PetroRio (PRIO3) tem prejuízo 7% maior no balanço do 1TRI21

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: PetroRio (PRIO3)

A PetroRio (PRIO3) reportou prejuízo líquido de R$ 65,79 milhões no balanço do primeiro trimestre (1TRI21).

Os números refletem uma alta de 7% sobre o prejuízo do mesmo período de 2020.

Veja o balanço na íntegra  

PetroRio (PRIO3) : principais números do balanço do 1TRI21

Prejuízo líquido

  • Prejuízo 1TRI21: R$ 65,79 milhões
  • Prejuízo 1TRI20: R$ 61,46 milhões

Ebitda

  • Ebitda 1TRI21: R$ 448,72 milhões
  • Ebitda 1TRI20: R$ 182,56 milhões

Receita líquida

  • Receita 1TRI21: 655,33 milhões
  • Receita 1TRI20: 223,16 milhões

Receita sobe 194%

No balanço do 1TRI21, a PetroRio (PRIO3) registrou uma receita de R$ 655,33 milhões, alta de 194% sobre o mesmo período do ano passado.

Segundo a companhia, a alta foi impactada pelo aumento de 33% na quantidade de óleo vendida, devido à incorporação de TBMT em agosto de 2020, e pela alta do preço do petróleo tipo Brent, que registrou média de US$ 61,32 por barril, um aumento de 21% na comparação ano contra ano.

No primeiro trimestre de 2021, 51,6% da receita foi originada de Frade, 24,9% por meio da venda do óleo de TBMT e 19,3% dos offtakes de Tubarão Martelo.

Ebitda avança 146%

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no balanço do 1TRI20 atingiu R$ 448,72 milhões, alta de 146% na base anual.

Ao mesmo tempo, a margem Ebitda passou de 82% no 1TRI20 para 68% um ano depois.

Resultado Financeiro

O resultado financeiro da PetroRio (PRIO3) totalizou uma despesa líquida de R$ 320 milhões ante R$ 12 milhões positivos no 1T20.

A companhia informou que o resultado financeiro foi impactado por R$ 285 milhões negativos de variação cambial (efeito não-caixa) sobre itens de balanço denominados em dólar, como as provisões de abandono e as dívidas da empresa.