Quero-Quero (LJQQ3) define faixa de preço da oferta no IPO

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação/ Quero-Quero

A varejista Quero-Quero (LJQQ3) estabeleceu a faixa indicativa de preço da oferta de ações entre R$ 11,30 e R$ 14,00, conforme comunicado divulgado nesta segunda-feira (20).

De acordo com o prospecto, a companhia pretende captar aproximadamente R$ 1,9 bilhão em IPO, considerando o ponto médio de sua faixa de preço.

A oferta primária será de, inicialmente, 22.123.894 ações ordinárias de emissão da companhia, enquanto a secundária de, inicialmente, 131.288.465 ações.

Expansão das operações

Os recursos obtidos com a oferta primária serão destinados para novos centros de distribuição e na expansão das operações.

O montante levantado também será usado para capital de giro, na forma de recebíveis para financiar compras de clientes e de aumento de estoque para suportar a expansão operacional da Companhia, e aumento de liquidez, reforçando o caixa da Quero-Quero.

Já na oferta secundária, a controladora Advent International poderá vender até 154.300.319 ações.

O preço por ação será fixado no dia 06 de agosto deste ano. Já as ações começam a ser negociadas em bolsa em 10 de agosto de 2020.

O BTG Pactual, Bank of America, Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e a Easynvest são os coordenadores da oferta.

Quero-Quero

A companhia foi fundada no dia 15 de agosto de 1967, na cidade de Santo Cristo, no interior do estado do Rio Grande do Sul.

A Quero-Quero possui 346 lojas e comercializa diversos produtos financeiros. Além, da rede ser dona da administradora de cartões VerdeCard.

Tanto a VerdeCard quanto os demais negócios da empresa estão localizados na região Sul do Brasil. Seu foco de negócio, está em lojas de médio porte.