Presidente do Irã anuncia que responsáveis pela derrubada de avião serão punidos

Jéssica De Paula Alves
null
1

Crédito: Televisão Nacional Iraniana/Agência Brasil

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, anunciou que os responsáveis pela derrubada do avião ucraniano ​​serão punidos. De acordo com o site CNN, várias pessoas foram presas pela queda do veículo. O  avião ucraniano caiu em Teerã causando a morte de todos os 176 passageiros à bordo do Boeing.

A informação foi divulgada pela agência de notícias semi-oficial da FARS nesta terça-feira (14). O porta-voz do judiciário iraniano, Gholamhossein Esmaili não forneceu detalhes sobre quantas pessoas foram presas ou quais podem ter sido seus papéis no incidente.

“Ele disse que um tribunal especial com um juiz de alto escalão e dezenas de especialistas deve ser estabelecido para investigar o incidente. Este não é um caso comum e todo o mundo está olhando para nós. Anuncio que faremos o acompanhamento para detectar todos os aspectos do evento e punir os responsáveis”, disse Rouhani.

Três dias após o acidente, o Irã admitiu no sábado que seus militares haviam abatido o avião por engano. O general Amirali Hajizadeh, comandante da seção aeroespacial da Guarda Revolucionária do Irã, assumiu a culpa pelo “erro humano” que causou o abate. Isso provocou uma onda de protestos contra o governo no Irã.

Cerca de 30 pessoas foram presas por participarem da última rodada de protestos, de acordo com Esmaili, que as descreveu na terça-feira como comícios ilegais que colocaram em risco a segurança nacional.

“O governo é responsável e cumpriremos nossas responsabilidades legais, mas o mais importante é que as pessoas devem ter certeza de que esse evento não deve ocorrer novamente”, disse Rouhani.

Queda

Todas as 176 pessoas a bordo foram mortas quando o vôo para Kiev foi abatido logo após decolar da capital iraniana, no dia 8 de janeiro. Entre os passageiros e a tripulação estavam 82 iranianos, 63 canadenses, 11 ucranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos, informou ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, em seu Twitter oficial.

A de avião ocorreu logo após o Irã ter lançado ataques às bases iraquianas que abrigavam tropas americanas. Essas greves foram retaliação depois que os EUA mataram um general iraniano em 3 de janeiro.


Aproveite o atual cenário econômico do Brasil e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Deixe seus dados abaixo e conte com a nossa equipe para lhe ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374