Radar traz BTG (BPAC11), Gol (GOLL4) e Rede D’Or (RDOR3)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

No Radar Corporativo desta terça-feira (6) destaque para fusões e aquisições, além de dados operacionais.

Entre as fusões e aquisições, destaque para o BTG (BPAC11) com a compra equivalente a 26,8% do capital social total do Banco Pan (BPAN3), por R$ 3,7 bilhões.

O BTG (BPAC11) também informou a conclusão da aquisição da corretora Necton Investimentos.

A Oi (OIBR3 OIBR4) informa que prorrogou até dia 9 de abril acordo de exclusividade para venda da InfraCo para o BTG (BPAC11).  

Já a Notre Dame Intermédica (GNDI3) concluiu a aquisição do Hospital do Coração de Londrina, por R$ 170 milhões, em operação anunciada em novembro de 2020.

Enquanto isso, a Rede D’Or (RDOR3) fechou aquisição de 51% do Biocor Hospital de Doenças Cardiovasculares, em Belo Horizonte, com valor de firma (firm value) avaliado em R$ 750 milhões.

Além disso, a Ser Educacional (SEER3) finalizou a aquisição do Instituto Avançado de Ensino Superior de Barreiras (IAESB).

Destaque ainda para os dados operacionais da Gol (GOLL4), cuja demanda caiu 32% em março contra fevereiro, com uma operação média 245 voos por dia.

Já a 3R Petroleum (RRRP3) informa produção em março, com uma média diária total consolidada dos Polos Macau e Pescada de 6.975 barris de óleo equivalente (boe).

Por fim, a BR Malls (BRML3) retomou a operação de 8 shoppings do seu portfólio, ainda com restrições no horário de funcionamento.

Veja agora a íntegra do Radar Corporativo:

O que você verá neste artigo:

Aquisições

BTG (BPAC11) e Oi (OIBR3) prorrogam acordo por InfraCo

A Oi (OIBR3), em recuperação judicial, informou que o acordo de exclusividade assinado com BTG Pactual (BPAC11) para negociações da venda de parte da InfraCo, a unidade de fibra óptica da operadora, foi prorrogado para o dia 09 de abril de 2021.

BTG Pactual (BPAC11) conclui aquisição da Necton

A BTG Pactual (BPAC11) comunicou que, após o cumprimento de todas as condições precedentes, incluindo a aprovação do Banco Central do Brasil e da autoridade concorrencial competente, foi concluída a aquisição de 100% do capital social da corretora Necton Investimentos.

O BTG informou que uma de suas controladas fechou a compra da corretora pelo valor de R$ 348 milhões.

Esta aquisição faz parte da estratégia de expansão do BTG Pactual no segmento de varejo de investimentos. A intenção do banco é manter a marca e a operação independentes.

BTG informa aquisição de ações do Banco Pan (BPAN3)

BTG informou que a Caixa Participações (CaixaPar), subsidiária da Caixa Econômica Federal,e o Banco Sistema, subsidiária do BTG Pactual, assinaram, o contrato de Compra e Venda e outras avenças para aquisição da totalidade das ações ordinárias de emissão do Banco Pan e de titularidade da CaixaPar, representativas de 49,2% do capital social votante do BancoPan, equivalentea 26,8% do capital social total do Banco Pan.

Para a conclusão da Operação, o Banco Sistema se comprometeu a pagar à CaixaPar o valor de aproximadamente R$ 3,7 Bilhões, valor que corresponde a R$ 11,42 por ação.

BTG Pactual (BPAC11) lança fundo de bitcoin

O BTG Pactual (BPAC11) anunciou nesta segunda-feira (05) ao mercado o lançamento do primeiro fundo de bitcoin desenvolvido por um banco brasileiro.

O BTG Pactual Bitcoin 20 Fundo de Investimento Multimercado será gerido pela BTG Pactual Asset Management e distribuído pela plataforma do BTG digital a partir do dia 5 de abril.

Notre Dame Intermédica (GNDI3) compra Hospital do Coração de Londrina

A Notre Dame Intermédica (GNDI3) informou hoje que, diante da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), a aquisição do Hospital do Coração de Londrina pela Clinipam (Clínica Paranaense de Assistência Médica), subsidiária integral da companhia, foi devidamente concluída na data de hoje.

A transação foi realizada pelo montante de R$ 170 milhões que será pago à vista, em dinheiro, descontados o endividamento líquido e uma parcela retida para contingências.

O anúncio da operação foi feito em novembro de 2020.

Rede D’Or (RDOR3) fecha aquisição de 51% do Biopor (MG)

A Rede D’Or São Luiz (RDOR3) celebrou a aquisição, por sua afiliada Clínica São Lucas, de participação de 51% do capital social do Biocor Hospital de Doenças Cardiovasculares, em Belo Horizonte.

Segundo o comunicado, o valor de firma (firm value) para 100% do Biocor é R$ 750 milhões.

A operação está sujeita a verificação de determinadas condições usuais, dentre elas a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Ser Educacional (SEER3) compra Instituto Avançado de Ensino Superior de Barreiras (IAESB)

A Ser Educacional (SEER3) comunicou nesta segunda-feira (5) finalizou a aquisição do Instituto Avançado de Ensino Superior de Barreiras (IAESB).

O grupo fez a transferência para o CENESUP, Centro Nacional de Ensino Superior, subsidiária da Ser Educacional, do capital social do IAESB.

O IAESB é mantenedor do Centro Universitário São Francisco de Barreira, UNIFASB.

Even (EVEN3) adquire SPE

A Even adquiriu a totalidade das cotas da Sociedade de Propósito Específico Diogo Moreira, uma empresa do “Grupo Malzoni” para a continuidade do desenvolvimento de empreendimento imobiliário localizado na Rua Diogo Moreira, entre as Avenidas Faria Lima e Eusébio Matoso, em Pinheiros.

O empreendimento será executado de forma faseada, com valor geral de vendas (VGV) total previsto de cerca de R$2 bilhões.

Cias Abertas

Gol (GOLL4): demanda cai 32% em março contra fevereiro

A Gol (GOLL4) informou nesta segunda-feira (5) os números prévios de tráfego do mês de março de 2021 em comparação com o mesmo período de 2020.

A Gol operou uma média de 245 voos por dia, e “adequou frequências à menor demanda nos seus hubs de Congonhas (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro), Brasília (Distrito Federal), Fortaleza (Ceará) e Salvador (Bahia)”, segundo comunicado ao mercado.

No mercado doméstico, a demanda (RPK) para os voos da Gol diminuiu 32% sobre fevereiro de 2021 e a oferta (ASK) diminuiu em 23% em comparação com o mês anterior, “principalmente devido a uma redução na demanda por passagens aéreas, além do aumento no número de cancelamentos e não comparecimentos (no-show), derivados dos efeitos de uma segunda onda de Covid-19”. A taxa de ocupação da Gol foi 71,8%.

3R Petroleum (RRRP3) informa produção em março

A 3R Petroleum (RRRP3) informou que a produção média diária total consolidada dos Polos Macau e Pescada foi de 6.975 barris de óleo equivalente (boe), em março de 2021.

A 3R é operadora do Polo Macau e detém participação de 35% no Polo Pescada, operado pela Petrobras.

Petrobras (PETR4) anuncia aumento no gás natural 

A partir do dia 1º de maio, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras estarão 39% mais caros em reais por metros cúbicos (R$/m³), na comparação com o último trimestre.

Medido em dólar por milhão de BTU, unidade de energia usada nos Estados Unidos e no Reino Unido, (US$/MMBtu), o reajuste será de 32%.

De acordo com o anúncio da Petrobras (PETR4), a variação é resultado “da aplicação das fórmulas dos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio”.

Petrobras (PETR4): Transpetro tem lucro recorde de R$ 1,3 bilhão em 2020

Petrobras (PETR4) conclui venda de unidades eólicas Mangue Seco 3 e 4

A Petrobras (PETR3 PETR4) finalizou a venda conjunta com a Wobben Windpower das participações na sociedades Eólica Mangue Seco 3 e Eólica Mangue Seco 4 para a V2I Energia, que tem como gestora a Vinci Infraestrutura Gestora de Recursos Ltda.

A Wobben vendeu seus 51% e a Petrobras, seus 49%.

A operação foi concluída com o pagamento de R$ 78,2 milhões para a Petrobras, “já com os ajustes previstos no contrato de compra e venda de ações”, informa a estatal.

Petrobras (PETR4) elege diretor executivo

A Petrobras (PETR3 PETR4) elegeu nesta segunda-feira (5) Salvador Dahan diretor executivo de Governança e Conformidade. Ele é paulistano e bacharel em Direito, residente em Kanagawa, Japão.

Sua escolha é para a gestão até abril de 2023.

Acionistas minoritários da Petrobras avaliam ação contra União

Os acontecimentos recentes sobre a gestão da política de preços da estatal reabriram discussões entre acionistas minoritários sobre a possibilidade de abertura de ações coletivas contra a Petrobras ou a União, sua controladora, especialmente nos EUA, segundo reportagem do Valor.

