionária 

Enjoei (ENJU3): Morgan Stanley passa a deter 4,95% das ações

A Enjoei (ENJU3) informou que recebeu correspondência do Morgan Stanley comunicando que passou a deter 4,95% das ações da Enjoei.

Assim, as subsidiárias do Morgan Stanley agora detêm 9.676.828 ações ordinárias da empresa.

Suzano (SUZB3): Jorge Feffer doa ações para os filhos Mikhael e lzabela Henriques Feffer

A Suzano (SUZB3) informou que Jorge Feffer celebrou instrumento de doação de ações para os filhos Mikhael e lzabela Henriques Feffer. Mudança de participação acionária é de 17,92% do capital social total da companhia.

(Com Marco Antonio Lopes, Claudia Zucare, Rodrigo Petry e Redação)