Petrobras (PETR4) informa sobre arrendamento de terminal de regaseificação de GNL

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A Petrobras (PETR4) publicou, nesta sexta-feira (16), edital do segundo processo licitatório para o arrendamento do Terminal de Regaseificação de GNL da Bahia (TR-BA) e instalações associadas.

Em nota, a estatal informou que a licitação será restrita a empresas pré-qualificadas e o processo seguirá os atos e ritos previstos na Lei das Estatais.

O TR-BA consiste em um píer tipo ilha, com todas as facilidades necessárias para atracação e amarração de um navio FSRU (Floating Storage and Regasification Unit) diretamente ao píer e de um navio supridor a contrabordo do FSRU.

O gasoduto integrante do terminal possui 45 quilômetros de extensão e 28 polegadas de diâmetro, interligando o TR-BA a dois pontos de entrega, a Estação Redutora de Pressão de São Francisco do Conde e a Estação de Controle de Vazão de São Sebastião do Passé.

Petrobras (PETR4) informa sobre devolução parcial de área de Libra

A Petrobras informou que o consórcio de Libra, constituído pela Petrobras (40%), em parceria com a Shell (20%); Total E&P do Brasil Ltda(20%); CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda. (10%) e CNOOC Petroleum Brasil Ltda(10%),  notificou a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sobre a devolução da área Sudeste do bloco de Libra, na Bacia de Santos.

Desde o início das atividades de avaliação do Bloco de Libra, a área Sudeste, um compartimento distinto das demais, era identificada como área de baixo potencial. A conclusão do processamento dos dados obtidos confirmou esta expectativa.

A devolução está de acordo com o Plano de Avaliação de Descoberta (PAD) do poço 3-BRSA-1267-RJS, que abrange as áreas Central e Sudeste do bloco de Libra, remanescentes após a Declaração de Comercialidade da área Noroeste de Libra que deu origem ao atual Campo de Mero, terceiro maior campo produtor do pré-sal.

A fase exploratória de avaliação da descoberta dessa área continuará até março de 2025.

Banco Pine (PINE4) prévia 1TRI21

O Banco Pine (PINE4) divulgou nesta sexta-feira (16) sua prévia operacional do primeiro trimestre de 2021.

A originação de crédito da instituição financeira cresceu 80% no período, para R$ 1,1 bilhão, na base anual.

No segmento grandes empresas, a expansão foi de 75%, para R$ 624 milhões, ante o mesmo período de 2020.

O banco liberou de aproximadamente 2 mil operações de crédito no trimestre, principalmente com produtos de desconto (antecipação de recebíveis).

O Pine encerrou o período de janeiro a março com aproximadamente R$ 62 milhões sob custódia em sua plataforma de investimentos.