Príncipe herdeiro iraniano acredita que regime em Teerã colapsará em meses

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pinterest

O príncipe herdeiro da monarquia iraniana deposta, Reza Pahlavi, nesta quarta-feira (15), disse que o regime em Teerã colapsará em meses, e alertou às potências ocidentais a não negociarem com o Irã.

Durante o pronunciamento no Instituto Hudson, Pahlavi informou ter lembrado da Revolução Iraniana em 1979 ( evento que retirou seu pai do poder), por causa dos grandes protestos ocorridos em novembro de 2019 e neste mês, depois da queda acidental de um avião ucraniano com uma série de passageiros. As informações são da AFP.

Para ele “é apenas uma questão de tempo para que essa situação chegue ao seu clímax. Acredito que estamos nesse ponto”.

“Esse cenário indica semanas ou meses antes do colapso final, não muito diferente do que aconteceu nos últimos três meses de 1978, antes da Revolução”, acrescentou Reza Pahlavi.

Agora com 59 anos, o ex-príncipe informou não pisar em solo iraniano desde a adolescência. Mencionou como evidência a redução do medo entre os manifestante e o distanciamentos dos reformistas do regime islâmico.

Como as negociações anteriores com o Irã tinham fracassado, Pahlavi demonstrou apoio as sanções impostas pelo EUA ao regime iraniano.

“Meus compatriotas entendem que esse regime não pode continuar e deve ser retirado” afirmou Pahlavi.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374