Um ano após reforma, ganho na Previdência supera estimativas; veja mais

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Após um ano de sua aprovação, a reforma da Previdência começa a dar sinais de sua eficiência para as contas públicas, conforme informou o Estadão.

O valor economizado nas despesas previdenciárias vem sendo maior do que o previsto inicialmente e a arrecadação com as alíquotas cobradas de servidores federais e de militares das Forças Armadas também aumentou mais que o esperado.

A previsão inicial de redução nas despesas do INSS era de R$ 3,5 bilhões em 2020. No entanto, a projeção de gastos caiu mais R$ 5 bilhões, acumulando R$ 8,5 bilhões economizados.

Conheça a FinTwit, o maior fórum de finanças do mundo.

Hoje o Twitter é pauta na Money Week.

Retomada da economia perde força em outubro

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, os indicadores especiais, criados durante a pandemia para monitorar a recuperação econômica, mostra que o período de forte retomada da economia brasileira, iniciado já em determinado abril, se encerrou em outubro mesmo mês em que ocorreu a redução dos estímulos governamentais.

Além disso, dados de novembro confirmam que a atividade se estabilizou em um nível ainda abaixo do patamar pré-crise, e a expectativa é de uma recuperação mais lenta.

Agronegócio deseja criar ponte com Biden

Apesar do presidente Jair Bolsonaro não ter reconhecido o democrata Joe Biden como o governante eleito dos Estados Unidos, os representantes do agronegócio querem criar ponte com o presidente eleito dos EUA.

Segundo o Estadão, os produtores desejam aproveitar o Encontro Nacional do Comércio Exterior (Enaex) para ressaltar que o setor do País precisa reverter a imagem negativa de desmatamento e baixa proteção ambiental. O evento, que acontece nesta quinta e sexta-feira, 12 e 13, é organizado pela Associação Brasileira de Comércio Exterior (AEB).

“Estamos no limiar de uma mudança de comando na maior economia do mundo, os Estados Unidos, com a eleição de Biden. O Brasil é eficiente e competitivo em sua produção e não temos o que temer com essa nova gestão. Além do que, um país não é amigo de pessoas, mas tem negócios com outros países”, disse o ex-presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Cesario Ramalho, atual representante da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho).

Antes da Covid-19, Brasil tinha 51,7 mi abaixo da linha da pobreza

Antes da crise derivada da pandemia de Covid-19 atingir o Brasil, o mercado de trabalho já estava fragilizado e, em 2019, 51,742 milhões de brasileiros, ou 24,7% da população, estavam abaixo da linha de pobreza definida pelo Banco Mundial para países de renda média-alta. As informações são do Estadão.

As pessoas sobrevivem com renda mensal de, no máximo, R$ 436 por pessoa do domicílio. Dentro desse grupo, os considerados extremamente pobres – com renda mensal de até R$ 151 por pessoa do domicílio – eram 13,689 milhões em 2019, 6,5% da população, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

BNDES só decidirá antecipação de recursos ao Tesouro em 2021

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) somente decidirá sobre a antecipação de recursos para o Tesouro nacional no próximo ano.

“Preferimos não dar ‘guidance’ [previsão]” afirmou nesta quinta-feira (12) o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, em conferência sobre os resultados financeiros do banco no terceiro trimestre de 2020. Com informações do Valor.

O presidente do BNDES afirmou que até dezembro o banco estará focado na atuação anticíclica para fazer frente à crise derivada da pandemia. Montezano não quis confirmar se o banco poderia antecipar cerca de R$ 100 bilhões ao Tesouro no próximo ano. Em 2020, o BNDES fez pagamentos regulares ao Tesouro no total de R$ 12,8 bilhões.

Equipe econômica prepara ofensiva para retomar agenda no Congresso

Com as eleições se aproximando e, com o fechamento das urnas no primeiro turno, a equipe econômica prepara a “linha de ataque” para promover retomada da sua agenda no Congresso Nacional, conforme reportagem do Valor

A equipe econômica chefiada pelo ministro Paulo Guedes mira em medidas que ajudem a economia no curto prazo, como a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), sem a qual não há como executar as despesas de 2021, mas também no médio e longo prazos, como a lei de falências e os marcos do gás, da cabotagem, da energia e de concessões, autonomia do Banco Central.

Atualização Covid-19

O Brasil teve 866 óbitos confirmados por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas a 164.234. Os novos casos positivados foram 31.723, de um total de 5.797.383 milhões.

Leia Mais

Teste de impairment: para que serve e qual a sua importância?

Para participar da nova edição da Money Week, de 23 a 27 de novembro, inscreva-se

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.