De acordo com apuração do Valor, acionistas têm procurado escritórios de advocacia sobre o assunto.

CVM acusa ex-executivos da Vale (VALE3) pelo rompimento de barragem

A CVM acusou dois ex-executivos da Vale (VALE3) após a conclusão de inquérito que analisava eventuais irregularidades relativas à possível não observância de deveres fiduciários de administradores da mineradora pelo rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). As informações são do Valor.

São eles o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman e o exdiretor-executivo de ferrosos e carvão da mineradora, Gerd Peter Poppinga.

Recompra de ações da Vale animam analistas

Analistas acreditam que a recompra de ações da Vale (VALE3) pode reduzir ‘gap’ de valor de mercado para BHP e
Rio Tinto, conforme informou o Valor.

Omega (OMGE3) aprova contrato com Omega Gestora e Tarpon

A Omega Geração (OMGE3) aprovou a celebração de contrato preliminar entre a companhia e a Omega Gestora de Recursos Ltda. em conjunto com a Tarpon, outorgando “opções de aquisição e alienação (ou reorganização societária) para transferência dos ativos de geração de energia eólica do Complexo Assuruá 4”.

O Complexo tem capacidade instalada projetada de aproximadamente 215 MW e expectativa de entrada em operação comercial no início de 2023.

Ele está localizado na Bahia, junto aos Complexos Eólicos Assuruá 1, 2 e 3.

BrMalls (BRML3) informa sobre atividades em shoppings

A BR Malls (BRML3) retomou a operação de 8 shoppings do seu portfólio, ainda com restrições no horário de funcionamento.

O Goiânia Shopping (GO) e o Araguaia Shopping (GO) retomaram suas atividades no dia 31 de março de 2021. O Shopping Recife (PE) e o Top Shopping (RJ), em 1º de abril e 3 de abril, respectivamente.

Já o shopping Curitiba (PR), o Shopping Estação (PR), o Shopping Campo Grande (MS) e o Shopping Vila Velha (ES) retomaram suas atividades neste 5 de abril.

No sentido contrário, por determinação das autoridades públicas, a BR Malls suspendeu temporariamente as atividades do Shopping Estação Cuiabá (MT) desde 31 de março último. Os serviços de delivery e atividades essenciais, no entanto, estão permitidos.

Lopes Brasil (LPSB3) informa sobre plataforma digital

A Lopes Brasil (LPSB3) comunicou que o número de visitantes da nova plataforma digital do Grupo Lopes Consultoria alcançou cerca de 1 milhão de sessões em março de 2021 contra 300 mil do mesmo período de 2020, crescimento de mais de 230%.

No comunicado, a Lopes afirma que o portal saltou de 5.800 para 33.000 palavras-chave sobre o tema “mercado imobiliário” após a “virada” do site, um crescimento de quase cinco vezes, transformando o Grupo Lopes num dos Top 3 do Google no segmento imobiliário no Brasil.

Essas métricas digitais “demonstram que foi correta a decisão do Grupo Lopes em investir em inovação e tecnologia para desenvolver sua plataforma digital. Apesar do curto espaço de tempo para que os projetos comecem a dar retorno, já é perceptível sua importância” destacou o presidente da Companhia, Marcos Lopes.

Méliuz (CASH3) informa crescimento de contas abertas

O Méliuz (CASH3) apresentou nesta segunda (5) uma prévia dos dados operacionais referente ao primeiro trimestre de 2021.

Ao longo do referido trimestre, a companhia abriu 2,4 milhões de novas contas (média de 27 mil contas por dia), chegando a uma base total de 16,4 milhões de contas abertas, crescimento de 73% em relação ao mesmo período de 2020.

O número de usuários ativos registrou um crescimento de 226%, passando de 2,2 milhões no primeiro trimestre de 2020 para 7,1 milhões um ano depois.

Guararapes (GUAR3) tem nova diretora de compras

A Guararapes (GUAR3) informou a chegada de Claudia Albuquerque para ocupar a posição de diretora de Compras e Estilo da Riachuelo.

Com mais de 30 anos de experiência no mercado de moda e varejo, a executiva vinha atuando até então no Grupo Soma, com passagens anteriores pela Restoque, C&A Modas, Warner Bros, Lojas Renner e Mesbla.

ISA Cteep (TRPL4) dá início a operação comercial de reforço da subestação Taubaté

A Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista, a ISA CTEEP (TRPL3 TRPL4) iniciou a operação comercial do projeto de reforço realizado na subestação Taubaté, no interior de São Paulo.

