Polêmicas de Guedes ameaçam tramitação das reformas

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Agência Brasil

A tramitação das reformas administrativa e tributária, já complexa, está novamente ameaçada com as recentes declarações polêmicas do ministro da Economia, Paulo Guedes, afirma reportagem da Folha nesta sexta-feira, 14.

O governo já adiou o envio da reforma administrativa e congressistas avaliam que o ambiente de tensão dificulta ainda mais a relação com o Congresso.

Para analistas ouvidos pelo jornal, as polêmicas desnecessárias geram atritos e risco de paralisação das reformas que, aliado a um crescimento econômico menor do que o esperado, podem reduzir o clima de otimismo com a economia e com as propostas de Guedes.

“Este é o momento de ter declarações que ajudem o ambiente de aprovação das reformas”, afirmou o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder da maioria na Câmara.

Parasitas e domésticas na Disney

Após chamar funcionários públicos de “parasitas”, Guedes voltou a causar polêmica ao defender o dólar alto favorável às exportações, mas gerou muitas críticas ao afirmar que, com o câmbio baixo, “até as empregadas domésticas viajavam para a Disney”.

De acordo com a reportagem, as declarações irritaram a equipe do presidente Jair Bolsonaro, que procurou se descolar do episódio, afirmando que “o dólar estava um pouquinho alto” e devolvendo a Guedes as polêmicas com as domésticas – “pergunta para quem falou isso”, devolveu aos jornalistas.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374