Preços ao consumidor dos EUA apresentaram maior retração em 5 anos

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Unsplash

Os preços ao consumidor nos Estados Unidos registram maior declínio em mais de cinco anos em março, e é provável que ocorram novas reduções, à medida que a pandemia de coronavírus desacelera a demanda por alguns bens e serviços, compensando os aumentos de preços relacionados à escassez resultante de paralisações na cadeia de suprimentos, segundo reportagem da Reuters.

O Departamento do Trabalho dos EUA informou nesta sexta-feira (9) que seu índice de preços ao consumidor teve queda de 0,4% no mês passado, em meio a uma diminuição dos custos de gasolina, hospedagem em hotéis, roupas e passagens aéreas.

Essa foi a maior redução desde janeiro de 2015 e seguiu um ganho de 0,1% em fevereiro. Nos 12 meses encerrados em março, o índice subiu 1,5% após crescer 2,3% em fevereiro.

LEIA MAIS

Coronavírus no mundo: Alemanha com 5,3 mil casos e EUA é 2º com mais mortes

Bolsonaro espera retorno da atividade econômica em até 4 meses