Petrobras (PETR4 PETR3) definirá data para AGE para eleger presidência do colegiado

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação / Petrobras

O Conselho de Administração da Petrobras (PETR4 PETR3) informou na noite desta terça (23) que autorizou a realização de assembleia extraordinária para deliberar sobre a destituição de Roberto Castello Branco do cargo de membro do Conselho de Administração da companhia.

Ainda no comunicado, a Petrobras informou que, uma vez efetivada a destituição, a mesma acarretará na saída dos demais 7 membros do seu Conselho de Administração.

Na mesma assembleia, em data a ser definida pelo presidente do Conselho de Administração, será deliberado sobre a eleição dos 8 novos membros do Conselho.

Os atuais membros da diretoria executiva têm mandato vigente até o dia 20 de março de 2021.

Engie (EGIE3): parque eólico na BA pode iniciar operações

A Engie (EGIE3) informou que o Parque Eólico Campo Largo IX recebeu autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para iniciar suas operações comerciais a partir desta terça (23).

O Parque conta com capacidade instalada de 25,2 MW e faz parte do conjunto eólico Campo Largo II, formado por um conjunto eólico, com capacidade instalada total de 361,2 MW.

O Conjunto Eólico Campo Largo II está localizado no Município de Umburanas, Bahia, mesma região onde a Companhia já opera comercialmente os Conjuntos Eólicos Campo Largo e Umburanas, beneficiando-se da sinergia das estruturas existentes, como a subestação e a linha de transmissão.

Ao final da implantação da segunda fase de Campo Largo, prevista para o terceiro trimestre de 2021, a capacidade instalada de energia eólica da Engie ultrapassará a marca de 1 gigawatt (GW) na região.

Aeris (AERI3) celebra contrato de fornecimento

A Aeris (AERI3) e a Siemens Gamesa celebraram contrato disciplinando os termos e condições para o fornecimento de equipamentos.

Nos termos do contrato, a companhia deverá fornecer à Siemems Gamesa pás eólicas com capacidade equivalente a 3,8 gigawatts de potência.

O valor estimado da negociação é de R$ 3 bilhões e deverá vigorar até meados de 2025.

Conforme a Aeris, a “celebração do contrato, além de representar relevante fator para o aumento da receita, tem um importante caráter estratégico no contexto da consolidação da sua atuação no mercado externo, reforçando o processo de crescimento e expansão de seus negócios”.

Banco Pan (BPAN4) diz que recebeu da Caixapar informação de que avalia operação de alienação de ON

O Banco Pan (BPAN4) informou que — em relação à notícia veiculada pelo jornal Valor Econômico, sob o título “Caixa contrata Bancos para a venda de ONs do Pan” — recebeu nesta terça (23) da Caixa Participações a informação a respeito da avaliação da possibilidade de realização de uma eventual alienação de ações ordinárias de emissão da Companhia de sua titularidade, bem como do processo de seleção e engajamento das instituições que participarão da potencial operação.

Segundo o Banco Pan, até o momento não há qualquer decisão tomada acerca da efetiva realização da potencial operação, a qual está sujeita, entre outros fatores, à obtenção das aprovações societárias pertinentes, às condições macroeconômicas favoráveis e ao interesse de investidores. Além dos procedimentos inerentes à regulamentação vigente, dentre outros fatores alheios à vontade da Companhia.

Portanto, não há definição sobre o volume, preço e demais termos e condições da potencial operação que, caso efetivada, será conduzida em conformidade com a legislação e regulamentação aplicáveis.