Petrobras (PETR4) conclui a venda do campo de Baúna, em São Paulo

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)

Crédito: Divulgação

A Petrobras (PETR4) informou, nesta sexta (6), que finalizou a venda da totalidade de sua participação no campo de Baúna, localizado em águas rasas na Bacia de Santos, em São Paulo.

A empresa que comprou a participação foi a Karoon, subsidiária da Karoon Energy.

Valores da transação

A operação foi concluída com o pagamento de US$ 150 milhões para a Petrobras.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

“O valor recebido no fechamento se soma ao montante de US$ 49,9 milhões pagos à estatal na data de assinatura, em 24 de julho de 2019”, diz a estatal em nota.

“A parcela remanescente, de aproximadamente US$ 40 milhões, será paga em 18 meses , considerando os ajustes de preço com a data-base da transação 1º de janeiro de 2019”, especifica a Petrobras.

O valor foi ajustado em função do resultado do fluxo de caixa incorporado pela Petrobras até a data de fechamento.

“Adicionalmente, foi acordada pelas partes parcela contingente do preço, que a Petrobras receberá até 2026, no valor de USS 285 milhões”, complementa o comunicado.

Petrobras: estratégia

A Petrobras lembra que “essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia”.

“A companhia passa a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo”, afirma a empresa.

Veja como foi o balanço da empresa no terceiro trimestre

Sobre o campo de Baúna

O campo de Baúna, a Bacia de Santos, no litoral do estado de São Paulo, iniciou sua operação com o FPSO Cidade de Itajaí, em fevereiro de 2013.

A produção média do campo de janeiro a setembro de 2020 foi de aproximadamente 16 mil barris de óleo por dia e 104 mil m³/d de gás.

Com essa transação, a Karoon será a operadora da concessão com 100% de participação.

LEIA MAIS

Petrobras (PETR4) inicia divulgação de venda de ativos na Bahia

Petrobras (PETR4): produção total de petróleo, gás e LGN sobe 4,4%

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.