Por pandemia, FMI aprova recurso para aliviar dívidas de 25 países muito pobres

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Divulgação / FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou recursos para aliviar as dívidas de 25 países muito pobres. A medida ocorre devido à pandemia de coronavírus. Os beneficiados fazem parte do Catastrophe Containment and Relief Trust (CCRT).

O recurso, no valor inicial de US$ 500 milhões, é financiado por doações dos países-membros do Fundo, como Japão e Reino Unido.  Assim, os países contemplados poderão concentrar suas arrecadações financeiras para o enfrentamento ao coronavírus, informou a Reuters.

De acordo com a diretora administrativa do FMI, Kristalina Georgieva, a ideia é aumentar o montante para US$ 1,4 bilhão. Pois, além dos valores já disponíveis, há novas promessas de US $ 185 milhões da Grã-Bretanha, US$ 100 milhões do Japão. E quantias não divulgadas da China, Holanda e outros.

Em comunicado, Kristalina afirmou que o fundo concede assistência aos “membros mais pobres e mais vulneráveis para cobrir as suas obrigações com o FMI durante uma fase inicial ao longo dos próximos seis meses”.

Os primeiros países que receberão alívio do serviço da dívida da CCRT são: Afeganistão, Benin, Burkina Faso, República Centro-Africana, Chade, Comores, República Democrática do Congo, Gâmbia, Guiné, Guiné-Bissau, Haiti, Libéria, Madagascar, Malawi, Mali, Moçambique, Nepal, Níger, Ruanda, São Tomé e Príncipe, Serra Leoa, Ilhas Salomão, Tajiquistão, Togo e Iêmen, disse o FMI.

Banco Mundial

O Banco Mundial pediu ainda que os países mais ricos façam uma interrupção temporária na cobrança das dívidas.

O diretor-gerente do Banco Mundial, Axel van Trotsenburg fez a solicitação para o Grupo das 20 principais economias (G2). E também para o Grupo dos Sete (G7).

“Todo mundo entende que precisamos ajudar os países mais pobres. Existe uma enorme disposição e ninguém questiona isso, absolutamente ninguém ”, disse ele à Reuters em entrevista.

Autoridades financeiras dos países do G7 e G20 devem discutir a questão do alívio da dívida esta semana. Duas fontes familiarizadas com o processo disseram à agência de notícias que os detalhes ainda estavam sendo finalizados.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Eric LeCompte, diretor executivo da Jubilee USA Network, um grupo sem fins lucrativos, disse que as doações ajudariam os membros mais pobres do FMI. Incluindo a República Centro-Africana, que possui apenas três leitos de unidades de terapia intensiva para uma população de 5 milhões.

“É um ótimo começo, mas precisamos de mais doadores para poder oferecer esse alívio”, disse ele. Acrescentando que o FMI também deve considerar vender algumas de suas reservas de ouro. Atualmente tem o valor estimado de US$ 140 bilhões.