Poupança da pandemia pode ajudar PIB de 2021; veja mais notícias

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

O indicador de poupança da Tendências Consultoria aumentou 21,9% em agosto em relação a igual período do ano passado, para R$ 3,6 trilhões, puxado pelo auxílio emergencial. O consumo pode suavizar o efeito contracionista da retirada dos estímulos fiscais, conforme informou o Valor.

Dessa forma, economistas estão divididos sobre qual será o efeito do significativo acúmulo de poupança ocorrido ao longo de 2020 na retomada do Produto Interno Bruto (PIB) no próximo ano. Se uma parcela mais expressiva do dinheiro guardado volte a circular na economia em forma de consumo, a reação pode ser mais forte.

Produtos demandados na pandemia subiram mais que inflação

Segundo reportagem do Estadão, os dez subgrupos de produtos e serviços que registraram as maiores altas de preços nos últimos seis meses foram os mais procurados pelo consumidor.

Conheça a FinTwit, o maior fórum de finanças do mundo.

Hoje o Twitter é pauta na Money Week.

Estes produtos aumentaram em média 5,80% no varejo, resultado equivalente a quatro vezes a inflação geral do período, medida pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) do (IBGE), que foi de 1,35%.

Os principais subgrupos foram de TV, aparelhos de som e informática; eletrodomésticos e equipamentos; joias e bijuterias; alimentação no domicílio; e consertos e manutenção.

Campos pode ficar 10 anos no Banco Central

Com a aprovação ontem pelo Senado do projeto que promove a autonomia operacional do Banco Central (BC), o atual presidente, Roberto Campos Neto, possa se tornar o mandatário mais longevo da história da instituição, permanecendo no cargo por quase 10 anos, conforme informou o Valor.

O texto, que ainda tem que passar pela Câmara, também prevê que, além de assegurar a estabilidade monetária, o BC passa a perseguir, “na medida de suas possibilidades”, o fomento ao pleno emprego no país, em uma espécie de duplo mandato.

Veto a desoneração da folha de pagamento pode cair hoje

O Congresso votará nesta quarta-feira (4) se veto do presidente Jair Bolsonaro à prorrogação da desoneração da folha de pagamento de 17 setores da economia será mantido.

Esta questão já devia ter sido decidida, mas David Alcolumbre vem adiando a análise do veto, chegando ao ponto de cancelar uma sessão no mesmo dia em que ela deveria ter ocorrido.

Assim, mantém-se uma incerteza perigosa para empresários e para cerca de 6 milhões de trabalhadores que atuam nestes ramos.

TCU sugere fim de incentivo fiscal na cesta básica para bancar Renda Brasil

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai sugerir o fim de benefícios fiscais dos produtos da cesta básica em reunião a ser realizada hoje (4).

O objetivo é que a arrecadação seja redirecionada para um programa de transferência direta de renda, seja ele o Bolsa Família ou Renda Brasil. As informações são do Valor.

São Paulo é 21ª maior economia do mundo

No ranking das maiores economias, São Paulo é a 21ª do mundo. Caso fosse um país independente, poderia reivindicar assento no G-20, o grupo das 20 maiores economias. O PIB (US$ 603,4 bilhões) é maior que o da Argentina (US$ 449,7 bilhões), membro desse grupo, segundo o Valor.

O Estado de São Paulo representa 32% do PIB brasileiro e é a 3ª economia da América Latina e também o 3º maior mercado consumidor da região.

Brasil pode atingir superávit de US$ 60 bi na balança comercial

O Brasil deve terminar este ano com superávit de US$ 60 bilhões no saldo da balança comercial, segundo o Valor.

No ano passado, o superávit foi de US$ 48 bilhões.

CVM condena ex-diretores da Petrobras (PETR4)

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou nesta terça-feira (3) os ex-diretores da Petrobras (PETR4) Paulo Roberto Costa e Renato Duque a ficarem quinze anos sem assumir cargos de administrador ou conselheiro fiscal de companhias abertas.

Os executivos foram condenados por violação do dever de diligência nas decisões de investimento nas refinarias Abreu e Lima (PE) e Comperj (RJ) nos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma.

Também foram julgados pela CVM o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli e o ex-diretor financeiro Almir Barbassa, que foram multados em R$ 150 mil cada por infração a artigos da Lei das S.A. e à Instrução CVM 480.

Atualização Covid-19

O Brasil teve 243 óbitos confirmados por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas a 160.496. Os novos casos positivados foram 11.843, de um total de 5.566.049.