Positivo (POSI3) lucra R$ 50,3 milhões no 3TRI, alta de 455%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Positivo

A Positivo (POSI3) registrou um lucro líquido de R$ 50,3 milhões referente aos resultados do terceiro trimestre de 2020.

Os números representam um avanço de 455% sobre o mesmo período do ano passado, com lucro de R$ 9,05 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi de R$ 69,05 milhões. No terceiro trimestre de 2019, o Ebitda foi de R$ 34,7 milhões.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Segundo a Companhia o desempenho do Ebitda foi reflexo de “maior faturamento do período e repasse do aumento de custos das matérias-primas para o preço dos produtos e serviços vendidos, em função da valorização do dólar.”

Receita da Positivo avança 13,1%

A receita líquida alcançou R$ 521,74 milhões, um avanço de 13,1% em comparação a um ano antes.

Os movimentos de home officee homeschooling seguiram impulsionando a demanda, que atualmente possui cerca de 38% das vendas realizadas por e-commerce, e no total representou 72,6% das vendas de PCs no período.

Já o canal Corporativo representou 13,4%. As entregas à Instituições Públicas representaram 10,3% dos computadores vendidos, queda de 9% no ano.

O lucro bruto da Positivo totalizou R$ 119,78 milhões, enquanto a margem bruta ficou em 24,1%, baixa de 3,0 p.p.

Resultado financeiro

As despesas financeiras da Positivo totalizaram R$ 23,2 milhões no trimestre, o que representa uma redução de 12,9%.

A receita financeira foi de R$ 7,6 milhões, em linha com o resultado apurado no período anterior, informou a Companhia.

Desse modo, o resultado financeiro foi positivo em R$ 7,58 milhões, 173,7% melhor que o resultado do mesmo período de 2019.

Dívida da Positivo

A dívida líquida encerrou setembro em R$ 138,02 milhões. Considerando a posição de caixa de R$ 546,2 milhões, o endividamento líquido da Positivo apresentou redução de 47,2% na base anual.

Já a alavancagem financeira, medida dívida líquida / Ebitda, ficou em 1,3 x ante 1,8 x no terceiro trimestre de 2019.