Radar traz Bradesco (BBDC4), Minerva (BEEF3) e Cielo (CIEL3)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

No Radar Corporativo desta quarta-feira (5) segue como destaque a sequência da safra de resultados com os balanços do primeiro trimestre.

O Bradesco (BBDC4) registrou um lucro líquido recorrente de R$ 6,515 bilhões no balanço do primeiro trimestre deste ano, alta de 73,6% e resultado em linha com o consenso.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Já o Minerva (BEEF3) reportou lucro líquido de R$ 259,5 milhões no balanço do primeiro trimestre, resultado que reflete uma queda de 4,3% na comparação anual, mas com resultado acima do consenso.

Enquanto isso, a Iguatemi (IGTA3) apresentou lucro líquido de R$ 39,8 milhões no balanço de janeiro a março, crescimento de 219,9% e resultado acima do consenso.

O Assaí (ASAI3) registrou lucro líquido de R$ 240 milhões no balanço do primeiro trimestre, mais do que dobrando o resultado em um ano.

Agora pela manhã, a Gerdau (GGBR4) informou lucro consolidado de R$ 2,471 bilhões, alta de 11 vezes na comparação anual.

No mais, a Cielo (CIEL3) confirmou nesta terça-feira o início de transferências pelo WhatsApp.

Além disso, CSN, Usiminas, GerdauArcelorMittal aplicaram em maio reajustes entre 10% e 18% nos preços de seus produtos.

Por fim, informaram sobre proventos: CSN (CSNA3), Eucatex (EUCA4) e Banco da Amazônia (BAZA3).

Confira agora o Radar Corporativo na íntegra:

O que você verá neste artigo:

Balanços

Bradesco (BBDC4) tem alta de 73,6% no lucro recorrente no 1TRI21

O Bradesco (BBDC4) registrou um lucro líquido recorrente de R$ 6,515 bilhões no balanço do primeiro trimestre de 2021 (1TRI21), crescimento de 73,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

O lucro contábil do banco ficou em R$ 6,153 bilhões no balanço do 1TRI, alta de 81,9% na comparação ano a ano.

Conforme o Bradesco (BBDC4), o resultado é reflexo das menores despesas com PDD realizadas no período e da redução das despesas operacionais, além do aumento da margem financeira com clientes e mercado e resultado das operações de seguros.

Copasa (CSMG3) lucra 36,7% a mais no balanço do 1TRI21

A Copasa (CSMG3) registrou lucro líquido de R$ 219,78 milhões no balanço do primeiro trimestre (1TRI21).

Os números refletem uma alta de 36,7% sobre o lucro do mesmo período de 2020.

No balanço do 1TRI21, a Companhia registrou uma receita líquida de água, esgoto e resíduos sólidos de R$ 1,28 bilhões, alta de 6% sobre o mesmo período do ano passado.

Minerva (BEEF3) lucra 4,3% a menos no balanço do 1TRI21

A Minerva (BEEF3) registrou lucro líquido de R$ 259,5 milhões no balanço do primeiro trimestre (1TRI21).

Os números refletem uma queda de 4,3% sobre o lucro do mesmo período de 2020.

Iguatemi (IGTA3): lucro cresce 2,1 vezes no balanço do 1TRI21

A Iguatemi (IGTA3) registrou um lucro líquido de R$ 39,8 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021 (1TRI21), crescimento de 219,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Assaí (ASAI3) lucra duas vezes mais no balanço do 1TRI21

O Assaí (ASAI3) registrou lucro líquido de R$ 240 milhões no balanço do primeiro trimestre (1TRI21).

Os números refletem uma alta de 112,4% sobre o lucro do mesmo período de 2020.

Cias Abertas

Cielo (CIEL3) confirma início de transferências pelo WhatsApp

A Cielo (CIEL3) confirmou nesta terça-feira o início de transferências pelo WhatsApp.

A solução é resultado do trabalho conjunto entre Cielo, prestadora de serviços, Visa do Brasil Empreendimentos Ltda e Mastercard Brasil Soluções de Pagamento (Mastercard), instituidores de arranjos de pagamento, e do Facebook Pagamentos do Brasil Ltda (Facebook), instituição de pagamentos autorizada a atuar como iniciador de transações de pagamentos pelo Banco Central do Brasil.

