PIB deve cair 0,48% em 2020 revisa o mercado no Focus

Osni Alves
Jornalista | osni.alves@euqueroinvestir.com
1

Foto: industria-brasileira

O PIB deve fechar 2020 em queda de 0,48% e a Selic em 3,5% ao ano. Há quatro semanas o mercado previa crescimento do Produto Interno Bruto em 2,17%. O Boletim Focus saiu esta manhã (30).

Levantamento do Banco Central (BC), a projeção leva em conta os impactos do coronavírus sobre todos os segmentos da economia brasileira.

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Há uma semana, a expectativa era do PIB em 1,48%.

boletim-focus-dia-30

Selic

A Selic tem correlação com a inflação no país e, no patamar atual, tira a vantagem do investimento em poupança.

Reduzir a Selic é uma tentativa de correção de preços por parte do governo. Essa ação pode acarretar aumento da inflação.

No contexto atual, baixar a Selic para promover crescimento econômico não tem surtido efeito. Isso porque o país paralisou a produção e fechou indústrias e comércios provisoriamente, como reforço no combate à pandemia.

Para o próximo ano, o mercado prevê que a Selic alcance 5%. Na última semana, essa projeção era de 5,25%.

 

industria-brasileira

IPCA, PIB e dólar

As projeções para a inflação, medidas pelo indicador do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), caiu de 3,04% para 2,94% neste ano. Para o ano que vem, a projeção saiu de 3,60% para 3,57%.

O PIB para 2021 está estimado em 2,50%. Já o dólar no final deste ano foi mantido em R$ 4,50, enquanto que para o róximo ano, a moeda passou de R$ 4,29 para R$ 4,30. O Focus é um levantamento semanal.

Tá, e aí?

Pesquisador da área de Economia Aplicada do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcel Balassiano diz que para o investidor, as implicações dessa crise geram volatilidade no mercado.

Ele afirma que tudo está oscilando muito, e cita a bolsa, o câmbio. “Essa volatilidade deve permanecer pelas próximas semanas até ocorrer possível volta de normalidade tanto aqui quanto no exterior”, disse.

Quando isso acontecer, frisou, o primeiro passo será saber quando essa quarentena deve se encerrar. “A partir daí, olhar a curva diminuindo e os números se consolidando.

“Em vista de tudo isso, é bem provável que o país tenha pela frente uma recessão. Porém, estimar em quanto será, ainda é bem difícil”, disse.

Já na vida do brasileiro médio, as implicações dessa crise na economia resultarão em um possível aumento gradual no desemprego.

Ele lembra que a crise de 2014 teve uma recuperação muito lenta e a de 2016 precarizou o mercado de trabalho. “O resultado dessas duas se vê nos 40 milhões de informais.”

Agora, por conta disso, o governo precisa implementar ações de socorro a essa classe de trabalhadores.

Já para o estrategista-chefe do banco digital Modalmais, Felipe Sichel afirma que estas expectativas representam uma atualização condizente com o que se observa nos dados ao longo das últimas semanas.

“Essencialmente, isto quer dizer que haverá um custo econômico considerável ao longo dos próximos meses por conta da “parada súbita” (sudden stop) da economia local e global”, diz.

Para quem investe, frisa, isto representa a necessidade de alteração da estratégia. “Antes o Brasil estava preparado para entrar em um ciclo virtuoso, mas dependia do cenário global binging. Agora, este cenário conturbado representa um adiamento na retomada econômica.”

raiadrogasil

Economista-chefe do banco digital Modalmais, Alvaro Bandeira recomenda algumas empresas que se contrapõem ao cenário atual e podem render bons lucros.

O executivo elenca a RaiaDrogasil (RADL3), a Fleury (FLRY3), a Hapvida (HAPV3), a NotreDame Intermédica (GNDI3) e o Itaú (ITUB4).

“Ações ligadas ao segmento de saúde podem não sofrer tanto quanto empresas de outros setores. Itaú se justifica pela capacidade de adaptação e proteção de posições numa empresa madura, bem gerida e pagadora de dividendos”, disse.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil