Presidente Bolsonaro ganha fama de “desconfiado” e “centralizador”

Suelen de Paula
Jornalista e escritora. Apaixonada por livros, filmes, cultura, e, surpreendemente, maravilhada pelo mundo do agronegócio também.
1

Crédito: Flicker/Palácio do Planalto

De acordo com relatos dados com exclusividade à Folha de S.Paulo, o presidente Jair Bolsonaro tem ganhado fama por ser “desconfiado” e “centralizador”. Aparentemente, o chefe do Poder Executivo cobra fortemente gestos que “provem” fidelidade. Atos como conferir agenda de ministros e exigir ser defendido publicamente quando criticado, são alguns dos exemplos disso.

Mudanças repentinas do presidente Bolsonaro

Com medo frequente de ser traído, o presidente Bolsonaro tem feito diversas mudanças no que diz respeito aos seus aliados. Ou seja, abandonou amigos e já reformulou mais de uma vez o seu núcleo de confiança. Isso tudo contando que, o atual Governo tem apenas um pouco mais de um ano. Segundo o empresário Paulo Marinho, ex-aliado, a família do presidente “sofre de síndrome de conspiração”, disse à Folha.

Afirmações

A reportagem também traz alguns relatos que demonstram tal desconfiança por parte do Bolsonaro. Em um café da manhã do ano passado o mesmo teria afirmado: “Se todo mundo disser sim para mim, eu desconfio. É igual em casa, marido e mulher. Tudo ‘sim’ você fica desconfiado”, afirmou.