Radar corporativo: veja os destaques das empresas nesta quinta-feira

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O Radar corporativo desta quinta-feira (8) destaca que o BNDES prepara a venda de R$ 6 bilhões em debêntures da Vale (VALE3).

Também, que a produção diária em setembro da Petro Rio (PRIO3) foi a maior do ano.

A Capital International Investors (CII) atingiu 5,06% de participação acionária da brMalls (BRML3). E a BlackRock alcançou 4,99% das ações da Energisa (ENGI11). Veja mais destaques.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Radar: mercados

Os mercados futuros dos EUA operam em terreno positivo nesta quinta-feira (8). O otimismo vem da expectativa de que os legisladores americanos ainda possam chegar o a um acordo sobre o pacote de estímulos à economia, ainda que de forma segmentada.

Ontem, o presidente Donald Trump afirmou apoiar pacotes às companhias aéreas e uma nova rodada de pagamentos aos cidadãos de US$ 1.200.

Destaques no Brasil

Por aqui segue o pessimismo quanto a manter o teto de gastos. Ontem, a bolsa fechou com menos 0,09%, a 95.526,26 pontos.

Conheça os Fundos Imobiliários para investir em Outubro

Hoje sai o resultado das vendas no varejo em agosto. A projeção é de avanço de 3,1%, ante 5,2% de julho.

*Com Filipe Teixeira, da Wisir Research

Vejas as cotações às 6h32:

  • S&P: +0,43%
  • Nasdaq: +0,70%
  • Dow Jones: +0,37%

Radar: destaques corporativos

Veja as notícias das empresas.

BNDES vai vender R$ 6 bilhões em debêntures da Vale (VALE3)

Depois de realizar venda de ações da Suzano, na qual levantou R$ 6,91 bilhões, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) espera fazer outra grande oferta no início de 2021.

Ele vai vender R$ 6 bilhões em debêntures da Vale. São títulos ainda da época da privatização da mineradora, no fim dos anos 1990, e que pagam royalties associados a algumas minas que ainda não produziam.

Bradesco (BBDC4) tem autorização para aquisição do BAC Florida

O Bradesco (BBDC4) informou em comunicado que obteve todas as autorizações regulatórias para a aquisição de 100% do capital social do BAC Florida Bank. A conclusão da operação ainda está sujeita ao cumprimento de condições contratuais.

Petro Rio (PRIO3): produção diária em setembro é a maior do ano

A PetroRio (PRIO3) informou que a produção total de setembro ficou em 32.938 barris de óleo equivalente por dia (boed), a maior marca da companhia em mês de 2020. A vendas de óleo (bbl) chegaram a 906.841 barris.

O valor de produção diária inclui os campo de Polvo, Frade e Manati (a PetroRio tem 10% do campo).

Randon (RAPT3 RAPT4) vende controlada de veículos

A Randon (RAPT RAPT4) informou que realizará a venda da controlada Randon Veículos à Müller Indústria de Máquinas de Construção por, aproximadamente, R$ 20 milhões. Por consequência, os conselheiros aprovaram o encerramento das atividades operacionais da Randon Veículos, que deverá ocorrer durante o mês de dezembro deste ano.

Alta dos grãos desafia produtores de frango

A alta de preços dos grãos em setembro afetou as indústrias produtoras de frango. Analistas já comparam a situação ao ano de 2016, quando o preço do milho disparou e levou as agros a prejuízos históricos, caso da BRF (BRFS3).

A situação só se ajusta com redução da produção, queda dos alojamentos de aves nas granjas ou reajuste de preços, aponta o Valor.

brMalls (BRML3): CII atinge 5,06% de participação acionária

A brMalls (BRML3) anunciou que a Capital International Investors (CII), de Los Angeles (EUA), aumentou a participação acionária. A CII administrava 39.980.702 ações ordinárias, correspondentes a 4,58% do total.

