PMI de serviços fica em 27,4, o mais baixo já registrado

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.

Crédito: Reprodução/Pixabay

O índice dos gerentes de compras (PMI na sigla em inglês) do setor de serviços no Brasil caiu de 34,5 em março para 27,4 em abril.

O resultado é o mais baixo já registrado para o indicador desde quando começou a ser calculado, em março de 2007.

Leituras abaixo de 50 pontos indicam retração econômica e, acima, crescimento.

O PMI de serviços apontou que o fechamento das empresas e a baixa demanda devido às medidas de isolamento social para contenção do coronavírus reduziram fortemente a atividade do setor.

A entrada de novos negócios caiu a uma taxa rápida e sem precedentes em abril, segundo o relatório.

O grau de pessimismo em relação ao futuro também se intensificou e, em consequência, contribuiu para a queda nos níveis de empregos.

PMI

Pesquisa expõe impacto do Covid-19

Para Paul Smith, diretor de economia da IHS Markit, a pesquisa expôs completamente o impacto do Covid-19 no setor privado.

“O grau de otimismo em relação ao futuro, compreensivelmente, caiu de forma considerável, com as empresas se revelando pessimistas em relação ao próximo ano. Isto à medida que aumentam os receios em relação aos prejuízos no longo prazo”, diz.

Ele explica que tal perspectiva justifica a perda mais acentuada de empregos já registrada nos últimos quatro anos. “Aumentam as preocupações com a demanda futura por parte dos clientes”, diz.

PMI industrial

O PMI do setor industrial também registrou queda, de 48,4 pontos em março para 36 em abril, segundo divulgação feita na segunda-feira (4).

É também o pior resultado já registrado, abaixo do recorde anterior de janeiro de 2009, auge da Grande Recessão mundial.

PMI

PMI composto

Com isto, o PMI composto do Brasil ficou em 26,5 em abril. Isto representa uma queda de 11,1 pontos em relação a março, quando registrou 37,6.

PMI

Entenda o PMI

O PMI de serviços é calculado a partir de um questionário enviado a cerca de 400 empresas. Elas englobam os segmentos de transportes, informação, comunicação, finanças, seguros e serviços imobiliários e empresariais.

As respostas à pesquisa são coletadas na segunda metade do mês. E indicam a direção de mudança em comparação com o mês anterior.

Os índices variam entre 0 e 100, com uma leitura acima de 50 indicando aumento em relação ao mês anterior. E uma leitura abaixo de 50 indicando uma diminuição. O índice de serviços é, posteriormente, relacionado ao da indústria para compor o PMI composto.

Leia também: PMI industrial do Brasil fica em 36 pontos, o pior já registrado
EUA: indicadores registram quedas no setor de serviços