Petrobras (PETR4) pode obter R$ 9 bi com venda da BR; veja outros destaques

Osni Alves
Jornalista (2007); Especializado em Comunicação Corporativa e RP (INPG, 2011); Extensão em Economia (UFRJ, 2013); Passou por redações de SC, RJ e BH (oalvesj@gmail.com).
1

Foto: ANP autoriza Petrobras a movimentar gasolina de aviação

A venda de fatia remanescente de 37,5% na BR Distribuidora pode render à Petrobras R$ 9,2 bilhões.

De acordo com o Valor, do ponto de vista operacional, as diretrizes do plano estratégico estão mantidas, bem como os contratos entre Petrobras e BR para fornecimento de combustíveis e licenciamento da marca da rede de postos.

A oferta subsequente (“follow-on”) foi aprovada na quarta-feira pelo conselho da Petrobras.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

A venda das ações da BR ainda não tem uma data definida, mas a expectativa é que a operação ocorra entre a segunda quinzena de outubro e início de novembro, se as condições de mercado forem favoráveis.

A Petrobras foi a companhia que teve o maior prejuízo no primeiro semestre, com uma perda de US$ 9,4 bilhões (R$ 51,5 bilhões), entre 582 empresas de capital aberto da América Latina que divulgaram seus balanços até o dia 21, segundo o Estadão. O levantamento é da Economatica, empresa de dados financeiros e tecnologia.

Bradesco é a empresa da AL com maior lucro no 1º semestre

No primeiro semestre de 2020, marcado pela pandemia, o Bradesco superou o Itaú Unibanco, seu maior rival, e ficou no topo da lista das companhias abertas com os maiores lucros na América Latina.

Segundo um levantamento realizado pela Economatica, uma empresa de dados financeiros e tecnologia, o Bradesco fechou o semestre com lucro líquido de US$ 1,257 bilhão (R$ 6,888 bilhões), enquanto o Itaú Unibanco, o segundo colocado, teve um ganho de US$ 1,246 bilhão (R$ 6,825 bilhões).

A pesquisa incluiu 582 empresas de diferentes ramos de atividade que divulgaram os balanços do segundo trimestre, para compor o resultado semestral, até o dia 21. O levantamento levou em conta o lucro contábil atribuído aos acionistas, usado como base para a distribuição de dividendos, e deixou de fora a parcela do resultado que vai só para os minoritários das subsidiárias.

Hypera Pharma na linha de passe

O Corinthians fechou direitos do uso do nome de estádio com a Hypera Pharma.

Segundo o Valor, a farmacêutica possui diversos produtos e marcas sob sua gestão, dentre as quais a Neo Química que já patrocinou o clube.

O valor da transação é mantido em sigilo, mas foi fechada na faixa de R$ 300 a 350 milhões.

No entanto, o contrato com a empresa possui diversos “gatilhos” que podem gerar mais dinheiro ao Corinthians, dependendo da presença de público no estádio, entre outros fatores.

Telefônica: multa convertida em investimento

A diretoria da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira (27) a conversão do montante de R$ 20 milhões em sanções aplicadas à Telefônica, dona da marca Vivo, em investimentos em redes de fibra óptica e na cobertura de serviços de quarta geração de telefonia celular 4G em diferentes Estados do país.

A decisão foi baseada em norma da agência que criou as “obrigações de fazer”, que tende a gerar maior benefício ao setor do que as multas tradicionais.

O regulamento também serve como alternativa aos termos de ajustamento de conduta (TACs), que preveem a troca de multas já aplicadas às operadoras por investimentos.

A maior sanção, no valor de R$ 16,578 milhões, prevê a construção de redes de fibras ópticas em valores correspondentes em cidades que não dispõem deste tipo de infraestrutura.

A Anatel listou 41 municípios elegíveis de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, São Paulo e Sergipe.

Walmart e Microsoft juntos por TikTok

A WalMart está se unindo à Microsoft em uma oferta pelo aplicativo de compartilhamento de vídeos TikTok, conforme a emissora americana “CNBC”.

