Petrobras (PETR4 PETR3) elevará preço de gás natural em 7% no próximo mês

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Divulgação/Petrobras

A Petrobras (PETR3 PETR4) informou nesta terça-feira (6) que ajustará, a partir de 1º de agosto de 2021, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

Segundo a empresa, a variação decorre da aplicação das fórmulas negociadas nos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio”.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

As atualizações dos preços dos contratos são trimestrais. A referência para esses ajustes é a cotação dos meses de abril, maio e junho.

“Durante esse período”, lembra a Petrobras, “o petróleo teve alta de 13%, seguindo a tendência de alta das commodities globais; e o Real teve valorização de cerca de 4% em relação ao Dólar, em consequência, o ajuste será de 7% em R$/m³”.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

A Petrobras lembra também que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras e, no caso do GNV, dos postos de revenda e pelos tributos federais e estaduais.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Minerva (BEEF3): controlada precifica bonds 2031

A Minerva (BEEF3) comunicou hoje a conclusão da precificação de títulos representativos de dívida, os bonds, com taxa de juros de 4,375% ao ano e vencimento em 2031 adicionais, originalmente emitidos em março de 2021, no valor total de US$ 400 milhões.

A operação recebeu classificação de risco em moeda estrangeira de “BB” pelas agências Standard & Poor’s e Fitch Ratings.

A emissão das Notas Adicionais faz parte do processo de liability management da Minerva, “cujo objetivo é o de alongar o perfil dívida da companhia e reduzir o custo da estrutura de capital” da Minerva. Será também utilizada no pagamento antecipado de dívidas da companhia e usos gerais.

As Notas Adicionais serão ofertadas e distribuídas nos Estados Unidos somente para compradores institucionais qualificados e, nos demais países, exceto no Brasil e nos EUA, para investidores institucionais e outros.

Even (EVEN3) tem rating elevado

A construtora e incorporadora Even (EVEN3) informou hoje que a agência de classificação de risco Standard and Poor’s elevou o rating da companhia na Escala Nacional Brasil de brAA para brAA+, com perspectiva positiva.

Bradesco (BBDC4) se compromete a zerar emissão de carbono das carteiras até 2050

O Bradesco (BBDC3 BBDC4) comunicou hoje seu compromisso de “descarbonizar suas carteiras de crédito e investimentos até 2050, ou antes”, atendendo aos cenários científicos e metas do Acordo de Paris sobre o Clima.

Também anunciou que se tornou o primeiro banco brasileiro a aderir ao Net-Zero Banking Alliance (NZBA) da UNEP FI e a se comprometer com suas metodologias e requisitos de gestão e transparência relacionados ao tema.

A UNP FI é o braço financeiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente.

“A iniciativa reforça a gestão climática e a ambição do Bradesco de financiar a transição para uma economia mais limpa, eficiente e resiliente”, diz o comunicado ao mercado. “O compromisso faz parte da Estratégia de Sustentabilidade da Organização, de seu posicionamento frente à crise climática e também contribui com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) priorizados pelo Bradesco, em especial o ODS 13”.

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.