Prévia do payroll mostra abertura de 428 mil novas vagas nos EUA

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O Relatório Nacional de Emprego dos Estados Unidos, considerado uma prévia do payroll que sai na sexta-feira (4), reportou a criação de 428 mil novos postos de trabalho nos EUA em agosto, ante 212 mil de julho (ajustados de 167 anunciados anteriormente). A projeção do mercado era por número maior: 950 mil.

O relatório é feito pelo ADP Research Institute e pela Moody’s Analytics. E apontou que o setor de serviços foi o que mais gerou postos de trabalho, compensando parte das vagas fechadas durante a quarentena, com as medidas de isolamento social para contenção do coronavírus.

Foram criadas 389 mil vagas no setor de serviços, com destaque para saúde, educação e lazer. A indústria gerou 40 mil vagas.

Os pequenos negócios (com 1 a 49 empregados) responderam por 52 mil postos novos de trabalho. Os médios negócios (50 a 499 empregados), que no mês anterior tiveram queda no número de vagas, geraram 79 mil novos postos. E as grandes empresas criaram 298 mil vagas no mês.

Diferença entre ADP e o dado oficial

A diferença entre o relatório do ADP/Moody’s para o payroll do governo é que o relatório contabiliza apenas vagas no setor privado não-agrícola. Já o payroll também inclui na contagem os funcionários públicos.

Último payroll: 1,763 milhão de vagas

A última divulgação do payroll revelou a criação de 1,763 milhão de vagas de emprego em julho. O número veio acima dos 1,5 milhão aguardados pelo mercado. Mas bem abaixo dos 4,791 milhões de junho.

A taxa de desemprego caiu 0,9 ponto porcentual, indo de 11,1% para 10,2%. Apesar do recuo, a taxa é quase três vezes o nível registrado antes da pandemia.

Para esta sexta (4), são aguardados 1,4 milhão de novos postos de trabalho.