Queda no preço de petróleo faz Arábia Saudita temer o pior

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O cenário de hotéis vazios e salões de beleza fechados faz com que a Arábia Saudita se prepare para o colapso de sua economia. Isso ocorre devido à pandemia de coronavírus a queda do preço do petróleo, causada em parte pelas autoridades de Riad, informou a AFP.

A principal exportadora mundial de petróleo, também foi afetada pela queda nos preços do barril. A diminuição foi de US$ 30 a menos esta semana. A queda ocorreu pela primeira vez em quatro anos.

“Estamos em crise! Tudo é imprevisível, devemos nos preparar para o pior”, adverte uma autoridade saudita. Esta assegura que começou a converter parte de seu salário em dólares e moedas de ouro, um porto seguro, segundo a AFP.

A situação faz os sauditas temerem cortes nos subsídios estatais e a supressão de empregos nos setores público e privado. E ainda a redução das bolsas de estudos no exterior, em um contexto de alto desemprego.

O país prepara várias hipóteses orçamentárias com um preço por barril de petróleo. A variação é entre US$ 12 e US$ 20, aponta o Energy Intelligence Group.