Portfólio diversificado representa segurança e risco na medida certa para investir

Walter Niyama
Jornalista formado pela ESPM-SP, possui passagens pelo Diário do Centro do Mundo e já trabalhou na assessoria de imprensa da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo. Também tem textos escritos para o site Torcedores. É idealizador do site de jornalismo Converge e colunista no Nerdssauros. É também autor de três romances publicados.

Digamos que alguém tenha R$ 200 mil à disposição para serem gastos como bem entender. Algumas pessoas simplesmente investiriam esse dinheiro na poupança, numa jogada segura. Mas e se o desejo for fazer esse dinheiro render mais? A estratégia a ser seguida nesse caso seria apostar em um portfólio diversificado.

Um portfólio diversificado, como o nome já diz, é ter mais de um investimento. Inúmeras são as histórias de pessoas, sonhadoras e criativas, que colocaram todas as suas economias em um único empreendimento e, por algum motivo, acabaram falindo. Ao diversificar os investimentos, evita-se isso porque, mesmo que uma de suas aplicações não dê certo, a pessoa ainda tem as outras na qual se segurar.

Uma primeira jogada para esses R$ 200 mil seria colocar uma parte desse dinheiro na renda fixa. Menos interessante para os que querem ganhos rápidos e grandes, mas ideal para aqueles que primam pela segurança. Alguns exemplos são o Certificado de Depósito Bancário, Tesouro Direto e a famosa caderneta de poupança. Porém, no momento não se deve esperar altos retornos: pelo contrário, no dia 30 de outubro o Banco Central cortou novamente a taxa Selic e há previsões de que a taxa básica de juros diminua.

Fundos de investimento Imobiliário: boa opção

Outra aplicação para diversificar o portfólio são os Fundos de Investimento Imobiliário (FII). Nem todo mundo tem dinheiro para comprar imóvel sozinho. Com os R$ 200 mil até poderia investir em um humilde apartamento, mas o objetivo é ter múltiplos retornos e ao mesmo tempo ter certa segurança e estabilidade. Os FII são uma boa opção num mercado que é valorizado justamente pela baixa da taxa básica de juros, com os bancos diminuindo suas taxas de financiamento de imóveis.

No momento, também vale a pena pensar em investir um pouco em ouro, pelas incertezas e tensões no mercado internacional com a guerra comercial entre EUA e China e a eleição na Argentina com a vitória de Alberto Fernández frente ao então presidente Mauricio Macri. Mas o melhor momento para isso está passando, com o dólar já tendo aumentado seu valor com relação ao real.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

E, com a taxa Selic em baixa, há um incentivo ainda para o famoso mercado de ações. Num momento em que a tecnologia se faz cada vez mais presente na vida das pessoas, uma opção são as startups de tecnologia. E aqui vale a pena investir a maior parte dos R$ 200 mil, visando-se o maior lucro.

 

LEIA MAIS:

Como não pagar imposto investindo

Você sabe o que é o FVBI11? Conheça esse tipo de investimento


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374