PMI industrial da zona do euro é recorde, mas fica abaixo das projeções

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da zona do euro subiu de 62,5 em março para 62,9 em abril. O resultado é recorde pelo segundo mês consecutivo. No entanto, ficou abaixo da projeção do mercado, que era de 63,3 pontos – indicado pelas leituras prévias do indicador, realizadas ao longo do mês.

Vale lembrar que no PMI leituras acima de 50 pontos indicam crescimento da atividade. Leituras abaixo, retração.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

A divulgação foi feita nesta segunda-feira (3) pela IHS Markit.

Para Chris Williamson, economista-chefe de negócios da IHS Markit, os números de novos pedidos apresentaram as melhores taxas em abril desde que a pesquisa teve início, em 1997, com a demanda sendo impulsionada pela reabertura após os bloqueios pela Covid-19.

Ele aponta também uma alta nos preços, que sinaliza que pode ser temporária, de ajuste à retomada da economia. “A grande incerteza é por quanto tempo esses preços em alta persistirão e até que ponto irão embora para os consumidores”, disse.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

PMI zona do euro

Reprodução/IHS Markit