Presidente iraniano defende criptomoeda como alternativa ao dólar

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Photo by Stanislaw Zarychta on Unsplash

Durante uma conferência islâmica na Malásia, o presidente do Irã Hassan Rouhani defendeu a criação de uma criptomoeda. Pois, isso seria uma tentativa de diminuir a dependência no dólar americano no comércio internacional.

Além disso, o presidente iraniano ressaltou a importância dos países muçulmanos cooperarem comercial e financeiramente para combater a supremacia americana. Para isso, afirmou que as sanções econômicas são ” as ferramentas principais da hegemonia dominante intimidação de outras nações”.

Não coincidentemente, os BRICS implementaram uma ideia parecida, um “sistema de pagamento unificado que combina transações em uma única criptomoeda”.

Por outro lado, o grupo está “explorando uma alternativa ao mecanismo de pagamento SWIFT, dominado pelos EUA, em uma tentativa de suavizar a negociação entre países que sofrem sanções”.

Então, como os governos enxergaram a oportunidade presente na tecnologia de criptoativos para restabelecer a  ordem econômica. Já existem vários pronunciamentos de criptoativos governamentais.

 


Aproveite o atual cenário econômico do Brasil e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Deixe seus dados abaixo e conte com a nossa equipe para lhe ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374