Existe melhor banco para conta poupança?

Ronaldo Araújo
Engenheiro e Agente Autônomo de Investimentos, hoje me dedico a divulgar ensinamentos sobre como funciona a Previdência Privada. Acredito que com mais conhecimento é possível fazer melhores escolhas para a formação do patrimônio de longo prazo. Para saber mais acesse www.ronaldoaraujo.com.br
1

Crédito: Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Afinal, existe um banco que seja melhor para investir em poupança? Bom, antes de responder a esta pergunta, explicaremos em detalhes como funcionam os investimentos em caderneta de poupança e como eles se tornaram a paixão nacional entre os brasileiros investidores.

A poupança tem registrado cada vez menos interessados em deixar o dinheiro aplicado lá. Ainda assim, ela é o investimento mais praticado no Brasil. Devido a sua segurança e liquidez é escolhida por pelo menos 70% dos brasileiros que decidem começar a investir.

A poupança é um investimento isento de taxas na maioria dos bancos e isenta também de imposto de renda para aplicações até R$ 50 mil, valor que constitui a maioria dos investimentos dessa modalidade.

Portanto, não exige depósito mínimo inicial ou consulta ao Serasa e SPC.

Além disso, dá direito a emissão de um cartão de débito, que possibilita movimentação irrestrita da conta. Isso serve como uma válvula de escape para a massa de indivíduos desbancarizados no Brasil.

Parece um bom investimento? Mas não é!

Como todos sabem, no mundo dos investimentos os riscos são inversamente proporcionais aos ganhos.

Dessa forma, por se tratar de uma aplicação segura (já que tem cobertura do Fundo Garantidor de Crédito ― FGC) muitas pessoas aceitam a sua péssima rentabilidade.

Se você já investe ou busca informações sobre investimentos há algum tempo, saiba que existem outros produtos com rentabilidade superior e com a mesma garantia.

Tudo dependerá do seu perfil de risco!

Como funciona o rendimento da Poupança?

As regras que regulamentam a rentabilidade da poupança é dada pela Lei 12.703 de agosto de 2012. Ela implantou alterações na Lei antiga que vigorava desde o ano de 1991, alterando alguns Artigos.

Segundo a legislação atual, a poupança pode apresentar duas situações diferentes em relação a seu rendimento. Essas variações ocorrem obedecendo ao patamar da Selic, a taxa básica de juros da economia.

Quando a taxa Selic for superior a 8,5% ao ano, o rendimento mensal da poupança será de 0,5% ao mês, acrescidos da Taxa Referencial ― TR.

Por outro lado, quando a Selic for igual ou inferior a 8,5% ao ano, a poupança renderá 70% do valor dessa taxa básica de juros mais a TR. Esse é a situação atual, inclusive.

Em qualquer corretora, é possível encontrar um CDB de liquidez diária ― portanto, com a mesma liquidez da poupança ― pagando 100% do CDI.

Baixa rentabilidade

Agora, vamos aos fatos!

Com a reunião do COPOM do dia 17 de março de 2021, a Selic passou a valer 2,75% ao ano. Com isso, a rentabilidade da caderneta de poupança está atualmente em 1,925% ao ano aproximadamente.

Assim, a poupança tem tudo para se tornar o pior “investimento” de 2021. Suas chances são grandes de conseguir esse troféu mais uma vez!…

Qual é a mecânica de processamento desse investimento?

Se ainda assim você deseja ter uma caderneta de poupança e ver seu ganho real ser negativo, mostramos o passo a passo a seguir.

Agências e Caixas Eletrônicos

Nenhum dos grandes bancos brasileiros (Caixa, Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander) exige valor mínimo para abertura de uma conta poupança. Tampouco cobram taxas sobre esse investimento.

Aqui vale frisar a finalidade do montante de recursos acumulado em poupança por todos os brasileiros: ela serve para financiar a expansão imobiliária do país. Portanto, é com grande satisfação que uma instituição bancária aceita o investimento de um cidadão em poupança.

A razão para isso é que o banco toma o recurso a 1,925% ao ano atualmente e empresta a uma taxa que inicia em 3,99% ao ano mais a variação da poupança. Ou seja, o mesmo dinheiro é emprestado com um ganho de pelo menos 4% ao ano.

Tomando o fato de que a nação brasileira tem algo em torno de R$ 1 trilhão em poupança, imagine qual o valor auferido pelos bancos nessa operação…

Abrindo uma poupança

É muito fácil iniciar os investimentos em poupança: os documentos normalmente exigidos são RG, CPF e comprovante de residência em nome do titular da conta.

Com esses documentos em mãos, basta ir até à agência mais próxima do banco escolhido, solicitar a abertura, preencher um cadastro, assinar um contrato e pronto!

São praticamente os mesmos requisitos para se abrir uma conta em uma corretora!

Qual é o melhor banco para investir em poupança?

A esta altura, eu espero ter lhe convencido de que ao contrário do que possa parecer, o investimento em poupança é um péssimo negócio. Portanto, não há um melhor banco para investir em poupança.

Explicando melhor, as regras da poupança são as mesmas para todos os bancos.

Ou seja, sua rentabilidade e a sua segurança independem da instituição financeira em que você tem seus recursos aplicados.

Dessa forma, a poupança do Itaú pagará os mesmos 70% do CDI (observando o gatilho da Selic abaixo dos 8,5%) da poupança do Banco do Brasil, sendo que ambas contam com a cobertura do FGC para valores de aplicação de até R$ 250 mil.

Lembrando mais uma vez que você encontra com extrema facilidade produtos pagando 100% do CDI em uma boa corretora e que também possuem a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito. O melhor caminho neste caso é conversar com um assessor de investimentos para descobrir opções interessantes para seu bolso.

Embora não haja diferenças financeiras, outros pontos podem pesar na sua escolha:

  1. Qualidade do atendimento da instituição
  2. Localização das agências
  3. Estabilidade do aplicativo e internet banking
  4. Presença em cidades para onde você costuma viajar
  5. Reclamações dos consumidores

Para acompanhar as reclamações você pode checar a lista do Banco Central, além de consultar o site “Reclame Aqui”.

Quais serviços bancários você encontrará investindo em poupança?

Em geral, o consumidor encontra ao menos os serviços abaixo ao abrir uma caderneta de poupança, independentemente da instituição escolhida.

  • Um cartão de débito
  • Saques mensais em caixas eletrônicos ou via atendimento
  • Transferências
  • Extratos mensais
  • Consulta a saldos

Os serviços acima também são encontrados em conta corrente, com a diferença que na poupança podem ser mais limitados. Na caderneta, por exemplo, geralmente são permitidos dois saques mensais. 

O objetivo do poupança é ser um meio para que a pessoa consiga guardar dinheiro. Mas isso é a teoria, pois o termo “guarda” significa investir. 

E conforme foi explicado ao longo do artigo, existem inúmeras outras formas de “guardar” (ou investir) determinado recurso e que também conta com garantias extras.

Sem dúvida, hoje em dia há investimentos mais rentáveis que a poupança. Fale com um assessor preenchendo o questionário abaixo e entenda as opções para o seu perfil.