As ações da varejista registravam alta de mais de 5% em Nova York.

O TikTok, de propriedade chinesa, está sob pressão para vender suas operações nos Estados Unidos, com o presidente americano, Donald Trump, levantando preocupações sobre o popular aplicativo de vídeo como uma ameaça potencial à segurança nacional.

Nubank rivaliza com Itaú, diz UBS

Após o Nubank divulgar seus resultados e informar que chegou a 26 milhões de clientes, o UBS resolveu olhar mais de perto a fintech e comparar sua operação com o Itaú, que lidera o mercado de cartão de crédito.

De acordo com o Valor, os analistas do banco suíço apontam que o número de cartões do Itaú ficou estável nos últimos anos, chegando a 33 milhões em junho.

O relatório aponta que o custo de aquisição de cliente (CAC) do Nubank caiu para R$ 14 no primeiro semestre, ante R$ 28 no mesmo período de 2019.

Esse indicador leva em conta as despesas com marketing, emissão de cartões e serviços. A carteira de crédito do Nubank teve expansão anual de 45%, terminando o primeiro semestre a R$ 12,5 bilhões.

BV retoma planos de listagem na bolsa paulista

O BV, ex-Banco Votorantim, retomou os planos de listagem na bolsa paulista por meio de uma oferta inicial de recibos de ações (units), operação que havia sido cancelada em março, um mês depois de iniciada, devido aos efeitos da Covid-19.

Segundo a Reuters, o banco controlado pelo Grupo Votorantim e pelo Banco do Brasil informou nesta quinta-feira (27) que pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) registro de companhia aberta e para realizar uma oferta pública de primária e secundária de certificados de depósito de ações.

Os coordenadores da operação serão mesmos do pedido inicialmente feito em março: Goldman Sachs, JPMorgan, BB Investimentos, Itaú BBA, Morgan Stanley, Bank of America e UBS.

O plano original inicialmente previa uma operação de cerca de R$ 5 bilhões , sendo R$ 1 bilhão de uma oferta primária os R$ 4 bilhões restantes corresponderão à oferta secundária, divididos igualmente entre BB e Grupo Votorantim.

Debêntures: emissões com taxas menores

Depois de um mês fraco para as emissões de debêntures em julho, agosto caminha para encerrar com volumes próximos a abril, que fechou com R$ 15,6 bilhões em novos papéis.

Conforme o Valor, a maioria das emissões segue com esforços restritos de colocação, mas os bancos também já estão dispostos a testar as ofertas que incluem o investidor de varejo.

As duas primeiras ofertas do ano via Instrução 400 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) estão em análise na autarquia.

São debêntures de infraestrutura, que contam com incentivo fiscal

As ofertas já liquidadas neste mês somam cerca de R$ 9,5 bilhões. Existem mais R$ 4,5 bilhões em operações já divulgadas, mas não concluídas.

Agencia Nacional das Águas e o saneamento

As primeiras regras federais para o setor de saneamento básico deverão começar a ser discutidas no início de 2021.

Segundo o Valor, a ideia da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) é usar o primeiro semestre do ano que vem para fazer as consultas públicas dessas normas iniciais, afirmou a diretora-presidente do órgão, Christianne Dias.

Ela avalia que três temas devem ser tratados como prioritários: a governança das agências reguladoras locais; a metodologia de cálculo da indenização de ativos (em caso de encerramento de contratos); e a adequação dos acordos vigentes para as novas regras do setor.

GeoPost praticamente compra Jadlog

A operadora logística europeia GeoPost anunciou nesta quinta-feira (27) a ampliação de sua participação no capital social da transportadora brasileira Jadlog, passando a deter 98% do total.

Conforme o Valor, por meio de sua rede internacional DPDgroup, o grupo adquiriu a participação de 38% dos sócios fundadores da Jadlog, e já detinha 60% da empresa.

Coronavírus

De acordo com o consórcio de imprensa, formado para cobrir a pandemia do novo coronavírus, os números no Brasil estão assim:

Casos confirmados: 3.761.3911;
Recuperados: 2.947.250;
Mortes: 118.649.