Shoppings ficaram fechados em 2021 a metade do tempo de 2020; veja mais notícias

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Em cerca de quatro meses, os shopping centers em São Paulo ficaram fechados pela metade do tempo que permaneceram sem operar em todo o ano passado, de acordo com cálculos da Abrasce, a associação do setor.

No ano passado, foram 85 dias fechados, sendo que neste ano, o número deve chegar a 42 dias — até ontem, eram 35 dias fechados. As informações são do Valor.

Com relação ao tempo de funcionamento com restrições no período de operação, em 2020 foram 203 dias nessas condições, versus 61 dias neste ano no Estado de São Paulo.

Alta de juros deve ter impacto limitado na captação de fundos

A menos que haja grande surpresa na inflação nos próximos meses, a elevação de juros deve ser pequeno e, consequentemente, seu impacto na captação dos fundos tende a ser modesto, segundo reportagem do Valor.

Dessa forma, o impacto será maior quanto maior for o aumento de juros.

Pacheco diz que atuará sem revanchismo contra o STF

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não planeja pautar pedidos de impeachment de ministro do Supremo Tribunal Federal, como medida de reação à decisão do ministro do STF Luís Roberto Barroso que obrigou à instalação imediata da CPI da pandemia, de acordo com jornal Valor.

Para Pacheco, pedidos de impeachment “não podem ser banalizados em atos de revanchismo ou retaliação”.

Empresários brigam por doses nos EUA e Canadá

Empresas ligadas ao movimento Unidos pela Vacina estão em busca de vacinas remanescentes dos Estados Unidos e Canadá, conforme reportagem do Valor.

Nos EUA, onde as discussões estão mais adiantadas, a expectativa é que essas doses possam chegar ao país a partir do fim de maio, quando a imunização no mercado americano estará bem adiantada.

Governo articula segunda CPI

O Globo informou que o governo federal articula com senadores aliados a criação de uma segunda CPI dedicada a apurar a atuação de governadores e prefeitos, numa tentativa para desviar as atenções sobre o governo federal, de acordo com o jornal Estadão.

Para tirar despesas do teto, governo avalia PEC

O governo estuda junto a aliados uma manobra orçamentária para retirar certas despesas do teto de gastos deste ano sem decretar o estado de calamidade pública (que libera de forma irrestrita gastos ligados à pandemia), segundo reportagem da Folha de S. Paulo

Bolsonaro terá folga no teto de gastos em 2022

O presidente Bolsonaro terá espaço de R$ 111 bilhões para ampliar as despesas em 2022, último ano do atual mandato. As informações são do Estadão.

De acordo com cálculos do ex-secretário do Tesouro e atual economista-chefe do BTG, Mansueto Almeida, o ano que vem será o mais tranquilo para o presidente cumprir o teto de gastos, regra que atrela o crescimento das despesas à inflação.

Com prejuízo de R$ 1,7 bilhões, Metrô de SP corta trens

O Metrô de São Paulo registrou um tombo histórico em suas receitas no ano passado.

Dessa forma, encerrou o ano com um prejuízo inédito de R$ 1,7 bilhão.

O resultado é decorrente da queda do número de passageiros no Mêtro por causa da pandemia de Covid-19. Na crise, a empresa retirou trens de circulação e aumentou o tempo de espera nas plataformas, segundo o jornal Estadão.

Atualização Covid-19 

O Brasil teve 1.480 óbitos confirmados por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas a 354.617. Os novos casos positivados foram 35.785, de um total de 13.517.808 milhões.