Investimentos

Poupança não é um bom investimento para 2019

Se você pensa em aplicar dinheiro na Poupança neste ano, não deixe de ler este artigo antes de fazer isso.

money savings banner P23KY5J 1024x496 - Poupança não é um bom investimento para 2019
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Elegant01

Na primeira segunda-feira do ano de 2019 (07/01), o Banco Central divulgou um relatório apresentando o desempenho da Poupança em 2018. Conforme o relatório, no ano passado, os depósitos em Caderneta de Poupança superaram os saques em R$ 38,2 bilhões. Isso representa o melhor resultado da aplicação desde 2013, quando o saldo da Poupança ficou positivo em R$ 71,047 bilhões.

Captura de Tela 2019 01 07 às 16.35.21 - Poupança não é um bom investimento para 2019

Os números mostram que ainda tem muita gente apostando na Poupança como um bom investimento, mas, será mesmo?

  • Se a sua intenção é apenas usar a Poupança para economia de dinheiro (aquela velha história de que guardando dinheiro no banco você não gasta), a resposta é que o investimento em Poupança até vale a pena.
  • Agora, se a sua intenção é fazer o dinheiro render com a Poupança, a resposta é não. Neste caso, Poupança é um péssimo investimento.

Daqui a pouco vou te mostrar aplicações tão seguras quanto à Poupança e que rendem muito mais. Só que antes, é preciso entender melhor como funciona o rendimento da Poupança.

Desde setembro de 2017, quando a taxa básica de juros da economia brasileira – a famosa Selic – caiu para 8,25% ao ano, a nova regra de cálculo do rendimento da Poupança passou a valer. Com isso, a rentabilidade da Poupança – que já era ruim – piorou.

Atualmente, o rendimento da Poupança é de 70% da Selic, mais a Taxa Referencial (TR). Com a Selic a 6,5% ao ano, a performance da Caderneta de Poupança fica em 4,55% ao ano, mais TR, que hoje está zerada.

Na prática: Se hoje você investir R$ 100 na Poupança, você terá R$ 104,55 em conta no ano que vem, de acordo com os indicadores atuais de rentabilidade da Poupança.

*A movimentação na Poupança é livre de impostos e os créditos são imediatos, desde que respeitada a data de aniversário da caderneta.

savings finances economy and home budget PVF9LUR 1024x683 - Poupança não é um bom investimento para 2019
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By stevanovicigor

Cálculo de rendimento da Poupança

Sempre que fizer depósitos na Caderneta de Poupança, o investidor precisa prestar atenção na taxa Selic.

Por quê?

Porque se a taxa de juros estiver acima de 8,5% ao ano, o rendimento da Poupança será fixo: 0,5% ao mês, mais a taxa referencial (TR).

Agora, se a taxa de juros  estiver abaixo ou igual a 8,5% ao ano, a Poupança rende 70% da Selic, mais a TR. Esse é o caso atual, com a Selic em 6,5%.

*A TR é uma taxa calculada pela média de rendimento dos Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) de 30 dias, que são negociados a taxas pré-fixadas no mercado interbancário.

Captura de Tela 2019 01 07 às 17.11.01 - Poupança não é um bom investimento para 2019

Por enquanto, o rendimento da Poupança está superando a inflação. Mas isso não é regra, nem sempre foi assim e nem será assim. Em 2015, por exemplo, quando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) terminou o ano em 10,67%, a Poupança rendeu apenas 7,29%. Ou seja, menos do que a inflação.

Por que estou falando de inflação?

Porque a inflação afeta diretamente na Selic, a taxa básica de juros.

O governo usa a taxa Selic para controlar a inflação do país. Se a inflação estiver alta, por exemplo, o Banco Central provavelmente aumentará os juros. E assim, o custo do crédito subirá, fazendo com que o consumo da população diminua.  Já se a taxa Selic cair, o resultado é o oposto, ou seja, o consumo é incentivado e a inflação recua.

Bom, voltando a falar do rendimento da Poupança… Desde ano passado, a taxa Selic se mantém no menor patamar da história, que é 6,5%. A estimativa de economistas é que a Selic não passe de 8% até o fim deste ano. Sendo assim, considerando que o rendimento da Poupança é de 70% da Selic, isso representa 5,6% ao ano. Pouco, considerando a inflação do Brasil, com meta de 4,5% para 2019. Ou seja, investindo na Poupança, no fim das contas, só sobraria para você 1,1% de ganho real.

family saving money in piggy bank PPL8RS2 1024x886 - Poupança não é um bom investimento para 2019
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/by Rawpixel

Ok! Já entendi que a Poupança não é um bom investimento para 2019. Qual o próximo passo?

O assessor de investimentos da EuQueroInvestir, Roberto Varaschin, explica que apostar em Poupança com a taxa Selic em 6,5% não faz sentido, a não ser que o investidor tenha no banco um CDB que pague 90% do CDI, ou, menos.

“Neste caso vai ser mais vantajoso investir em Poupança, mas a gente sabe que hoje, em qualquer lugar, como na própria XP Investimentos, é possível encontrar CDB com liquidez diária pagando 100% do CDI”, complementa.

Numa escala de aplicações financeiras viáveis para 2019, Varaschin destaca o Tesouro Selic (LFT), onde se recebe 100% da Selic. Só que no Tesouro Selic existe um porém, que é uma taxa de administração cobrada pelo Governo, onde se perde um pouquinho. “Então, na verdade, esse 100% da Selic passa para 96,5% ou 97%, mais ou menos”, diz o assessor de investimentos.

Além disso, existe o CDB e também os Fundos de Renda Fixa, onde se consegue uma rentabilidade muito boa, chegando a 110% do CDI, também com liquidez.

“Isso são exemplos de investimentos conservadores, que seguem linha com a Poupança. Mesmo depois de descontado o Imposto de Renda (lembrando que a Poupança é isenta), ainda assim, esses investimentos citados remuneram o investidor melhor do que a Poupança” finaliza.

Se você quiser saber detalhes de quais são os Melhores Investimentos para 2019, leia o nosso artigo. Nele, estão boas dicas para você fazer o seu dinheiro render mais do que o esperado neste ano. Aproveite!

melhor investimento para 2019

Tags
Mostrar mais

Patrícia Auth

Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter externa na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.

Na equipe Eu Quero Investir, é responsável pela produção de vídeos, apresentação do EQI News e também escreve notícias para o site.

Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: [email protected]

Artigos Relacionados

Close