Poupança registrou total de saques líquidos de R$ 3,571 bilhões em fevereiro

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Internet

Os saques líquidos em cadernetas de Poupança no mês de fevereiro registraram um total de R$ 3,571 bilhões, segundo o Banco Central.

O número ficou bem abaixo do mês anterior, em que foi registrado o recorde de R$ 12,356 bilhões, mas manteve a tendência da família brasileira de recorrer aos recursos.

Nos dois primeiros meses do ano, os saques líquidos das Cadernetas de Poupança já somam R$ 15,927 bilhões, número maior do que a soma dos depósitos líquidos em todo 2019, que foi de R$ 13,327 bilhões.

Em fevereiro de 2019, os saques bateram R$ 4,020 bilhões, enquanto que, em 2018, ficaram em um patamar bem mais baixo: R$ 708 milhões.

Depósitos em Poupança

De acordo com o Banco Central, o número total de depósitos brutos na Poupança chegou a R$ 194,346 bilhões.

Considerados os saques líquidos e o rendimento ao longo do mês, o investimento registrou um estoque total de R$ 834,428 bilhões.

Segundo os economistas, o saldo do investimento tem sido influenciado pelas quedas na taxa Selic, atualmente em 4,25%, menor índice da História.

Por conta da baixa remuneração, muitos investidores têm preferido poupar em outros tipos de aplicação.

LEIA MAIS
Cadernetas de poupança perderam mais de R$ 12 bilhões em janeiro

Banco Central revela: resultados da Poupança foram os piores desde 2016


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374