O projeto, segundo a empresa, “proporcionará mais segurança e flexibilidade à rede elétrica que atende a região do Vale do Paraíba e Litoral Norte Paulista”.

O investimento totalizou R$ 46,1 milhões e adicionará uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 13,3 milhões, no ciclo 2020 e 2021.

Petrorio (PRIO3) divulga novo edital de convocação para a realização da AGO

A Petrorio (PRIO3) divulgou novo edital de convocação para a realização da assembleia geral ordinária referente ao exercício findo em 31 de dezembro de 2020, designada para 20 de abril de 2021.

A Companhia esclareceu ainda que serão consideradas válidas as instruções de voto recebidas por meio dos boletins de voto a distância, encaminhados conforme o edital de convocação para a AGO, originalmente publicado em 1º de março de 2021.

Santos Brasil (STBP3) aprova participação da companhia nos Leilões da Agência Nacional de Transportes Aquaviários

O Conselho de Administração da Santos Brasil (STBP3) aprovou a participação da Companhia nos Leilões nº 06/2020, 07/2020, 08/2020 e 09/2020, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ).

A participação se refere aos arrendamentos de áreas e infraestrutura pública para a movimentação e armazenagem de granéis líquidos, especialmente combustíveis, localizadas dentro do porto organizado de Itaqui/MA, denominadas IQI03, IQI11, IQI12 e IQI13, podendo a Companhia participar de forma individual ou em consórcio em cada um dos leilões.

MRV (MRVE3): diretor executivo de Produção entrega carta de renúncia ao cargo

A MRV (MRVE3) comunicou hoje que recebeu a carata-renúncia do seus diretor executivo de Produção, Homero Aguiar Paiva. Ele havia sido eleito na pelo Conselho de Administração, em março de 2019, e tinha mandato de mais um ano.

A MRV “agradece o período de 34 anos em que Homero Paiva foi o executivo à frente da área de Produção da companhia e informa ainda que ele permanecerá atuando como consultor técnico no período de transição do cargo de Diretor Executivo de Produção para Silvio Luiz Gava, eleito hoje.

Banco do Brasil (BBAS3): novo presidente diz que gestão estará alinhada com governo

Fausto de Andrade Ribeiro, novo presidente do Banco do Brasil (BBAS3) enviou uma carta aos funcionários para dizer o que espera da instituição em sua gestão.

De acordo com o agora principal executivo do órgão, seu comando será “austero”, e tendo como foco a lucratividade do BB.

Apesar de não ter citado nominalmente o presidente da República, Jair Bolsonaro, ao assumir o posto, Andrade Ribeiro deixou claro que sua linha de pensamento é semelhante, ou seja, contrária à privatização da instituição.

Tim (TIMS3) atinge 5 milhões de hectares com projeto “4G TIM no Campo”

A Tim (TIMS3) conectou uma extensão de 1 milhão de hectares da Adecoagro, que abrange todas as lavouras que abastecem o polo sul-mato-grossense da companhia. Além disso, serve a 200 mil pessoas que vivem na região no raio de alcance das torres instaladas.

Com a instalação para a Adecoagro, a TIM passa a acumular 5 milhões de hectares atendidos ou em implantação pelo projeto “4G TIM no Campo”, iniciado em 2019.

Conselho da Oi (OIBR3) cobra remuneração retroativa

Em abril de 2019 foi aprovado o plano de remuneração dos administradores da Oi (OIBR3). No entanto, esse plano de remuneração foi suspenso pela Justiça até o encerramento da recuperação judicial da companhia. As informações são do Valor.

Assim, os conselheiros definiram que quando a empresa sair da recuperação, o plano passará a ser válido de forma retroativa, beneficiando os conselheiros da empresa desde 2019.

Lavvi (LAVV3) adia lançamento do seu maior projeto

A Lavvi, joint venture na qual a Cyrela tem participação, adiou a apresentação do Villa, seu maior empreendimento da sua história e seu primeiro lançamento de luxo, um projeto com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 570 milhões. E ficará assim até que os estandes de venda possam ser reabertos na capital paulista, segundo reportagem do Valor.

Proventos

Odontoprev (ODPV3) aprova dividendos

A Odontoprev (ODPV3) aprovou a distribuição de dividendos no montante total de R$ 100,71 milhões, correspondentes a R$0,189885361 por ação.

Farão jus aos referidos proventos os detentores de ações de emissão da Companhia em 12 de abril, de modo que as ações serão negociadas ex-dividendos a partir de 13 de abril.

Emissões e dívida

Sequoia (SEQL3) aprova oferta de ações restrita

A Sequoia (SEQL3) aprovou a a realização de oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias de emissão da companhia.

IPO

IPOs: Granbio, Kalunga, Tok e Stock e mais 15 empresas adiam entrada na bolsa

Desde o início deste ano 18 empresas já cancelaram oficialmente seus IPOs (Oferta Pública Inicial) no Brasil. Entre elas estão grandes companhias como Kalunga e Tok & Stock.

Segundo reportagem do Estadão, o recorde de mortes por conta da Covid-19, o atraso na vacinação e o constante ruído político no país atrapalham os planos das empresas de abrir capital neste momento. O movimento pode ter tirado R$ 15 bilhões do mercado.

Mas segundo apurou o Estadão, a tendência é que o total de cancelamentos cresça em meio ao desânimo com a economia nacional em tempos de recordes de mortes por coronavírus.

Ainda há 40 empresas na fila dos IPOs

O total de empresas na fila para fazer uma oferta nos próximos meses, com pedido para registro junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), ainda é grande.

Há mais de 40 empresas, incluindo o Grupo Avenida, o aplicativo Getninjas e a Caixa Seguridade.

A maior aversão ao risco ocorre após uma primeira janela do ano para emissões de grande movimento, com um volume movimentado de mais de R$ 30 bilhões na Bolsa brasileira, considerando não somente os IPOs, mas também as ofertas subsequentes (follow-ons).

Termômetro de risco

A primeira oferta de peso da atual janela será a da Diagnósticos da América (Dasa), dona da rede de diagnóstico Delboni Auriemo. A empresa precifica uma oferta subsequente de cerca de R$ 6 bilhões na próxima semana. Ela dará o tom do apetite do mercado.

O setor de saúde, por conta da demanda dos investidores, acabou atraindo muitas empresas em busca de uma captação via bolsa de valores. Além de Dasa e Mater Dai estão na rua com ofertas O Hospital Care Caledônia, a farmacêutica Blau, e da Viveo, da CM Hospitalar, de distribuição de material hospitalar e medicamentos.

Após reportagem do Estadão, Kalunga diz que ainda avalia fazer IPO

A Kalunga segue em processo de listagem na B3 (B3SA3). A empresa “engajou o Banco BTG Pactual (BPAC11), o Bradesco BBI, a XP Investimentos e o UBS Brasil para a prestação de serviços de assessoria financeira no âmbito de potencial operação para a captação de recursos por meio da realização de oferta pública inicial de distribuição de ações ordinárias.

Pela manhã reportagem do Estadão dizia que a Kalunga estava entre 19 empresas que teriam desistido de fazer IPO.

A efetiva realização, diz a Kalunga, está sujeita às condições dos mercados de capitais brasileiro e internacional, às condições política e macroeconômica favoráveis, ao interesse de investidores em particular, às aprovações societárias da companhia e a procedimentos inerentes à realização de IPOs.

B3 (B3SA3): custo médio para manter capital aberto

Após realizar um IPO (Oferta Inicial de Ações), as companhias de capital aberto precisam arcar com custos para a manutenção de sua operação. Esses valores, no entanto, são compensados por diversos benefícios, como maior visibilidade no mercado, melhoria de controles e processos de governança e oportunidades de captar recursos financeiros mais facilmente e com menor custo.

Essas são algumas das principais conclusões do estudo “Custos de operação como companhia aberta”, realizado pela Deloitte, maior organização de serviços profissionais do mundo, em parceria com a B3.

Mais da metade das empresas pesquisadas indicou que os custos médios recorrentes como companhia aberta não passaram de R$ 1,5 milhão por ano; para um quarto das organizações entrevistadas, o tempo para a compensação por meio dos benefícios apontados é inferior a dois anos.

Blau (BLAU3) período de reserva termina amanhã

A Blau (BLAU3) informou que o período de reserva para participar da oferta de ações da companhia termina nesta quarta-feira (7).

A precificação das ações acontece no dia (8). Já a data de liquidação será no dia 13 de abril.

Mudança acionária

Brasil Brokers (BBRK3) comunica alteração acionária

A Brasil Brokers (BBRK3) recebeu no dia 1º de abril correspondência do banco Morgan Stanley, informando que, de forma agregada, por meio de suas subsidiárias, a instituição financeira atingiu posição equivalente a 7,7% do número total de ações ordinárias representativas do capital social da companhia.

São 6.031.613 American Depositary Receipts (ADRs) em posse do Morgan Stanley.

(Com Marco Antonio Lopes, Claudia Zucare, Rodrigo Petry e Redação)