Prévia do PIB, IBC-Br sobe 0,86% em outubro, abaixo da projeção

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Marcello Casalo Jr/Agência Brasil

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de outubro subiu 0,86%, abaixo da projeção de 1,10%. O indicador é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB).

No trimestre até outubro, a alta é de 6,46%.

O resultado também teve desaceleração em relação a setembro, quando o IBC-Br teve alta de 1,29%. Em agosto, foi de 1,06%. Em julho, o avanço foi de 2,15%. E, em junho, de 4,89%.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

Na comparação com outubro de 2019, o indicador teve queda de 2,61%. No ano, o tombo é de 4,92% até outubro, e de 3,93% em 12 meses.

IBC-Br

Reprodução/BC

Projeção para o PIB

Também divulgado hoje pelo Banco Central, o Boletim Focus apontou uma queda de 4,41% do PIB em 2020. Na semana passada, o recuo esperado para a economia brasileira esse ano era de 4,40%. Há quatro semanas, previa-se uma queda de 4,66%.

Para o ano que vem, a estimativa de crescimento se manteve em 3,50%.