Bradesco (BBDC4; BBDC3) inicia plano de negócio nos EUA

O banco obteve a aprovação para assumir o controle do BAC Florida, banco nos Estados Unidos, cuja aquisição foi anunciada no ano passado por US$ 500 milhões. Esta é a primeira aquisição do Bradesco fora do Brasil.

Instituto desiste de ação com o IRB (IRBR3)

O Instituto Ibero-Americano da Empresa desistiu da Ação Civil Pública que havia ajuizado contra o IRB em nome de acionistas minoritários, informa a coluna de Lauro Jardim no Globo.

Isto porque o IRB já adotou as providências que estavam sendo requeridas na ação, como a substituição da antiga diretoria estatutária, a realização da assembleia geral ordinária de acionistas e a demonstração da solvência financeira da companhia.

Cruzeiro do Sul protocola prospecto de IPO

A Cruzeiro do Sul Educacional, quarto maior grupo educacional do país, protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o prospecto preliminar para a realização de uma oferta publica inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Ela será primária e secundária. Ainda não há cronograma da oferta nem total de ações que serão negociadas. BTG Pactual, Bradesco BBI, Bank of America, Morgan Stanley e Santander lideram a operação.

Bancos recomendam que empresas aguardem para fazer IPO

Com o aumento das preocupações com o teto de gastos no Brasil e a proximidade das eleições americanas, os bancos já vem recomendando às empresas que adiem suas ofertas iniciais de ações (IPOs).

Foi o que aconelharam, por exemplo, à Havan, de Luciano Hang. “O ideal é aguardar um cenário com menos volatilidade, para se conseguir precificar de forma apropriada a empresa”, disse uma fonte não identificada ao Estadão.

Energisa (ENGI11): BlackRock alcança 4,99% das ações

A Energisa (ENGI11) comunicou nesta quarta que a BlackRock alcançou 4,99% das ações. Dessa forma, a empresa detém 52.896.624 ações preferenciais.

Enjoei define faixa de preço para IPO

A varejista on-line Enjoei definiu entre R$ 10,25 e R$ 13,75 a faixa indicativa de preços da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A operação pode movimentar R$ 1,155 bilhão.

Há ainda possibilidade de um lote adicional de até 20%, ou 19.253.025 ações, e suplementar de até 15%, ou 14.439.768 ações. Neste caso, a oferta total subiria para R$ 1,559 bilhão.

TIM (TIMP3) aprova JCP no total de R$ 500 milhões

A Tim (TIMP3) informou que o Conselho de Administração aprovou a distribuição de R$ 500 milhões em juros sobre capital próprio.

Com isso, o valor bruto de cada ação é de R$ 0,206542925. O pagamento ocorrerá até o dia 30 de novembro.

Cesp (CESP6): Morgan Stanley reduz participação para 4,9%

Cesp (CESP6) comunicou que o Morgan Stanley reduziu participação em PNBs para 4,9%. Antes a posição do banco era de 6,09%.

Copel (CPLE3): PDI projeta economia de R$ 168,7 mi

A Copel (CPLE3) anunciou o lançamento de um PDI (Programa de Demissão Incentivada), com estimativa de R$ 74,8 mi em indenizações.

Assim, a companhia diz que projeta economia de R$ 168,7 mi.

Mitre (MTRE3) tem alta de 394% nas vendas líquidas no 3TRI

A Mitre (MTRE3) reportou vendas líquidas de R$ 256 milhões no terceiro trimestre de 2020. Isso representa um aumento de 394% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Velocidade de vendas (VSO) foi de 56,8% no trimestre, um aumento de 12,6 pontos percentuais.

Galapagos Capital fecha aquisição da Ativa Wealth Management

A companhia de investimentos Galapagos Capital anunciou nesta quarta-feira (7) a aquisição da Ativa Wealth Management (AWM), braço de gestão de recursos para clientes de alta renda da Ativa Investimentos.

Com a transação, será criada a Galapagos Wealth Management, que absorverá a equipe da AWM e sua carteira de clientes.

Fundada em 2012, a AWM é comandada por Arnaldo Curvello e Luís Barone, gestores com mais de vinte anos de experiência no mercado financeiro.