Por manipulação, Twitter suspende grupo de contas pró-Bloomberg

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: Wikipédia

O Twitter informou que começou a suspender e limitar dezenas de contas. Estas teriam publicado conteúdo promovendo o candidato presidencial democrata Michael Bloomberg, informou a Reuters.

“Tomamos ações contra 70 contas, que incluem uma combinação de suspensões permanentes com desafios para verificar quem é o dono das contas”, afirmou uma porta-voz do Twitter, em comunicado.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Isso pode se referir à criação de uma série de contas para publicar conteúdo duplicado. Mas também inclui “coordenar outros em nome de engajamento ou amplificação artificiais. Mesmo se as pessoas envolvidas usarem apenas uma conta”.

“Pedimos que todos nossos vice-organizadores de campo se identifiquem como funcionários da campanha Mike Bloomberg 2020 em suas contas nas redes sociais”, disse Sabrina Singh, porta-voz da campanha de Bloomberg.

Assim, a campanha do bilionário vem investindo recursos sem precedentes em campanhas de publicidade on-line. Além de contratar centenas de organizadores digitais para apoiar candidatos, incluindo conteúdo postado em seus próprios canais de mídia social.

De acordo com o Wall Street Journal, esses organizadores na Califórnia recebem US $ 2.500 por mês. Para publicar informações nas mídias sociais em suas próprias redes. E outras atividades para promover a elegibilidade da Bloomberg para a eleição.

Mas nste mês, o Facebook foi atraído por uma parceria paga entre a ex-campanha do prefeito de Nova York e uma popular conta de memes do Instagram. Anunciou formalmente que permite que os candidatos políticos dos EUA produzam conteúdo patrocinado em suas plataformas de mídia social.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo