Radar traz balanços de Cteep (TRPL4), Unidas (LCAM3) e Amazon (AMZO34)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

No Radar Corporativo desta sexta-feira (30) destaque para a sequência da divulgação de balanços do primeiro trimestre e distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP).

A Unidas (LCAM3) registrou lucro líquido de R$ 231,4 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021, alta de 190,9% em um ano e com desempenho acima do consenso.

Já a Duratex (DTEX3) reportou lucro de R$ 172,69 milhões no balanço do primeiro trimestre, desempenho 3,32 vezes maior na comparação com mesmo período de 2020 e acima do consenso.

Enquanto isso, o Fleury (FLRY3) apresentou lucro de R$ 118,6 milhões, avanço de 102% na comparação anual e acima do consenso.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

A ISA Cteep (TRPL4) registrou lucro líquido de R$ 582,6 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021, alta de 15% ante o mesmo período do ano passado.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Já a Irani (RANI3) lucrou R$ 56,701 milhões de janeiro a março, um desempenho 215,2% superior na comparação anual.

Por sua vez, a Grendene (GRND3) teve lucro de R$ 129,2 milhões no primeiro trimestre de 2021, crescimento de 334%.

No exterior, o destaque ficou com a Amazon (AMZO34), que triplicou seu lucro líquido no primeiro trimestre, atingindo um lucro líquido de US$ 8,107 bilhões. A Amazon foi uma das empresas que mais cresceram durante a pandemia.

Já o Twitter (TWTR34) reportou lucro líquido de US$ 68 milhões, revertendo prejuízo de um ano antes, de US$ 8,4 milhões.

Destaque ainda para a Lojas Renner (LREN3), que precificou a R$ 39 por ação sua oferta subsequente de ações (follow-on), desconto de 6,85% em relação ao dia do anúncio da oferta e movimentará R$ 3,98 bilhões.

Por fim, anunciaram dividendos e JCP: Lojas Renner (LREN3)Sabesp (SBSP3), Cia Hering (HGTX3)Usiminas (USIM5), Grendene (GRND3)Sinqia (SQIA3) e MRS Logística (MRSA3B).

Veja agora a íntegra do Radar Corporativo:

O que você verá neste artigo:

Balanços

Unidas (LCAM3) lucra 175,9% a mais no balanço no 1TRI21

A Unidas (LCAM3) registrou lucro líquido de R$ 219,5 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021 (1TRI21), alta de 175,9% em relação ao mesmo período de 2020.

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) somou R$ 528 milhões no balanço do 1TRI21, elevação de 68,6% na comparação ano a ano.

Duratex (DTEX3) lucra 3,32 vezes mais no balanço do 1TRI21

A Duratex (DTEX3) reportou lucro líquido de R$ 172,69 milhões no balanço do primeiro trimestre (1TRI21). Os números refletem um lucro 3,32 vezes maior do que no mesmo período de 2020, com lucro de R$ 51,99 milhões.

“Este resultado foi influenciado pelos benefícios capturados nos projetos de eficiência, assim como o desempenho financeiro favorável, sobretudo devido à queda no patamar da taxa de juros e variação cambial”, ressaltou a companhia.

Fleury (FLRY3) lucra 102% a mais no balanço do 1TRI21

A Fleury (FLRY3) reportou lucro líquido de R$ 118,6 milhões no balanço do primeiro trimestre (1TRI21). Os números refletem uma alta de 102% sobre o resultado do mesmo período de 2020, com lucro de R$ 58,74 milhões.

Também no balanço do 1T21, os custos dos serviços prestados apresentaram crescimento de 15,2%.

ISA Cteep (TRPL4) lucra 15% a mais no balanço do 1TRI21

A ISA Cteep (TRPL4) registrou lucro líquido de R$ 582,6 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021, alta de 15% ante o mesmo período do ano passado.

Paranapanema (PMAM3): prejuízo cai 29% no balanço do 1TRI21

A Paranapanema (PMAM3) registrou prejuízo de R$ 402,3 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021, queda de 29% em relação ao mesmo período de 2020.

A receita líquida cresceu 44% no trimestre, somando R$ 1,3 bilhão.

Grendene (GRND3) tem alta de 3,3 vezes no lucro no balanço do 1TRI21

A Grendene (GRND3) registrou lucro líquido de R$ 129,2 milhões no primeiro trimestre de 2021, crescimento de 334% na comparação anual.

Balanços internacionais (BDRs)

Amazon (AMZO34) triplica seu lucro líquido no 1T21 em relação ao 1T20

A Amazon (AMZO34) divulgou nesta quinta-feira (29) o balanço referente ao primeiro trimestre de 2021 (1T21), com lucro líquido de US$ 8,107 bilhões, um aumento de 219,80% em relação aos US$ 2,535 bilhões do 1T20. O lucro por ação passou de US$ 5,09 para os atuais US$ 16,09.

A Amazon foi uma das empresas que mais cresceram durante a pandemia.

Twitter (TWTR34) registra lucro de US$ 68 milhões, contra prejuízo de um ano atrás

O Twitter (TWTR34) informou nesta quinta-feira (29), em seu balanço referente ao primeiro trimestre de 2021 (1T21), lucro líquido de US$ 68 milhões, ante um prejuízo de US$ 8,4 milhões no mesmo período de 2020. O lucro por ação ficou em US$ 0,16, acima do esperado de US$ 0,14 pela Refinitiv.

A receita fechou em US$ 1,04 bilhão, um aumento de 28% em relação aos US$ 808 milhões do ano anterior.

Cias Abertas

B3 (B3SA3) anuncia mudanças de executivos

A B3 (B3SA3) anunciou nesta quinta-feira (29) as mudanças e ampliação na diretoria estatutária da companhia. Segundo a empresa, a Vice-Presidência de Operações foi reformulada e terá suas funções atribuídas a duas novas Vice-Presidências, que se reportarão ao Presidente.

Viviane Basso, atual Diretora de Pós-Negociação, assume a posição de Vice-Presidente de Operações-Emissores, Depositária e Balcão.

A outra Vice-Presidência será de Mario Palhares, atual Diretor de Produtos. Ele fica com o cargo de Vice-Presidente de Operações-Negociação Eletrônica e CCP.

As mudanças ocorrem depois que o Vice-Presidente de Operações, Clearing e Depositária, Cícero Augusto Vieira Neto, por razões pessoais, decidiu deixar a B3, após 20 anos de serviços. “Cícero permanece como funcionário da B3 até o final de 2021, colaborando com a transição das suas responsabilidades, dedicando-se a projetos específicos e à mentoria de executivos”, informa a empresa.

Petrobras (PETR4): arbitragem entre estatal e União é suspensa

A Justiça Federal de São Paulo suspendeu sentença de tribunal arbitral, em procedimento que investidores pedem que o governo federal indenize a Petrobras pelos prejuízos sofridos pela estatal revelados pelas investigações da Operação Lava-Jato, de acordo com reportagem do Valor.

O impacto estimado é de R$ 166 bilhões, sendo que parte desse valor já havia sido, inclusive, oferecida ao mercado.

Wiz (WIZS3) fecha acordo para ter exclusividade na comercialização de seguros do BRB (BSLI3 BSLI4)

A Wiz (WIZS3) foi selecionada no processo competitivo promovido pelo Banco de Brasília (BSLI3 BSLI4) para a seleção de parceiro estratégico para a comercialização de produtos de seguridade nos canais do banco, pelo prazo de 20 anos.

“A WIZ e o BRB estão na fase de negociação dos termos e condições da parceria estratégica para a assinatura dos instrumentos definitivos”, informa a Wiz.

Vamos (VAMO3): compra vinculada a contratos de locação com a BYD do Brasil

A Vamos Locação de Caminhões, Máquinas e Equipamentos (VAMO3) assinou hoje o contrato de compra de empilhadeiras vinculadas a contratos de locação com a BYD do Brasil.

A empresa informa que as empilhadeiras da BYD são “100% elétricas, alimentadas por baterias de fosfato de ferro lítio, que não agridem o meio ambiente, duram mais e carregam mais rápido do que uma bateria tradicional”.

O contrato prevê a compra de 436 empilhadeiras 100% elétricas, já vinculadas a 39 contratos de locação de longo prazo, com prazo remanescente de 36 meses, em 26 clientes, por um valor total de R$ 71,6 milhões, que será pago em dinheiro, sendo 50% à vista e 50% em 12 parcelas iguais até maio de 2022.

Eletrobras (ELET6) aprova exercício de preferência e aquisições

A Eletrobras (ELET3 ELET5 ELET6) aprovou hoje o Exercício do Direito de Preferência e consequentemente a aquisição, pela Companhia de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do Sul do Brasil (CGT Eletrosul), das participações de 49% da Fronteira Oeste Transmissora de Energia S.A. (FOTE) e de 49% da Transmissora Sul Litorânea de Energia S.A. (TSLE).

Ambas as empresas são de propriedade da Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT).

O prazo para manifestação da CGT Eletrosul à CEEE-GT é 11 de maio de 2021.

A CGT Eletrosul pagará à CEEE-GT os preços mínimos ofertados de R$ 83,101 milhões para FOTE, e de R$ 217,551 para TSLE.

Light (LIGT3): grupamento e desgrupamento de ações ON

A Light (LIGT3) anunciou a aprovação do grupamento e desgrupamento simultâneo de ações ON.

O grupamento da totalidade das ações será feito à razão de 100 para 1 ação com o simultâneo desdobramento de cada ação grupada na proporção de 1 para 100.

De acordo com a Light, a operação foi elaborada em virtude da existência de um grande número de acionistas detentores de participações acionárias inferiores a 100 ações. A maioria se encontra na condição de inativos, gerando, diz a empresa, “significativo volume de serviços e custos operacionais para a companhia.

Paranapanema (PMAM3) tem novo diretor de RI

A Paranapanema (PMAM3) anunciou que Igor Taparelli será o novo diretor de RI (Relação com Investidores) da companhia, acumulando o cargo de diretor financeiro.

O Conselho de Administração, em reunião nesta quinta (29), designou Taparelli para o cargo.

Emissões e dívidas

Renner (LREN3) capta R$ 4 bi em follow on com ação a R$ 39

A Lojas Renner (LREN3) precificou a R$ 39 por ação sua oferta subsequente de ações (follow-on), desconto de 6,85% em relação ao dia do anúncio da oferta.

Foram emitidas 102 milhões de ações, totalizando R$ 3,98 bilhões. A varejista tinha ainda a opção de lote adicional de até 35,7 milhões de ações, que não foi exercida.

A ação da companhia disparou quase 12% quando a empresa anunciou que preparava a oferta, na contramão do que costuma acontecer numa operação primária deste tamanho, que traz forte diluição. Mas o lançamento da operação aconteceu em meio ao frenesi da oferta da Arezzo pela Hering, que acabou sendo levada pelo Grupo Soma.

A expectativa era que a Renner tivesse um grande alvo em vista, empresas como C&A e Dafiti. Por isso buscava
uma oferta grande de ações.

Mas nas reuniões com investidores para a operação, a administração da Renner tirou esse possibilidade da frente.

Terra Santa Agro (TESA3) aprova redução de capital em R$ 673,6 milhões

A Terra Santa (TESA3) aprovou a redução de capital da companhia, por ser considerado excessivo diante das atividades desempenhadas, sem cancelamento de ações.

Light Serviços Eletricidade (LIGT3) emite debêntures

A Light (LIGT3) aprovou a emissão de debêntures, no valor de R$ 850 milhões.

Os recursos captados serão utilizados para implementação e desenvolvimento do projeto de investimento para expansão, renovação ou melhoria da infraestrutura de distribuição de energia elétrica, o pagamento futuro de gastos, despesas e/ou dívidas a serem incorridas a partir da liquidação da oferta e relacionadas ao projeto de investimento.

BNDES venderá fatia na Copel (CPLE6)

O braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDESPar) e o governo do Paraná definiram como vai ser a estrutura para a diminuição da participação do banco na Copel.

Segundo apuração do Valor, a BNDESPar vai vender 50% de suas ações na companhia por meio de “follow on” (venda de ações de empresas já listadas em bolsa).

Com a operação, o BNDES pretende captar R$ 2 bilhões no mercado. O banco tem 23,97% do capital total da companhia. A Copel deverá levantar R$ 1 bilhão em units.

Fusões e aquisições

Ecorodovias (ECOR3) e GLP vencem leilão por BR-153

O consórcio liderado pela Ecorodovias, em parceria com a GLP, venceu o leilão da BR-153, no trecho entre Goiás e Tocantins, de acordo com o Valor.

A nova concessionária passará a operar a rodovia por um prazo de 35 anos e terá que investir um total de R$ 7,8
bilhões em duplicações e melhorias.