Por meio da solução será possível fazer transferências entre contas 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano, além de acompanhar o histórico de transações.

JHSF (JHSF3) assina com empresa controlada pela Even (EVEN3)

A JHSF (JHSF3) assinou com empresa controlada pela Even (EVEN3) termo para desenvolvimento de projeto multiuso em SP.

O conjunto de projeto multiuso de alto padrão será feito em terrenos adjacentes, que cada companhia detém isoladamente na cidade de São Paulo, no bairro do Real Parque, cujo total da área é de cerca de 45,3 mil metros quadrados.

O terreno da JHSF tem aproximadamente 34 mil metros quadrados e foi adquirido em 01 de julho de 2020.

BRF (BRFS3) aliena ativos da Banvit na Romênia

A BRF (BRFS3) anunciou nesta terça-feira que alienou ativos da Banvit na Romênia.

O negócio foi feito pela Nutrinvestment BV e Banvit Bandirma Vitaminli Yem Sanayii AS,  sociedades controladas indiretamente pela companhia.

O preço de aquisição pago na presente data foi de EUR 20.300.000,00, equivalentes a aproximadamente R$ 132.425.000,00, o qual encontra-se sujeito a ajustes pós-fechamento, habituais em operações desta natureza.

Inepar (INEP4) deve receber US$ 96 mi após arbitragem de Nova York

A Inepar (INEP4) informou nesta terça a sentença parcial no processo de arbitragem em Nova York, em face da Tupi e da Petrobras Netherlands, objetivando o pagamento de perdas, em consequência de violação de contratos de 2018.

A Tupi se habilitou no processo da recuperação judicial da Inepar, para ressarcimento dos adiantamentos realizados no valor de aproximadamente US$ 96,372. “As recuperandas tempestivamente apresentaram defesa argumentando que em momento algum o crédito em questão fora reconhecido, tendo em vista que o valor proveniente do adiantamento listado pela TUPI foi pago diretamente aos fornecedores e despesas diretas (dentre outras, mão de obra e serviços) e o julgamento de eventual saldo de valor a ser ressarcido, seria aquele reconhecido pelo julgamento da Câmara Arbitral de N. York”, disse a Inepar.

B2W (BTOW3) fecha parceria com plataforma de e-commerce

A B2W (BTOW3) firmou acordo com o Video Commerce Group, o OOOOO, para o lançamento de uma plataforma de live commerce no Brasil. O app utiliza lives para aumentar as vendas.

A OOOOO é uma plataforma mobile de social commerce com escritórios em Xangai e Oxford. Lançada em 2020 por Sam Jones (ex-Managing Director da Wish) e Eric Zhang (ex-TikTok e Musical.ly), a OOOOO faz sucesso entre os consumidores mais jovens, da chamada “geração Z”.

Bradesco (BBDC4): novo integrante no Conselho de Administração

O Bradesco (BBDC3 e BBDC4) comunicou que Rubens Aguiar Alvarez foi nomeado membro do Conselho de Administração.

“Neto do lendário Amador Aguiar, Rubens sucede ao seu irmão, João Aguiar Alvarez, falecido no dia 8 de janeiro passado”, disse o banco, em comunicado ao mercado. “Formado em economia,o conselheiro ora nomeado está com 48 anos e vinha dedicando-se, com exclusividade, à administração das empresas e negócios familiares”.

A sua posse depende ainda de homologação do Banco Central do Brasil.

Anima (ANIM3): nova data de divulgação do balanço

A Anima (ANIM3) informa que decidiu anunciar os resultados do 1º trimestre de 2021 no próximo dia 13 de maio. após o fechamento do mercado. A divulgação estava marcada para 12 de maio.

Segundo a companhia, a mudança ocorreu por causa da decisão do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que aprovou sem restrições, no último dia 20 de abril a aquisição pela Anima dos ativos brasileiros do Grupo Laureate.

BRF (BRFS3) vai investir R$ 300 milhões no Paraná até 2022

A BRF (BRFS3) anunciou que vai investir R$ 292 milhões até 2022 para modernizar e ampliar suas unidades no Paraná, conforme informou o jornal Valor.

Além disso, o CEO da companhia, Lorival Luz, confirmou também a retomada da produção de perus em Francisco Beltrão, no sudoeste paranaense.

