Radar FII: CXCO11 inicia oferta pública de distribuição de cotas

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

A Vórtx, na qualidade de administradora do FII Caixa Imóveis Corporativos (CXCO11), anunciou o início da oferta pública de distribuição secundária de cotas de emissão do Fundo.

Desse modo, com a emissão serão lançadas 3.924.500 cotas, podendo tal montante ser reduzido em razão da distribuição parcial.

O preço de aquisição por cota foi definido em R$ 102,89, assim sendo, o FII pretende levantar o montante de até R$ 403,79 milhões.

Segundo o comunicado, o Fundo tem por objeto a realização de investimentos imobiliários de longo prazo, por meio da aquisição dos ativos imobiliários para locação aos locatários, mediante a celebração de contratos de locação ou por meio de ativos de renda fixa.

O CXCO11 é destinado aos investidores em geral, sejam eles pessoas físicas ou pessoas jurídicas, fundos de investimento ou quaisquer outros veículos de investimento, domiciliados ou com sede no Brasil ou no exterior.

 FII Vila Olímpia Corporate (VLOL11) comunica saída parcial de locatário

O FII Vila Olímpia Corporate (VLOL11) comunicou que um de seus inquilinos formalizou a devolução do conjunto n.101 do Vila Olímpia Corporate, a contar de março de 2021, mediante a obrigação do pagamento das penalidades contratuais.

Entretanto, a decisão do locatário pelo encerramento parcial do vínculo locatício não sinaliza a sua intenção em devolver os outros dois conjuntos que mantém alugados com o Fundo no mesmo empreendimento.

De acordo com o locatário, tal decisão foi motivada por conta da crise macroeconômica gerada pela pandemia do Covid-19.

Estima-se que, caso nenhum outro locatário ocupe o conjunto, haverá um decréscimo de R$ 0,03 por cota a partir de abril/21 nos rendimentos a serem distribuídos pelo Fundo (base – Fev/21).

A unidade em questão representa 4,3% da área locável do Fundo (base – Fev./21).

FII SCP (SCPF11) não efetuará cobrança de aluguel em março/2021

O FII SCP (SCPF11) informou que, em atenção às solicitações recebidas dos locatários, decidiu por não realizar a cobrança de aluguel mínimo mensal, relativo ao mês de março/2021.

No entanto, para aqueles que estejam realizando vendas através de delivery e/ou drive thru, incidirá apenas o aluguel percentual, em razão do fechamento do Shopping Center Piedade, durante o referido mês, permanecendo, contudo, mantida a cobrança do IPTU/2021.

Segundo o comunicado, isso causará um forte impacto nas receitas e nas próximas distribuições de rendimentos do Fundo que ainda não é possível mensurar.

A suspensão do funcionamento dos Shopping Centers, Centros Comerciais e demais estabelecimentos correlatos no município de Salvador foi definida até às 5h dia 05 de abril de 2021.

IFIX

Na sessão da segunda-feira (29), o IFIX fechou o pregão em alta de 0,04%, aos 2818,90 pontos.

No acumulado para o mês de março, o IFIX recua 2,34%. Já no desempenho de 2021, cai 1,79%.