Quem quer dinheiro? Presidente do BNDES diz que o banco está “cheio” de dinheiro e querendo emprestar

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com
1

Foto: img-capa

Essa é a notícia que a gente lê imaginando o Silvio Santos com o velho jargão: “Quem quer dinheiro?”. Mas aqui não tem brincadeira, a oferta é bem séria!

Nesta sexta-feira, dia 18, em um evento na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o presidente do BNDES, Dyogo Oliveira deu uma declaração animadora para os empresários que estão em busca de oportunidade para investir em melhorias.

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]“Estamos cheios de dinheiro e queremos que as empresas nos procurem. Temos muita vontade de emprestar”.[/box]

A frase foi bem essa. Oliveira ainda acrescentou que o BNDES está com linhas de crédito competitivas em relação ao mercado. Citou como exemplo a TLP, Taxa de Longo Prazo, que está projetada a 6,7% ao ano e spreads reduzidos em 50%.

– Dá para fazer muito negócio – complementou.

Além dos benefícios citados acima, o BNDES planeja aumentar o prazo de financiamento dos empréstimos, como forma de dar mais folga ao caixa das empresas.

Falando em economia, já fez o nosso teste de perfil? Não perca tempo e nem dinheiro!

[banner id=”teste-perfil”]

Porém, o presidente do BNDES se mostrou realista em relação ao cenário econômico, afirmando que acredita num crescimento de 2,5% na economia em 2018. A previsão oficial do Governo é de alta de 3% na economia brasileira para este ano.

“Queremos facilitar o acesso de empresas ao BNDES. A inadimplência está caindo, as provisões estão sendo reduzidas, a queda da inadimplência deságua na retomada do crédito. Existe muita capacidade ociosa das empresas, mas isso se reverte com a recuperação”, concluiu Dyogo Oliveira.

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.