Mercados operam em alta diante da menor preocupação com coronavírus

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.

Crédito: Reprodução/Unsplash

A quarta-feira,12, começou animada nas bolas do mundo todo, com menos pânico sobre o coronavírus.

Segundo a Reuters, a Comissão Nacional de Saúde da China registrou 2.015 novos casos de coronavírus e 97 mortes em todo o continente hoje, o que marca o menor número de novos casos em um dia desde o final de janeiro.

Ontem, 11, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, declarou que a economia americana vai bem e que o banco está monitorando de perto as consequências globais do surto.

Também, o diretor do Departamento de Ásia e Pacífico do Fundo Monetário Internacional (FMI), Changyong Rhee, afirmou que a China tem condições de injetar novos estímulos em sua economia se a epidemia afetar o crescimento.

O que você verá neste artigo:

EUA

S&P marcava, às 6h12, +0,39%; Nasdaq, +0,49%; e Dow Jones, +0,45%. Ainda hoje, CME Group, CVS Health, Cisco Systems, Applied Materials e TripAdvisor reportam seus lucros.

Ásia

Na Ásia também alta generalizada. Xangai a +0,87%; Nikkei do Japão a +0,74%; HSI de Hong Kong, a +0,87%; e Kospi, da Coreia, a +0,69%.

Europa

Alemanha marcando +0,62%; Reino Unido, +0,29%; e França, +0,44%.

Petróleo também sobe

O preço do petróleo também avança, depois de alcançar terreno positivo ontem. Preço futuro do WTI em +1,74% e o Brent, +2,18%.