Quanto custa um seguro de vida?

Com a crescente onda de violência, principalmente nas grandes cidades, é comum encontrar brasileiros que desejam adquirir seguros para seus bens materiais. Com isso, muitas pessoas se perguntam: Quanto custa um seguro de vida?

André Arantes
André Arantes é entusiasta do mercado financeiro, acredita que através da informação transparente e posta de forma didática pode mudar a qualidade de vida dos investidores. Sócio do EuQueroInvestir.com, está esperando seu contato no email andre.arantes@euqueroinvestir.com ou no whatsapp 48-99989-4567.
img-capa

Foto: img-capa

Um seguro de automóvel popular chega a custar hoje, em grandes capitais como Rio de Janeiro, até R$ 2.240,00. Com os smartphones, o seguro pode chegar a custar

Mãe protegendo os filhos com guarda-chuva simbolizando a proteção de um seguro de vidaaté R$ 950 reais por ano. É interessante observar que a mesma preocupação não se manifesta quando se trata de um seguro de vida.

Mesmo tendo um custo exponencialmente menor que o seguro de um carro, por exemplo, o seguro de vida ainda é deixado de lado por muitos brasileiros.

Esse desinteresse por contratar um seguro de vida pode ter várias motivações, entre elas o desconhecimento do valor de um seguro de vida. E você, sabe quanto custa um seguro de vida?

Se a resposta for não, então continue lendo esse post e descubra:

  • Como funciona um seguro de vida;
  • Como saber quanto custa um seguro de vida;
  • Benefícios do seguro de vida;
  • E muito mais!

Confira!

Como funciona um seguro de vida?

Como o seguro de vida não tem uma ampla divulgação nos meios de comunicação, é compreensível que o brasileiro médio não esteja muito familiarizado com essa categoria de seguro.Questionamento sobre como funciona um seguro de vida

Frequentemente quando questionados, os brasileiros atribuem valores exorbitantes, muito acima do valor real de mercado da contratação de um seguro de vida. E muitas vezes, um seguro de vida pode chegar a custar 10% do valor de um seguro de automóvel em termos proporcionais, por exemplo. Mas, este é um investimento com ótimas proporções custo x benefício e alto valor agregado.

Como saber quanto custa um seguro de vida?

O valor de um seguro de vida vai depender da seguradora escolhida pelo interessado e o quanto de benefício é contratado. Na verdade, o valor do seguro depende da interpretação que a seguradora faz das condições do futuro segurado.

O valor de uma apólice de seguro de vida se baseia no perfil do contratante. A seguradora avalia detalhadamente a chance de ocorrência de sinistro envolvendo cada um dos futuros segurados.

A análise da seguradora engloba também o estilo de vida do contratante. Os hábitos alimentares e de exercícios influenciam o valor final do seguro de vida. Bem como o fato do contratante ter ou não vícios prejudiciais à saúde.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Saco de dinheiro entregue caso o seguro de vida seja acionado

O tipo de trabalho exercido pelo futuro segurado influencia também no valor final da apólice de seguro. Uma pessoa que trabalha em escritório e que cuida da saúde com certeza terá uma apólice com valor menor do que uma pessoa que trabalha envolvida em atividade de risco e negligencia sua saúde.

Seguro de vida é confiável?

Essa é uma das grandes resistências que vejo ao conversar sobre um mecanismo de defesa patrimonial tão importante como esse. O mercado de seguro de vida é extremamente mal falado em alguns círculos familiares e de amigos devido a longas disputas judiciais entre seguradora e beneficiários.

Ocorre que muitas seguradoras se utilizam de cláusulas que o segurado não conhece onde deve informar qualquer agravamento em condições de saúde e ela também fica livre para cancelar unilateralmente sua apólice caso o risco não esteja mais de acordo com seus parâmetros. Ou seja, na hora que o segurado mais precisa ele não pode contar com sua apólice.

