Radar corporativo: veja os destaques das empresas nesta sexta-feira

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O radar corporativo desta sexta-feira (11) destaca o pagamento de proventos pela Vale (VALE3) e o aumento do tráfego de passageiros da Azul (AZUL4). Além disso, operação entre Tecnisa (TCSA3) e Gafisa (GFSA3) não avançou em votação em assembleia. Confira mais.

Radar: mercados

Os investidores acompanham com atenção nesta sexta-feira (11) o comportamento das big techs americanas.

Depois de uma pausa na quarta-feira (9), Facebook, Amazon, Apple, Netflix, Alphabet e Microsoft tiveram novas quedas ontem (10).

Conheça os Fundos Imobiliários para investir em Outubro

E levaram o Ibovespa junto – a bolsa de valores de São Paulo despencou 2,43%, perdendo os 100 mil pontos. Encerrou com 98.834,59 pontos. Este é o menor patamar desde 13 de julho.

Destaques de hoje

Hoje tem divulgação da Pesquisa Mensal de Serviços, do IBGE, que complementa o panorama do mês de julho. Ontem, a Pesquisa Mensal do Comércio apontou forte alta de 5,2%, quando a projeção era de 1,2%. A Pesquisa Industrial Mensal, divulgada no início do mês, apontou avanço 8% da indústria.

Na bolsa ontem, o destaque foi o Grupo Pão de Açúcar (PCAR3), que subiu 14,80%, após anúncio de estudo para cisão do Assaí, com posterior IPO da marca.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Veja as cotações às 8h35:

S&P: +0,73%
Nasdaq: +0,83%
Dow Jones: +0,57%

Veja aqui a cobertura complete da abertura dos mercados.

Radar: destaques corporativos

Veja as notícias das empresas.

Vale (VALE3) aprova pagamento de proventos

O conselho de administração da Vale (VALE3) aprovou novo pagamento de proventos aos acionistas. O montante bruto da remuneração será de R$ 2,4075 por ação, sendo R$ 1,4102 em forma de dividendos e R$ 0,9973 por ação na forma de juros sobre o capital próprio (JCP). O pagamento ocorre em 30 de setembro.

Vale (VALE3): BNDES confirma venda de debêntures

A BNDES Participações confirmou nesta sexta-feira, 11, que pretende vender debêntures da Vale, conforme divulgado na imprensa ontem.

De acordo com comunicado, o BNDES, empresa pública da qual a BNDESPar é subsidiária integral, selecionou, no dia 28 de agosto, o Banco Bradesco BBI para figurar como coordenador líder nos trabalhos de potencial oferta pública secundária de até 214.329.063 debêntures participativas de emissão da Vale.

Azul (AZUL4): tráfego de passageiros aumenta

A Azul (AZUL4) informou que o tráfego de passageiros consolidados (RPKs) aumentou 26,4% em agosto, na comparação com julho. Enquanto isso, a capacidade, ou assentos-quilômetro oferecidos (ASKs), subiu 33,3%. Assim, a taxa de ocupação ficou em 75,5%, com queda de 4,1 pontos percentuais no mês.

A empresa anunciou também que deve elevar as decolagens em outubro para 505, o que representará 55% do ASK do mesmo mês do ano passado.

Engie (EGIE3) aprova investimento em parque eólico

A Engie (EGIE3) aprovou contratação de empréstimo e respectiva operação de swap no valor de US$ 100 milhões para projeto de parque eólico a ser implantado no Nordeste do Brasil.

O valor inclui contratação dos aerogeradores e dos escopos civil e eletromecânico para o projeto.

Tecnisa (TCSA3) e Gafisa (GFSA3): operação não avança

O grupo controlador da Tecnisa (TCSA3) venceu ontem a primeira rodada formal na disputa com a Gafisa (GFSA3) pelo apoio dos acionistas minoritários.

Em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), na qual compareceram 45% dos acionistas da Tecnisa, 98% dos presentes rejeitaram a continuidade dos estudos para potencial integração de negócios entre as duas incorporadoras, proposta pela Gafisa, de acordo com o Valor.

Entenda aqui o que está em jogo na oferta da Gafisa.

Suzano (SUZB3): subsidiária precifica oferta de bonds

A Suzano (SUZB3) precificou a oferta de bonds pela sua subsidiária integral Suzano Austria, com a emissão de títulos de dívida para colocação no mercado internacional no valor principal de US$ 750 milhões.

O yield é de 3,950% ao ano e cupom de 3,750% ao ano. O pagamento será semestral e o vencimento, em 15 de janeiro de 2031.

Embraer (EMBR3) faz acordo com Sindicato dos Engenheiros

A Embraer informou que fez acordo coletivo com o Sindicato dos Engenheiros para a estender os benefícios aos engenheiros desligados da companhia na semana passada e para manutenção do nível atual de profissionais (3 mil) até abril de 2021.

Invepar (IVPR4B) tem substituição de empréstimo junto ao BNDES

A Invepar (IVPR4B) e sua Via 040 aprovaram substituição de empréstimo-ponte junto ao Banco Nacional Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Com isso, bancos fiadores se tornariam credores diretos da Via 040.

Localiza (RENT3) paga JCP em 15 de setembro

A Localiza informou que pagará em 15 de setembro juros sobre capital próprio (JCP) de R$ 0,089006724 por ação, tendo como base a posição acionária de 13 de março de 2020.

SulAmérica (SULA11): Advance conclui compra da Paraná Clínicas

A SulAmérica (SULA11) anunciou a conclusão da compra da Paraná Clínicas Planos de Saúde. A negociação foi feita com a Rede D’Or, no valor de R$ 396 milhões.

Cemig (CMIG4): controlada Gasmig emite debêntures

A Cemig (CMIG4) informou que sua controlada, a Gasmig, concluiu a distribuição de R$ 850 milhões em debêntures. Esta é a oitava emissão de debêntures simples da empresa.

Os títulos têm prazo de 11 anos. Eles serão atualizados pelo IPCA com acréscimo de juros remuneratórios de 5,27% ao ano.

Braskem (BRKM5) inicia produção em nova planta nos EUA

A Braskem (BRKM5) informou que iniciou a produção comercial de polipropileno de sua nova planta nos Estados Unidos. A instalação fica localizada em La Porte, no estado do Texas, e tem capacidade de produção de 450 mil toneladas por ano.

Omega Geração (OMGE3) esclarece venda em plataforma digital

A Omega Geração prestou esclarecimentos à CVM sobre notícia veiculada no Brasil Journal, a respeito do lançamento de plataforma digital Smartflex, de compra e venda de energia. E classificou o lançamento como um esforço de marketing no curso normal dos negócios.