Porto Seguro (PSSA3) tem alta de 0,3% no lucro do 2TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Porto Seguro/divulgação

A Porto Seguro (PSSA3) registrou alta de 0,3% no lucro líquido sem considerar o business combination no segundo trimestre de 2021 (2TRI21).

O indicador passou de R$ 656,7 milhões para R$ 658,6 milhões.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Já o lucro líquido ajustado da empresa caiu 39,6%. Assim, passou de R$ 695,3 milhões (2TRI20) para R$ 420,1 milhões (2TRI21).

O resultado financeiro foi de R$ 174,1 milhões no 2T21 (-65,0% vs. 2T20). Apesar da queda em relação ao ano anterior, quando a empresa teve o reconhecimento de ganhos extraordinários, as aplicações financeiras obtiveram retorno substancialmente acima do CDI no trimestre, explicado principalmente pelo desempenho positivo das alocações em títulos indexados à inflação, ativos de renda variável, além da contribuição das alocações em títulos de crédito privado.

Porto Seguro (PSSA3): principais números do balanço do 2TRI21

Lucro líquido (sem business combination)

  • Lucro 2TRI21: R$ 658,6 milhões
  • Lucro 2TRI20: R$ 656,7 milhões

Receita líquida

  • Receita 2TRI21: R$ 4,95 bilhões
  • Receita 2TRI20: R$ 4,235 bilhões

Receita tem alta de 17%

A receita líquida da Porto Seguro (PSSA3) aumentou 17% no 2TRI21.

O indicador passou de R$ 4,235 bilhões para R$ 4,95 bilhões. A companhia apresentou um crescimento robusto das receitas em todas as suas verticais de negócios.

Na vertical Seguros, os prêmios e as contribuições de previdência aumentaram 16,9% em relação ao 2T20.

Os prêmios do seguro Auto (+18,7% vs. 2T20) foram os que mais contribuíram para esse crescimento, impulsionados principalmente pela Azul, que expandiu 34,1% no trimestre (vs. 2T20).

Na consolidação do Auto, houve expansão de 386 mil veículos em relação ao 2T20 e de 126 mil veículos no trimestre (vs. 1T21), ultrapassando 5,6 milhões de veículos segurados, a maior frota segurada da série histórica.

Também já está em operação em algumas regiões do país o Bllu, seguro por assinatura da Porto Seguro com preços mais acessíveis e potencial para contribuir com a expansão do mercado através da inclusão de novos clientes.

No seguro de Vida (+16,3% vs. 2T20), destaque para o produto Individual, com incremento de 20,6% em relação aos prêmios do 2T20.

Os seguros Patrimoniais cresceram 10,0% (vs. 2T20), com expansão em duplo dígito no seguro Empresarial e no Residencial da marca Porto Seguro, além do forte crescimento dos produtos novos, como os seguros de Bikes e de Responsabilidade Civil Profissional.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3