Mas, tenho uma notícia boa, não são todas as seguradoras que agem dessa maneira. Hoje existem seguradoras que fazem toda a sua análise de saúde prévia, exigindo inclusive exame de sangue se necessário e dali em diante não há mais questionamentos. O diferencial aqui é a análise prévia do segurado. Isso faz toda a diferença para você. Então a escolha da seguradora é fundamental.

Seguro de vida é caro?

Para tentar estimar um valor, podemos utilizar um exemplo confeccionado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste). Esse modelo foi idealizado com a intenção de conscientizar os cidadãos brasileiros da importância do seguro de vida.

A Proteste utilizou um modelo de perfil padrão – homem, 35 anos, casado, sem vícios, pesando 70kg e com 1,70m de altura – para estimar alguns valores de apólices de seguro de vida. Todo esse esforço pensando em transmitir ao público o quanto o seguro de vida tem um alto retorno sobre o investimento.

Quando o valor considerado da indenização era de R$50 mil, o valor médio das apólices era de R$140 reais por mês. Um valor bem mais barato do que a prestação de um seguro de automóvel, por exemplo.

Quando a cobertura é estendida para a família, o custo x benefício se torna ainda mais significativo. Inserindo um valor de cobertura de R$100 mil reais, para toda a família, é possível obter apólices por até R$255 reais por mês.

Considerando que esse valor será utilizado para segurar sua família inteira, por bastante tempo, não é um custo alto a se pagar pela prevenção.

Em todo caso, se ainda tiver alguma dúvida sobre valores e custo-benefício da contratação de um seguro de vida, o ideal é consultar um profissional que possa lhe dar um suporte e que indique a opção mais adequada para atender suas necessidades, por um valor que seja acessível e esteja de acordo com o seu financeiro.

Que benefícios são oferecidos?

Muito é falado sobre o seguro de vida ser uma indenização para terceiros, que é paga quando o segurado morre.

filhos

Interpretando dessa forma, parece que o segurado está pagando algo que ele nunca vai usufruir. Esse tipo de pensamento atrapalha ainda mais a conscientização da importância de se adquirir um seguro de vida. Mas um seguro de vida não é só isso, no tópico seguinte vamos ver que você pode se beneficiar em vida de algumas coberturas!

A interpretação que se deve ter nesse caso, é que o seguro de vida funciona mais como um amparo financeiro, que você adquire para não deixar descobertos aqueles que amou em vida.

Um seguro de vida é uma declaração de que você se importa com seus familiares o bastante para desejar que mesmo sem a sua presença, a vida deles continue da forma mais tranquila possível, financeiramente falando.

Hoje em dia um seguro de vida garante coberturas muito amplas. Você pode garantir que suas dívidas sejam quitadas e que as despesas educacionais de seus filhos sejam totalmente pagas, por exemplo. Agora fica mais fácil visualizar o quão alto é o retorno de um investimento desse porte.

Sobretudo, um seguro de vida também cobre invalidez por acidente. Ou seja, é uma precaução que você está tomando para você mesmo também. Seja essa invalidez temporária ou permanente, é sempre bom estar precavido.

Quais as coberturas mais comuns oferecidas?

Alguns itens que entram nas coberturas mais comuns, são:

  • Morte Acidental em Dobro
  • Morte Natural
  • Doenças graves
  • Transplante de Órgãos
  • Diária por Internação Hospitalar (DIH)
  • Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente
  • Assistência Funeral Individual

Qual o custo benefício do seguro de vida?

Analisando tudo o que já foi dito sobre os benefícios e o alto valor agregado de se investir em um seguro de vida, podemos estimar um ótimo custo x benefício para essa aquisição.

Além disso, o Imposto de Renda não recai sobre o seguro de vida, o que é um atrativo para esse investimento.

Agora que você já entendeu como funciona e quanto custa um seguro de vida, entre em contato no formulário abaixo e conte com minha ajuda!