A oferta combinou um desconto de 16,25% na tarifa de pedágio e o pagamento de uma outorga de R$ 320 milhões ao governo.

Quatro consórcios foram habilitados para disputar Cedae

Os quatro consórcios que apresentaram propostas por blocos ofertados no leilão de concessões de serviços da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), marcado para esta sexta-feira (30), entregaram os documentos referentes às garantias e estão habilitados a participar do certame, conforme informou o Valor.

Maior licitação do país na área de saneamento, com outorga mínima total de R$ 10,6 bilhões e investimentos previstos na casa de R$ 30 bilhões, o leilão deve ter competição na maior parte dos quatro blocos de municípios incluídos no edital. Vence quem fizer a proposta.

Proventos

Lojas Renner (LREN3) aprova dividendos

A Assembleia Geral Ordinária da Lojas Renner (LREN3) aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 30,88 milhões, equivalentes a R$ 0,03894 por ação ordinária.

Segundo a Renner, o pagamento será efetuado a partir de 7 de maio de 2021.

Sabesp (SBSP3): JCP de R$ 271,96 mi

A Sabesp (SBSP3) aprovou o pagamento de juros a título de remuneração sobre o capital próprio relativo ao período de janeiro a dezembro de 2020, aos acionistas detentores de ações na data base de 29 de abril de 2021.

Os JCP somam R$ 271,96 milhões, correspondentes a R$ 0,3979 por ação ordinária. Esse montante será pago em 28 de junho de 2021.

Hering (HGTX3) aprova R$ 16,6 milhões em dividendos

A Hering (HGTX3) referendou o pagamento de R$ 16,64 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,1068510589 por ação.

Segundo a companhia, terão direito aos dividendos os detentores de ações de emissão em 29 de abril de 2021, com ações negociadas ex-dividendos a partir de 30 de abril de 2021. O pagamento dos dividendos será feito em 26 de maio de 2021, sem qualquer atualização monetária.

Usiminas (USIM5) paga dividendos

A Usiminas (USIM5) comunicou o pagamento de dividendos no montante de R$ 159,78 milhões, sendo R$ 0,119923828 por ação ordinária e R$ 0,131916211 por ação preferencial. O pagamento do referido montante será efetuado no dia 31 de maio aos acionistas titulares de ações na data base de 29 de abril.

Dessa forma, as ações de emissão da Companhia passarão a ser negociadas “ex-dividendos” a partir do dia 30 de abril.

Grendene (GRND3) paga R$ 81,9 milhões em dividendos

A Grendene (GRND3) aprovou a 1ª distribuição antecipada de dividendos, no valor de R$ 81,97 milhões, cabendo aos acionistas o valor de R$ 0,090861484 por ação.

Farão jus ao recebimento dos dividendos, os acionistas de ações ordinárias inscritos nos registros da Companhia em 10 de maio, de modo que, a partir de 11 de maio as ações serão negociadas ex-dividendos.

Sinqia (SQIA3) aprova JCP

A Sinqia (SQIA3) informou que foi aprovado o pagamento de juros sobre o capital próprio (JSCP) no montante total de R$ 1,38 milhão, equivalente a R$ 0,019911450 por ação ordinária.

Terão direito aos dividendos declarados as pessoas inscritas como acionistas da Companhia na data base de 29 de abril.

As ações da Companhia serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 30 de abril.

A companhia informou ainda que o pagamento dos dividendos será realizado a partir de 15 de maio.

MRS Logística (MRSA3B) aprova dividendos no montante de R$  102,19 milhões

A MRS Logística (MRSA3B) comunicou o pagamento de dividendos no valor de R$ 102,19 milhões,sendo R$ 0,28772937440 para ações ordinárias; R$ 0,31650231184 para ações preferenciais classe A e R$ 0,3165023118 para ações preferenciais classe B.

O pagamento dos dividendos será realizado de acordo com as posições acionárias detidas por cada acionista ao final do pregão de 29 de abril.

Mudança Acionária

CPP (CCPR3): Morgan Stanley passa a deter 4,9% das ações

A Cyrela Commercial Properties, CCP (CCPR3) comunicou que o banco Morgan Stanley, de forma agregada, por meio de suas subsidiárias, reduziu participação. Passou a deter 7.550.779 ações ordinárias, representando 4,9% do número total.

(Com Marco Antonio Lopes, Claudia Zucare, Rodrigo Petry e Redação)

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo.