Petz (PETZ3) estreia na bolsa de valores com alta de 21,82%

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Divulgação/Petz

A varejista de produtos para animais Petz (PETZ3) fez sua estreia na bolsa de valores nesta sexta-feira (11). Ao final do pregão, as ações registram alta de 21,82%, negociadas a R$ 16,75.

O preço inicial determinado pela empresa foi de R$ 13,75 por ação. E a faixa indicativa de preço ia de R$ 12,25 a R$ 15,25.

A oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) já é considerada a maior do ano no Brasil. E deve movimentar R$ 3,03 bilhões, considerando os lotes extras.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Cachorro marca presença na estreia da Petz

“O IPO da Petz inaugura um novo segmento do varejo brasileiro na bolsa. A demanda dos investidores pela nossa oferta inicial de ações reflete o crescimento e a resiliência do mercado pet brasileiro, considerado o quarto maior do mundo em termos de faturamento, com cerca de 88 milhões de cães e gatos”, afirmou o CEO da Petz, Sergio Zimerman.

A estreia contou até mesmo com a participação de um pet: o border collie Wolke acionou a campainha da B3 ao lado do CEO.

Fácil entendimento para o investidor

Para o assessor de investimentos da EQI, Elias Wiggers, a Petz atrai os investidores porque o negócio é de fácil entendimento para o público em geral. Além disto, é a primeira do setor a entrar na bolsa e está em um negócio que vem crescendo a ponto de ser incluído no cálculo do índice de inflação IPCA desde o ano passado.

A Petz registrou um faturamento de R$ 731,6 milhões nos seis primeiros meses desse ano. Isso representa uma alta de 36,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

As vendas online mais que quadruplicaram no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período de 2019. Totalizaram R$ 144,3 milhões e foram estimuladas pela quarentena devido à pandemia de coronavírus.

A Petz conta com 110 lojas distribuídas em 13 estados mais Distrito Federal. Tem 4 mil funcionários e 99 centros veterinários.