Vale (VALE3) vai devolver R$ 500 milhões de sua usina paralisada por lama da Samarco

A mineradora Vale decidiu devolver os R$ 500 milhões que recebeu de 2015 por uma geração de energia que nunca entregou a partir das turbinas de sua hidrelétrica Risoleta Neves, em Minas Gerais, usina que foi engolida pela lama da tragédia da Samarco, que tem a própria Vale como sócia.

Ontem (4), após uma reunião realizada entre a diretoria da empresa, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o deputado Edio Lopes (PL-RR) e o deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), ficou acertado que a mineradora vai entregar os montantes que já recebeu, por meio de um processo judicial, além de paralisar futuros pagamentos, que vinham ocorrendo mensalmente.

Em contrapartida, Edio Lopes se comprometeu em apresentar uma proposta no Congresso, para que a empresa possa ampliar o tempo de concessão de sua usina paralisada, para que possa operar normalmente nos anos seguintes.

CSN, Usiminas, Gerdau e ArcelorMittal ajustam preços em até 18%

Com os preços das matérias-primas (minério de ferro, sucata e carvão) nas alturas, dólar na faixa de R$ 5,45 e preços do aço no exterior em níveis recordes, as siderúrgicas no Brasil começaram maio aplicando uma nova rodada de reajustes nas suas tabelas de preços.

Os aumentos definidos por CSN, Usiminas, Gerdau e ArcelorMittal vão de 10% a 18%, de acordo com o Valor Econômico.

Itaú (ITUB4) tem balanço questionado por analistas

O Itaú Unibanco (ITUB4) passou bem pelo recrudescimento da pandemia no início do ano. Isso porque não teve impacto significativo no balanço – ao contrário, o lucro líquido aumentou 63,5% no primeiro trimestre, para R$ 6,398 bilhões. As informações são do Valor.

No entanto, boa parte desse crescimento veio de ganhos pontuais com tesouraria e da menor necessidade de provisões contra perdas no crédito – o que, para alguns analistas, desafia o banco a provar que esse resultado é sustentável.

Riachuelo (GUAR3) quer se torna um superapp

Diante do movimento de consolidação no varejo de moda, a Riachuelo vê um novo ciclo de mudanças no setor, fortemente atingido pela pandemia. “A Riachuelo quer ser superapp [superaplicativo] de moda”, diz Flávio Rocha, presidente do conselho de administração do grupo Guararapes, dono da varejista.

Rocha afirmou ao Valor que a empresa tem se preparado para ser mais digital, com uma estratégia mais voltada para o marketplace [shopping center virtual], a exemplo de outras grandes varejistas tradicionais.

Emissões e dívidas

Unipar Carbocloro (UNIP6) comunica conclusão da 6ª emissão de debêntures

A Unipar Carbocloro (UNIP6) comunicou a conclusão da 6ª emissão de debêntures.

O montante total foi de R$ 350 milhões, sendo R$ 1 mil o valor nominal por cada debênture.

O vencimento da primeira série é em 29 de abril de 2024, e da 2ª série em 29 de abril de 2026.

RNI (RDNI3) informa sobre captação com nota promissória

A RNI (RDNI3) informou que seu conselho de administração aprovou a emissão e oferta de notas promissórias.

A 3ª emissão da empresa será no valor de R$ 60 milhões, sendo R$ 5 milhões de notas promissórias da 1ª série, R$ 5 milhões da 2ª série, e R$ 50 milhões da 3ª série.

As notas da 1ª série vencerão em 14 de maio de 2022. As da 2ª série vencerão em 14 de maio de 2023. E as da 3ª série vencerão em 14 de maio de 2024.

C&A (CEAB3) emite debêntures

O Conselho de Administração da C&A (CEAB3) aprovou nesta terça-feira (4) a 1ª emissão de debêntures, em série única, no valor total de R$ 500 milhões.

Os recursos obtidos com a emissão serão integralmente utilizados para reforço de caixa, incluindo os negócios de gestão ordinária da C&A.

A data de emissão é de 20 de maio de 2021, com prazo de vigência de quatro anos, vencendo, portanto, em 20 de maio de 2025.

Minerva (BEEF3) conclui recompra de bond 28

A Minerva (BEEf3) informou a conclusão da recompra e cancelamento de uma parcela do Bond 2028. O cupom foi de 5,875%, com montante total de US$ 41,180 milhões.

“Este movimento é mais uma iniciativa do processo de liability management”, diz a Minerva, “com objetivo de alongar o perfil de endividamento, reduzir a dívida bruta e o custo da estrutura de capital da companhia”.

“Como efeito de tais iniciativas, a Administração da Minerva Foods reitera seu compromisso com a disciplina financeira e a busca de uma estrutura de capital cada vez mais saudável, menos onerosa e com menor perfil de risco, em linha com a nossa estratégia de geração de valor”, encerra, em comunicado ao mercado.

Proventos

CSN (CSNA3) aprova dividendos

A CSN (CSNA3) aprovou dividendos no valor total de R$ 901,1 milhões. Eles serão pagos em 12 de maio. O valor corresponde a R$ 0,65 por ação.

Os valores a serem pagos serão calculados e creditados com base nas posições dos acionistas da CSN em 30 de abril de 2021.

Eucatex (EUCA4) anuncia pagamento de dividendos dos exercícios de 2014 a 2019

A Eucatex (EUCA4) aprovou nesta terça-feira o pagamento dos dividendos dos exercícios de 2014 a 2019.

A companhia pagará os dividendos em ordem cronológica em parcelas mensais a partir do mês de outubro.

Em relação aos dividendos do exercício de 2019, será pago o valor de R$ 16.818.920,94, representando R$ 0,171230 por ação ordinária e R$ 0,188353 por ação preferencial, para as  ações negociadas ex-dividendos em 30/04/2021.

Banco da Amazônia (BAZA3) paga dividendos

O Banco da Amazônia (BAZA3) informou hoje a atualização sobre o Juros sobre Capital Próprio (JCP) do exercício de 2020, correspondente ao período de 31 de dezembro de 2020 até 5 de maio de 2021, data do pagamento.

Ela é de R$ 553,016 mil, sendo R$ 0,018654036 por ação, totalizando o valor do JCP a ser pago em aproximadamente R$ 77,032 milhões, sendo R$ 2,598414027 por ação.

IPO

PetroRecôncavo (RECV3) precifica IPO e levanta R$ 1 bilhão

A PetroRecôncavo (RECV3) precificou nesta terça-feira (04) seu IPO (Oferta Pública Inicial) e levantou R$ 1,03 bilhão. O valor por ação ficou em R$ 14,75, abaixo da faixa indicativa que ia de R$ 15,50 a R$ 19,50.

A oferta primária consiste em 70.000.000 ações ordinárias da companhia.

Infracommerce (IFCM3) estreia na B3 (B3SA3) com ações em queda

 A Infracommerce (IFCM3) estreou na B3 (B3SA3) nesta terça-feira (4) em alta. Ao final da sessão de hoje, as ações fecharam em queda de 1,55%, a R$ 15,75. No início do pregão, perto das 10h30, as ações subiam 1,88%.

A empresa chegou a suspender o IPO, mas retomou o processo uma semana após a estreia prevista. No fim, a Infracommerce reduziu o preço inicial dos papéis, à R$ 16. O valor ficou 27% abaixo do piso da faixa, que varia de R$ 22 até R$ 28.

Raízen contrata banco para realizar IPO

A Raízen, uma joint venture formada entre a Cosan e a Shell, iniciou a contratação do sindicato de bancos para sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), de acordo com o Estadão.

A abertura de capital, uma das mais esperadas pelo mercado, está prevista para julho, a depender das condições do mercado, segundo fontes próximas à operação.

Na fila do IPO, 3tentos

A 3tentos, com sede em Santa Bárbara do Sul e faturamento de mais de R$ 3 bilhões no ano passado, continua expandindo a rede em seu Estado natal e está colocando em marcha um plano de expansão em Mato Grosso, que lidera a produção brasileira de grãos, conforme informou o jornal Valor.

O plano independe da oferta inicial de ações (IPO) originalmente programada pela empresa para o início do ano, prevista em R$ 1,5 bilhão e que foi adiada à espera de melhores condições do mercado.

(Com Marco Antonio Lopes, Claudia Zucare, Rodrigo Petry e Redação)

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.