Prévia do payroll aponta desemprego de 20 milhões de norte-americanos

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.

Crédito: Reprodução/Pixabay

O setor privado dos Estados Unidos perdeu 20,236 milhões de vagas de março para abril. É o que aponta o Relatório Nacional de Emprego feito pela ADP e pela Moody’s Analytics, divulgado nesta quarta-feira (6).

Considerado uma prévia do relatório de empregos oficial dos EUA (payroll), que sai na sexta-feira (8), o relatório da ADP contabiliza as vagas no setor privado não-agrícola. Já o payroll também inclui na contagem os funcionários públicos.

Este é o pior resultado histórico da pesquisa, que é feita desde 2002. Os analistas apostavam em uma redução de cerca de 20 milhões.

“O resultado é sem precedentes. O número total de perdas de empregos apenas no mês de abril foi mais do que o dobro do total de empregos perdidos durante a Grande Recessão”, afirmou Ahu Yildirmaz, diretor da ADP, referindo-se à crise que teve início em 2008.

O número de desempregados também é diferente do apontado pelos novos pedidos semanais de seguro-desemprego, dado divulgado toda quinta-feira pelo Departamento de Trabalho. Nas últimas seis semanas sob Covid-19, a soma das novas reivindicações já ultrapassam 30 milhões.

A leitura anterior do relatório ADP, divulgada em março, apontava -27 mil vagas e foi revista bem para cima: 149 mil. Ainda assim, a diferença de um mês para outro é gritante: mais de 20 milhões de postos de trabalho a menos.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

desemprego

Desemprego por tamanho da empresa

Na comparação por tamanho do negócio, as grandes empresas (com mais de 500 empregados) foram as que mais fecharam postos de trabalho. São 8,963 milhões de funcionários a menos.

As pequenas empresas (com 1 a 49 funcionários) perderam 6 milhões de vagas.

E as médias (de 50 a 499 funcionários) perderam 5,269 milhões.

desemprego

Perda de vagas por setor

O setor de serviços, mais afetado pela crise do coronavírus, perdeu mais de 16 milhões de vagas de trabalho.

Destaque para lazer e hospitalidade, que responde por metade das perdas (-8,607 milhões de vagas). Transporte perdeu outras 3,440 milhões de vagas.

Já a indústria, perdeu 4,229 milhões de postos. Destes, 2,477 milhões são só da construção civil.

desemprego

Leia também: EUA ultrapassam 30 milhões de desempregados com crise
Prévia do PIB nos EUA aponta queda de 4,8% no primeiro trimestre