Petrobras (PETR4) inicia fase não-vinculante de venda em polo no RN

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Petrobras

A Petrobras (PETR4) informou, nesta segunda (28), o início da fase não-vinculante da venda da totalidade de suas participações em 26 concessões de campos de produção terrestres e de águas rasas.

As concessões ficam na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte.

São denominados conjuntamente de Polo Potiguar.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

“A divulgação está de acordo as disposições do procedimento de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos”, anota a empresa em comunicado.

“E está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e melhoria de alocação do capital da companhia, concentrando recursos em ativos em águas profundas e ultra-profundas”

Petrobras (PETR4) fará recompra de títulos globais de até US$ 4 bilhões

Petrobras: o Polo Potiguar

O Polo Potiguar abrange, segundo a Petrobras, três subpolos (Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana), totalizando 26 concessões de produção, 23 terrestres e 3 marítimas, no Rio Grande do Norte.

O Polo inclui acesso à infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

As concessões do subpolo Ubarana estão localizadas em águas rasas, entre 10 e 22 km da costa do município de Guamaré-RN.

As demais concessões dos subpolos Canto do Amaro e Alto do Rodrigues são terrestres.

A produção média do Polo Potiguar de janeiro a agosto de 2020 foi de aproximadamente 23,2 mil barris de óleo por dia (bpd) e 108 mil m³/dia de gás natural.

Além das concessões e suas instalações de produção, está incluída na transação a Refinaria Clara Camarão (RPCC), em GuamPetrobras (PETR4) prorroga prazos com Sete Brasil e assume operações no AParé (RN), com capacidade instalada de refino de 39.600 bpd.

Petrobras (PETR4) inicia fase vinculante da venda de empresas elétricas

Petrobras (PETR4) prorroga prazos com Sete Brasil e assume operações no AP