Presidentes eleitos não participarão da Cúpula do Mercosul

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores

Crédito: José Dias/PR

A cidade de Bento Gonçalves (RS) recebe nesta quarta (4) líderes dos países da América do Sul para a 55ª Cúpula do Mercosul. Espera-se que os representantes discutam, durante as reuniões,  temas relacionados ao bloco, como a Tarifa Externa Comum (TEC) e o acordo do Mercosul com a União Europeia (UE).

Nesta quarta-feira reúnem-se os ministros da economia e das relações dos respectivos países. Nesta quinta, os presidentes se unem para discutir os temas.

Presentes e ausentes no encontro

Os presidentes eleitos da Argentina, Alberto Fernández, e do Uruguai, Luis Lacalle Pou, não foram convidados para a cúpula para evitar a discussão de temas novos, já que foram eleitos recentemente e não assumiram os respectivos governos.

Participam do encontro, então, o presidente Jair Bolsonaro (Brasil), Antonio Macri (Argentina), Mario Abdo (Paraguai) e Lúcia Topolansky (vice-presidenta do Uruguai). O Chile, a Guiana e a Bolívia enviarão representantes. A Venezuela foi o único país que não recebeu convite.