Radar FII: veja os destaques de fundos imobiliários desta quarta

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

O BTG Pactual, administrador do fundo de investimento imobiliário (FII) BTG Pactual Logística (BTLG11) comunicou que o Fundo realizou a aquisição de 25% de imóvel localizado em São Bernardo do Campo, São Paulo.

O imóvel, que pertencia a Ford Motor, possui potencial área bruta locável de 460.000 m² e área total de terreno aproximada de 1.072.000 m².

Em nota o BTG afirmou que sobre o ativo será desenvolvido um complexo logístico AAA de forma faseada.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

O valor total da aquisição é de R$ 245,33 milhões.

Adicionalmente, ao longo dos 3 primeiros anos correspondente ao período de desenvolvimento, o Fundo fará jus a uma renda garantida junto ao vendedor na ordem de 8,8%.

Com isso, a receita receita será equivalente a R$ 0,20/cota por mês (considerando o número de cotas atuais do Fundo) ou R$0,12/cota por mês (no caso de captação integral da 9ª emissão de cotas do BTLG).

O BTG informou ainda que o FII V2 Properties (VVPR11) recebeu o pagamento de parte dos diferimentos acordado com determinadas locatárias em função dos desdobramentos da pandemia de Covid-19.

Desse modo, o Fundo teve o impacto positivo na distribuição de rendimentos em, aproximadamente, R$ 0,04 por cota, relativos à distribuição de Outubro/20, competência de Agosto/20.

Sobre o FII BB Progressivo (BBFI11B), o BTG informou que até 30 de outubro não havia recebido a totalidade do pagamento do aluguel referente à competência do mês de outubro, devida pela locatária Banco do Brasil.

Dessa forma, a distribuição de rendimentos do Fundo foi impactada negativamente em, aproximadamente, R$ 9,11.

DEVA11 anuncia 2ª emissão de cotas do Fundo

A Vórtx, na qualidade de administradora do FII Devant Recebíveis Imobiliários (DEVA11), informou sobre a 2ª emissão de cotas do Fundo.

Desse modo, com a nova emissão serão lançadas até 1,7 milhão de cotas, podendo tal montante ser reduzido em razão da distribuição parcial ou aumentado em razão da distribuição das cotas adicionais.

O preço de aquisição por cota da 2ª emissão foi definido em R$ 100,00, assim sendo, o FII pretende levantar o montante mínimo de R$ 170 milhões.

Segundo o comunicado, os recursos líquidos captados serão aplicados pelo Fundo de acordo com a Política de Investimento.

Os cotistas que tiverem interesse em exercer o direito de preferência deverão se manifestar no período entre os dias 03 de dezembro de 2020 a 17 de dezembro de 2020, inclusive, na B3.

A Vórtx informou ainda que a oferta restrita será destinada aos atuais Cotistas do Fundo, bem como aos investidores profissionais.

THRA11 aumenta receita do Fundo

O FII Cyrela Thera Corporate (THRA11) comunicou que, devido à intenção de rescisão parcial de contrato de locação pela Ceva Logistics, o Fundo recebeu o valor de R$ 585.775,51 referente a multa e encargos.

Como resultado, a receita do Fundo será impactada positivamente em, aproximadamente, 54,06 % em comparação às receitas do mês de setembro de 2020, provocando um impacto positivo na distribuição de rendimentos de, aproximadamente, R$ 0,39 por cota do Fundo.

BLMO11 adquire galpão logístico

A Vórtx, na qualidade de administradora do Bluemacaw Logística (BLMO11), comunicou que o Fundo adquiriu um galpão logístico localizado Campo Grande, Rio de Janeiro.

Atualmente o imóvel encontra-se integralmente locado a uma das maiores varejistas do país por meio de um contrato de locação atípico (Built To Suit) até 2030.

O valor total da operação é de R$ 389,57 milhões.

A expectativa é que a aquisição gere impacto positivo na renda mensal do Fundo, de R$ 0,72 por cota do Fundo.

GALG11 comunica aquisição

O FII Guardian Logística (GALG11) realizou contrato de compra e venda por meio do qual se comprometeu a adquirir a totalidade das ações de uma sociedade de propósito específico (SPE).

A título de sinal, foi pago o montante de R$ 10 milhões.

No Imóvel, situado em Salvador, Bahia, funciona um centro de distribuição da BRF.

Superadas determinadas condições precedentes usuais em transações desta natureza, o Fundo terá a BRF como locatária em um contrato de locação atípico de longo prazo.

FII: Confira os rendimentos divulgados

CRFF11: R$ 0,42 por cota em 12/11

CXRI11: R$ 0,7 por cota em 12/11

RBBV11: R$ 0,723484715827794 por cota em 12/11

GGRC11: R$ 0,72 por cota em 10/11

CRFF11: R$ 0,42 por cota em 12/11

XPCI11: R$ 0,63 por cota em 13/11

VVPR11: R$ 0,577239687 por cota em 09/11

LASC11: R$ 0,31 por cota em 06/11

HSAF11 : R$ 0,22 por cota em 09/11

RFOF11: R$ 0,58 por cota em 16/11

IFIX

Na sessão da terça-feira, 3, o IFIX fechou em queda de 0,01%, aos 2.766,55 pontos. No ano, a desvalorização é de 13,52%.