Queda no consumo de energia elétrica chega a 2% em fevereiro

Bruno de Oliveira
Jornalista e técnico em administração e negócios.
1

Crédito: Andrew Martin / Pixabay

O consumo de energia elétrica recuou 2% em fevereiro na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, o volume consumido no segundo mês do ano chegou a 65.302 MW médios. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (05) pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

No Ambiente de Contratação Regulada (ACR), a queda foi de 3,8%. A variação negativa é reflexo, principalmente, da escolha que muitos consumidores fizeram pelo Ambiente de Contratação Livre (ACL). Desconsiderando o efeito dessa opção dos clientes, o ACR apresenta queda de 1,8%.

Em contrapartida, o ACL cresceu 2,3% em consumo no mês de fevereiro. Excluindo a influência da inclusão de novos consumidores, o resultado é negativo em 2,6%.

As maiores retrações no consumo, sem os efeitos das transições dos clientes, foram apuradas nos setores de veículos (-10%), madeira, papel e celulose (-7,2%) e extração de minerais metálicos (-6,2%).

Por outro lado, os cálculos apontaram crescimento nas áreas de saneamento (22,1%), comércio (13,82%) e transporte (9,44%).

Geração de energia

Ainda segundo a CCEE, a geração de energia elétrica também caiu em fevereiro (-1,3%). O resultado é consequência da queda de 20,1% na produção das usinas térmicas. Já em relação às outras formas de geração, foram observados desempenhos positivos, sendo hidráulicas (0,9%), fotovoltaicas (28%) e eólicas (18,5%).

Leia também:

Benefícios pela geração de energia devem ser diferentes para casas e indústrias.