PetroRio (PRIO3) acumula alta de 30% em 2020: pode subir mais?

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Divulgação/PetroRio

A PetroRio (PRIO3) deve integrar, a partir de setembro, o grupo de ações mais importantes da bolsa de valores brasileira, o Ibovespa.

A empresa de óleo e gás vem chamando a atenção nos últimos meses não só pelo volume de transações, como pela valorização dos papéis. Eles acumulam alta de mais de 30% no ano. As ações foram de R$ 35,78 no início de 2020 para R$ 43,09 (14 de agosto). A relação preço/lucro da empresa é de 17,99 vezes.

Se confirmada a entrada no Ibovespa, isso vai gerar ainda mais visibilidade aos papéis.

Confira os melhores momentos da Money Week

Entre os fatores que explicam a alta das ações da PetroRio está a retomada no preço do petróleo depois do colapso no início da pandemia de coronavírus. O relaxamento das medidas de isolamento social vem aumentando o consumo e, consequentemente, a demanda pela commodity.

A empresa também registrou uma boa margem Ebtida no segundo trimestre, apesar de ter reportado prejuízo.

Outro motivo que tem aumentado o otimismo com a empresa é uma futura emissão de títulos de dívida nos EUA. A operação, que deve ocorrer em breve, vai alivar o caixa da companhia.

Por fim, há previsão de aquisição de pelo menos mais um campo de petróleo: o de Papa-Terra, de propriedade da Petrobras e da Chevron.

Diante disso, você deve estar se perguntando se vale a pena comprar ou não ações da PetroRio.

Recomendações neutra e de compra

Apesar de todo esse cenário, a Ativa mantém como neutra a recomendação de compra das ações da PetroRio. “Nós consideramos que todos os fatores positivos já estão no valor da ação de hoje. Pode haver algum movimento diante de um anúncio de aquisição do campo de Papa-Terra, mas cremos que este também já esteja precificado”, explica o analista Ilan Arbetman.

Além disso, para a corretora, apesar de os países já apresentarem indícios de recuperação pós-coronavírus, ela tende a ser gradual e não tão intensa quanto o desejado. Arbertman prevê um cenário de incertezas e muita instabilidade no próximo semestre.

“Vemos o segundo semestre comprometido, com eleições americanas e guerra comercial entre EUA e China. Já notamos o tom beligerante nas falas de Donald Trump e isto tende a se agravar. O que pode atrapalhar as condições mercadológicas. A demanda está, sim, em recuperação, mas de maneira paulatina. Só será forte novamente em 2021”, avalia.

Já a Eleven tem recomendação de compra. “Sólida produção nos campos de Polvo e Frade, redução no lifting cost (custo de extração do petróleo) e expansão da margem Ebitda mostram um excelente resultado no trimestre mais desafiador para o setor de óleo e gás”, afirma em relatório assinado pelos analistas Tasso Vasconcellos e Lucas Chaves.

PetroRio mostrou resiliência na crise

Segundo a própria PetroRio, na divulgação de resultados do segundo trimestre, seu modelo de negócio foi posto à prova nesta crise. Isso porque o preço do petróleo tipo Brent (comercializado na bolsa de Londres) permaneceu quase dois meses abaixo de US$ 30, entre março e maio.  Atualmente, ele está em R$ 45.

“Diante de um trimestre tão desafiador e sem precedentes para produtores de óleo no mundo, a PetroRio teve a oportunidade de se firmar entre as mais resilientes do setor”, afirmou a empresa.

Redução nos custos de extração dos barris de petróleo

Com a compra do campo de Tubarão Martelo em agosto, que pertencia à Petrobras, a empresa viabilizou uma sinergia com o campo de Polvo, que já era operado pela PetroRio. Isso reduziu os custos de extração de petróleo consideravelmente.

Segundo a empresa, houve redução do custo de extração para US$ 13,7/barril, significando uma melhora de 43% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior e de 21% na comparação com o primeiro trimestre de 2020.

“A contínua revisão e redução do lifting cost é a melhor e mais importante estratégia de proteção contra a volatilidade de preços do Brent”, afirma a PetroRio.

Prejuízo líquido de R$ 99,8 milhões

No resultado do segundo trimestre, a PetroRio reportou prejuízo líquido de R$ 99,8 milhões, com tombo de 160% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

De acordo com os executivos, a forte variação cambial no período é o que explica o resultado apresentado pela companhia.

Apesar do cenário desafiador, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do segundo trimestre veio em R$ 208 milhões. O resultado representa uma queda de 38% na comparação anual, mas alta de 201,4% em relação ao primeiro trimestre de 2020.

Com isso, a margem Ebitda ficou em 66,6%, alta tanto na comparação trimestral (com mais 5,5 pontos porcentuais) quanto na anual (mais 35,9 pontos porcentuais).

A empresa credita o resultado às iniciativas de redução de custos realizadas nos campos de Frade e Polvo.

Emissão de bonds nos EUA

O presidente da PetroRio, Roberto Monteiro, já afirmou que a empresa planeja realizar, ainda no terceiro trimestre, uma emissão de bonds nos Estados Unidos.

De acordo com Monteiro, o objetivo da operação é alongar todo o passivo da companhia, a princípio para cinco anos. O que vai liberar fluxo de caixa para reinvestimentos.

“Já temos os bancos mandatados, como o próprio Santander, e a coisa vai andando bem. Com isso, temos janela de alguns meses para poder emitir essa dívida e devemos fazê-la no terceiro trimestre”, afirmou.

PetroRio: aquisições recentes

A PetroRio adquiriu o campo de Tubarão Martelo em 3 de agosto, mas o reflexo da aquisição só será sentido no balanço do terceiro trimestre.

A aquisição aumentou a sinergia com o campo de Polvo, reduzindo custos de extração para a empresa.

Diferentemente da Petrobras, que tem foco nos campos de pré-sal, a PetroRio tem atua em campos maduros. Ou seja, aqueles que já passaram do pico de produção. Otimizando a operação desses campos, ela consegue extrair melhores margens.

Mais aquisições à vista

Para Arbetman, é grande a possibilidade da PetroRio adquirir o campo de Papa-Terra. Até porque a Petrobras já manifestou a intenção de se desfazer dele e focar em seu negócio principal.

Para a Eleven, novas aquisições também estão no radar. “A trajetória de crescimento da empresa tem ficado cada vez mais evidente. Sobretudo com o cenário de incertezas do setor se dissipando. A companhia tem sólido resultado operacional e confortável nível de endividamento. E ainda a possibilidade de realizar um follow-on, ainda dentro de 2020″, afirmam os analistas.

Isto daria maior conforto na posição de caixa e abriria espaço para novas aquisições. A recomendação da corretora é de compra, com preço-alvo de R$ 48.

No entanto, a PetroRio enviou comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no último dia 6 de agosto. Nele, ela desmente qualquer matéria veiculada na imprensa que sugira a compra do campo de Papa-Terra.

“A companhia não declarou ter iniciado qualquer espécie de tratativa ou firmado qualquer acordo com Petrobras e/ou Chevron em relação ao Campo de Papa-Terra”, destacou. Mas o assunto já está no radar.

  • Dúvidas sobre como investir? Tenha um Assessor de Investimento especializado em planejamento financeiro e gestão de patrimônio. Conheça a EQI.