Petrobras (PETR4) elege diretor executivo; BTG (BPAC11) conclui aquisição da Necton

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Agência Brasil/Petrobras

A Petrobras (PETR3 PETR4) elegeu nesta segunda-feira (5) Salvador Dahan diretor executivo de Governança e Conformidade. Ele é paulistano e bacharel em Direito, residente em Kanagawa, Japão.

Sua escolha é para a gestão até abril de 2023.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

A decisão, segundo comunicado da Petrobras ao mercado, não foi unânime, mas por maioria dos votantes do Conselho de Administração da estatal petrolífera brasileira.

BTG Pactual (BPAC11) conclui aquisição da Necton

A BTG Pactual (BPAC11) comunicou que, após o cumprimento de todas as condições precedentes, incluindo a aprovação do Banco Central do Brasil e da autoridade concorrencial competente, foi concluída a aquisição de 100% do capital social da corretora Necton Investimentos.

O BTG informou que uma de suas controladas fechou a compra da corretora pelo valor de R$ 348 milhões.

Esta aquisição faz parte da estratégia de expansão do BTG Pactual no segmento de varejo de investimentos. A intenção do banco é manter a marca e a operação independentes.

A Necton é uma companhia com ativos sob custódia (AuC) de R$ 16,1 bilhões.

Omega (OMGE3) aprova assinatura de contrato preliminar com Omega Gestora de Recursos e Tarpon

A Omega Geração (OMGE3) aprovou a celebração de contrato preliminar entre a companhia e a Omega Gestora de Recursos Ltda. em conjunto com a Tarpon, outorgando “opções de aquisição e alienação (ou reorganização societária) para transferência dos ativos de geração de energia eólica do Complexo Assuruá 4”.

O Complexo tem capacidade instalada projetada de aproximadamente 215 MW e expectativa de entrada em operação comercial no início de 2023.

Ele está localizado na Bahia, junto aos Complexos Eólicos Assuruá 1, 2 e 3.

“O Comitê de Operações com Ativos de Partes Relacionada da Companhia tem conduzido há meses tratativas com as gestoras em relação às condições para transferência dos Ativos”, informa a Omega, “o que culminou na recomendação pelo Comitê para que o Conselho de Administração aprove a celebração do documento que consubstancia as referidas opções”.

Ainda conforme o contrato, “a efetiva transferência dos Ativos é condicionada à verificação de determinadas condições precedentes, incluindo – entre outras – a efetiva celebração de Contratos de Comercialização da Energia (na sigla em inglês, PPA – Power Purchase Agreement), nas condições previamente estabelecidas, no ambiente de comercialização livre (ACL), a obtenção de financiamento de longo prazo para os Ativos e a efetiva entrada em operação comercial dos Ativos”.

BrMalls (BRML3) informa sobre a reabertura e fechamento temporário de shoppings

A BR Malls (BRML3) retomou a operação de 8 shoppings do seu portfólio, ainda com restrições no horário de funcionamento.

O Goiânia Shopping (GO) e o Araguaia Shopping (GO) retomaram suas atividades no dia 31 de março de 2021. O Shopping Recife (PE) e o Top Shopping (RJ), em 1º de abril e 3 de abril, respectivamente.

Já o shopping Curitiba (PR), o Shopping Estação (PR), o Shopping Campo Grande (MS) e o Shopping Vila Velha (ES) retomaram suas atividades neste 5 de abril.

No sentido contrário, por determinação das autoridades públicas, a BR Malls suspendeu temporariamente as atividades do Shopping Estação Cuiabá (MT) desde 31 de março último. Os serviços de delivery e atividades essenciais, no entanto, estão permitidos.

A BR Malls possui 14 shoppings abertos, equivalentes à 46,0% da ABL total e 40,7% da ABL própria da companhia e 28,4% do NOI core em 2019.

Kalunga ainda avalia fazer IPO

A Kalunga segue em processo de listagem na B3 (B3SA3). A empresa “engajou o Banco BTG Pactual (BPAC11), o Bradesco BBI, a XP Investimentos e o UBS Brasil para a prestação de serviços de assessoria financeira no âmbito de potencial operação para a captação de recursos por meio da realização de oferta pública inicial de distribuição de ações ordinárias.

Pela manhã reportagem do Estadão dizia que a Kalunga estava entre 19 empresas que teriam desistido de fazer IPO.

No entanto, ao final da tarde, a Kalunga comunicou ao mercado, em Fato Relevante, que até o momento não definiu ou aprovou a efetiva realização da operação, seus termos e condições, ou outras possíveis atos para emissão das ações.

A efetiva realização, diz a Kalunga, está sujeita às condições dos mercados de capitais brasileiro e internacional, às condições política e macroeconômica favoráveis, ao interesse de investidores em particular, às aprovações societárias da companhia e a procedimentos inerentes à realização de IPOs.

MRV (MRVE3): diretor executivo de Produção entrega carta de renúncia ao cargo

A MRV (MRVE3) comunicou hoje que recebeu a carata-renúncia do seus diretor executivo de Produção, Homero Aguiar Paiva. Ele havia sido eleito na pelo Conselho de Administração, em março de 2019, e tinha mandato de mais um ano.

A MRV “agradece o período de 34 anos em que Homero Paiva foi o executivo à frente da área de Produção da companhia e informa ainda que ele permanecerá atuando como consultor técnico no período de transição do cargo de Diretor Executivo de Produção para Silvio Luiz Gava, eleito hoje.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.