Presidente do Irã ameaça tropas dos EUA e Europa

Gabriela Brands
Profissional com graduação em Jornalismo, pós-graduação em Planejamento em Comunicação e Gestão de Crises de Imagem e em Marketing. Tem experiência sólida em Comunicação Política, Assessoria de Imprensa e Gestão de Crises.

Crédito: Reprodução/ Facebook

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, atacou os Estados Unidos e os países da Europa pela presença no Oriente Médio. Em discurso emitido pela televisão estatal, Rouhani disse os norte-americanos não estavam “seguras” na região e as tropas europeias “podiam estar em perigo no dia de amanhã”.

O líder iraniano pediu aos EUA para deixar o território. Além disso, acusou o país liderado por Donald Trump de promover a insegurança na região. “(Os EUA) devem pedir desculpa ao Irã pelos crimes que cometeram anteriormente”, disse.

Essa foi a primeira vez que o presidente iraniano fez ameaças às tropas europeias. O discurso veio depois que Reino Unido, França e Alemanha pediram que o Irã cumpra o acordo nuclear de 2015. Do contrário, ameaçaram impor sanções contra o país. Em comunicado, os três países europeus esclarecem que o objetivo é fazer com que o Irã volte a cumprir todos os termos com os quais se comprometeu.

A tensão entre Estados Unidos e Irã aumentou depois que o ex-comandante da Força Quds, Qasem Soleimani, foi morto em 3 de janeiro. Desde então, um clima de instabilidade tem imperado entre os dois países, com constantes ameaças de retaliações.

Internamente, o governo do Irã tem tido uma forte contestação por parte dos iranianos. Isso aconteceu depois que o país admitiu ter responsabilidade na queda do avião ucraniano, que causou a morte de 176 pessoas.